PUBLICIDADE
Topo

Suíça pode deixar 5 mil pessoas usarem maconha legalmente para estudos

28/02/2019 14h02

Por John Miller

ZURIQUE (Reuters) - A Suíça pode permitir que até 5 mil pessoas fumem maconha legalmente em estudos-piloto que ajudarão a elaborar novas regras para o uso recreativo da droga, disse o governo nesta quinta-feira.

O gabinete propôs projetos-piloto limitados que podem levar a mudanças em leis de 1951 que proíbem a cannabis. O plano será submetido à consulta pública até o meio deste ano, disse o Gabinete Federal de Saúde.

A Suíça já permite produtos de cannabis com menos de um por cento de THC, o elemento químico que deixa as pessoas inebriadas. Em julho o país começou a explorar novas maneiras de regularizar tipos de maconha mais potentes, depois que a Universidade de Berna foi impedida pelas leis existentes de realizar um estudo científico.

Cerca de 200 mil pessoas usam cannabis ilegalmente na Suíça, estimou o governo, apesar de sua criminalização.

"Sem minar a proibição geral da cannabis, precisamos ser capazes de testar novos modelos regulatórios na situação atual", disse o governo em um comunicado.

"Cidades apontam o impacto negativo das leis atuais, o comércio ilegal em locais públicos que causa cada vez mais transtornos e faz as pessoas se sentirem inseguras e esforços para conter as vendas de droga em áreas urbanas que drenam recursos", acrescentou.

"Como resultado, algumas cidades querem descobrir como o acesso controlado à cannabis afeta seu consumo, os hábitos de compra e a saúde dos participantes".