Topo

Guedes sinaliza que pode não haver novo contingenciamento, diz fonte

21/05/2019 20h33

Por Ricardo Brito e Marcela Ayres

BRASÍLIA (Reuters) - O ministro da Economia, Paulo Guedes, afirmou, na reunião ministerial desta terça-feira com a presença do presidente Jair Bolsonaro, que pode não haver um novo contingenciamento orçamentário, disse uma fonte com conhecimento do assunto.

A intenção do governo para evitar o novo contingenciamento de verbas viria de um eventual uso de recursos de reservas adicionais como compensação, disse a fonte.

Uma segunda fonte, esta ligada à equipe econômica, explicou à Reuters que as novas estimativas seguem apontando uma necessidade de o governo bloquear despesas do Orçamento para assegurar o cumprimento da meta fiscal deste ano.

Mas como uma reserva de 5 bilhões de reais foi criada no decreto anterior, numa medida de cautela para gestão orçamentária, decidiu-se agora usar parte dessa margem para cobrir o valor que seria necessário contingenciar, evitando assim novas limitações para os ministérios.

Na segunda-feira, duas fontes da equipe econômica disseram à Reuters que a expectativa era que o novo bloqueio ficasse abaixo de 5 bilhões de reais.

A confirmação sobre o contingenciamento será publicada pelo governo na tarde de quarta-feira, data de divulgação do próximo relatório bimestral de receitas e despesas.

No fim de março, o governo já tinha determinado um bloqueio de quase 30 bilhões de reais.

Mais Notícias