PUBLICIDADE
Topo

Conteúdo publicado há
1 mês

Algumas meninas afegãs voltam à escola, outras aguardam em agonia

18/09/2021 14h12

(Reuters) - Algumas estudantes afegãs retornaram às escolas primárias neste sábado, com classes segregadas por gênero, mas as meninas mais velhas encaram uma espera nervosa, sem clareza sobre se e quando poderão retomar aulas no ensino médio.

A maioria das escolas na capital Cabul ficou fechada desde que o Taliban capturou a cidade há pouco mais de um mês.

Autoridades do Taliban afirmaram que não retomariam as políticas fundamentalistas --incluindo a proibição de que mulheres recebam educação-- adotadas da última vez em que governaram o Afeganistão entre 1996 e 2001.

Agora, eles prometeram que as meninas poderão estudar, mas apenas em salas de aula segregadas.

Nazife, uma professora de uma escola particular em Cabul que tinha salas de aula mistas antes da tomada do Taliban, disse que fizeram mudanças para reabrir.

“As meninas estudam de manhã e os meninos, à tarde”, disse ela. "Professores homens ensinam meninos e professoras ensinam meninas."

No entanto, há incerteza para muitas outras meninas na escola, que leciona tanto no nível primário quanto no secundário.

Na sexta-feira, o ministério da Educação afirmou que escolas de ensino médio masculinas seriam reabertas em breve, mas não mencionou as garotas.

O porta-voz do Taliban, Zabihullah Mujahid, disse à agência de notícias local Bakhtar neste sábado que preparativos estavam em andamento para reabrir as escolas secundárias das garotas, mas não deu uma data específica.