Informações sobre o álbums
  • editoria:
  • galeria:
  • link: http://noticias.uol.com.br/ciencia/album/2013/02/01/imagens-do-mes-fevereiro2013.htm
  • totalImagens: 77
  • fotoInicial: 77
  • imagePath:
  • baixaResolucao: 0
  • ordem: ASC
  • legendaPos:
  • timestamp: 20130201104317
    • Ciência [45097];
Fotos
O foguete russo-ucraniano Zenit-3SL caiu nesta sexta-feira (1º) no Oceano Pacífico após ser lançado da plataforma flutuante do consórcio internacional Sea Launch. O foguete levava a bordo o satélite norte-americano de telecomunicações Intelsat-27 Divulgação Mais
A TW Hydrae, uma estrela de 10 milhões de anos, é capaz de criar 50 planetas do tamanho de Júpiter, divulgou a Agência Espacial Europeia (ESA, na sigla em inglês). A descoberta foi feita após astrônomos do observatório Herschel conseguirem medir com precisão o disco protoplanetário deste astro da Constelação de Hydra, a 176 anos-luz de distância da Terra. O disco que rodeia a estrela é formado por hidrogênio gasoso molecular frio, um dos principais "ingredientes" para a construção de planetas ESA?C. Carreau Mais
Uma impressora 3D pode facilitar a construção de uma futura base lunar a partir de materiais "locais", como o solo e as rochas do satélite. Esta é a nova proposta da Agência Espacial Europeia (ESA, na sigla em inglês), que já tem como parceiro o escritório de arquitetura Foster + Partners, responsável pelos croquis (acima). Laurent Pambaguian, que lidera o projeto da ESA, explica que os módulos tubulares da base podem ser levados de foguete e inflados na chegada. Depois, a estrutura receberia uma camada de regolito (restos de materiais compactos e fragmentos de rochas e de solo que cobrem a Lua), para proteger os astronautas da radiação do espaço - o escudo seria construído pela técnica de impressão 3D e 'rebocado' por um robô Foster+Partners Mais
Edwin Buzz Aldrin, membro da histórica missão Apollo 11, presta sua homenagem aos astronautas mortos em missões espaciais da Nasa (Agência Espacial Norte-Americana), no cemitério militar de Arlington, na Virgínia, no leste dos Estados Unidos. A agência recorda nesta sexta-feira (1º) os dez anos do acidente com o ônibus espacial Columbia, que matou sete astronautas, assim como as tragédias da Apollo 1, de 1967, e do Challenger, de 1986 Bill Ingalls/Nasa Mais
Logo após o anúncio iraniano de que teria enviado um macaco com sucesso ao espaço, surgiram imagens que levantam dúvidas sobre a façanha. Em 28 de janeiro, imagens oficiais mostraram o macaco chamado Pishgam (Pioneer) antes do lançamento. O animal tinha pelo cinza claro e uma pinta vermelha acima de seu olho direito (na imagem à direita). Dias depois, a agência ISNA de estudantes divulgou outras imagens, que seriam da apresentação do macaco à imprensa após seu desembarque, que mostrou um tom mais escuro de pelo e sem a pinta - indicando que seriam dois animais diferentes. Entretanto, um oficial iraniano confirmou no sábado (2) que o Irã enviou realmente um macaco ao espaço que retornou com segurança à Terra, e que a foto divulgada do macaco com a pinta seria uma foto de arquivo, de um dos macacos de teste que não teria sido enviado ao espaço. O professor de astronomia da Harvard, Jonathan McDowell, disse a AlJazeera que o macaco mais claro teria participado da missão de 2011 e não desta bem sucedida de 2013 AP/ ISNA, Borna Ghasemi, Mohammad Agah Mais
Arqueológo da Universidade de Leicester, na Inglaterra, aponta os danos letais no crânio do rei Ricardo 3º, morto em 1485 durante uma batalha, em uma coletiva de imprensa nesta segunda-feira (4). Pesquisadores da Universidade anunciaram que encontraram os restos mortais do rei inglês, desaparecido há mais de 500 anos, preservados debaixo de um estacionamento da cidade Darren Staples/Reuters Mais
A Nasa (Agência Espacial Norte-Americana) identificou como as tempestades solares ejetam massa coronal, que podem interferir no sistema de comunicação de satélites, GPS e energia na Terra. O Observatório Dinâmico Solar (SDO, na sigla em inglês) captou, pela primeira vez, a formação de 'nós' no campo magnético da corona do Sol, a camada de plasma quente que envolve o astro. As cordas de fluxo de plasma, como são batizadas essas torções e essas voltas ao redor do Sol, surgem algumas horas antes da tempestade, contribuindo para uma previsão mais precisa dos efeitos geomagnéticos do fenômeno no nosso planeta Nasa/SDO/Goddard Space Flight Center Mais
O telescópio Hubble detectou o momento que uma galáxia parou de criar estrelas, sugerindo que entrou na fase de transição para sua "morte", abrigando apenas estrelas vermelhas e velhas. Segundo a Nasa (Agência Espacial Norte-Americana), a galáxia 2MASX J09442693+0429569 usou todo o gás, possivelmente, em uma fusão e, por isso, os astrônomos não conseguem encontrar mais sinais de estrelas jovens na região Hubble/ESA/Nasa Mais
A bactéria "Delftia acidovarans" foi colocada na presença de uma solução de ouro, que é tóxica para ela, e sobreviveu ao criar nano partículas de ouro a partir de íons de ouro presente no material líquido. A bactéria cria as pepitas, uma forma neutra do ouro, fora de suas células. Ela poderia ser usada para diminuir o desperdício em minas de ouro, por exemplo, além de os íons serem presentes nos oceanos Bertrand Rieger/Hemis/Corbis Mais
O presidente do Irã, Mahmoud Ahmadinejad (à direita), afirmou que está disposto a ser o primeiro astronauta de seu país, durante a apresentação dos protótipos dos satélites de comunicação Zohreh e Nahid, que devem ser lançados ainda neste ano. O país colocou em órbita seu primeiro satélite em 2009 e, agora, espera poder enviar um homem ao espaço antes de 2020 Arman Teimu/Iranian Presidency Website/AFP Mais
A estrela LL Orionis sopra um vento forte que se choca com o material da Nebulosa de Órion, formando 'ondas de gás' no espaço. Segundo a Nasa (Agência Espacial Norte-Americana), essa estrutura chega a ter 0,5 ano-luz de diâmetro Nasa, ESA and the Hubble Heritage Team Mais
O Super-Tiger, balão da Nasa (Agência Espacial Norte-Americana), bateu o recorde de voo mais longo do tipo e trouxe uma série de dados sobre raios cósmicos de alta energia que atingem a Terra de outros pontos da galáxia. O balão científico passou 55 dias, 1 hora e 34 minutos voando a uma altitude de 38.710 metros Nasa Mais
O jogador de futebol Lionel Messi faz belos passes e dribles porque seu cérebro é mais ativo do que o de outros jogadores menos dotados, segundo estudo da Universidade de Brunel, em Londres, no Reino Unido. Isso indica que os jogadores mais experientes são capazes de ativar mais áreas do cérebro do que os novatos, permitindo que executem movimentos com mais êxito Alberto Saiz/AP Mais
Cientistas da Universidade Heriot-Watt, de Edimburgo, desenvolveram um processo de impressão 3D usando células-tronco humanas. A tecnologia pode abrir caminho para criar tecidos humanos tridimensionais em laboratório para transplantes e testes, eliminando a necessidade de doação de órgãos e o problema da rejeição entre pacientes Divulgação Mais
Cientistas fazem reconstrução facial do rei Ricardo 3º, que governou a Inglaterra no século 15, a partir do crânio encontrado em um estacionamento na cidade britânica de Leicester. A figura tem um nariz ligeiramente arqueado e um queixo proeminente, que se assemelha bastante aos retratos pintados após a morte do rei Gareth Fuller/PA/AP Mais
Um pequeno asteroide, de 45 metros de diâmetro, passará muito perto da Terra em 15 de fevereiro. Ele passará tão perto que irá passar dentro do anel geostacionário, onde ficam os satélites de comunicação e de previsão do tempo. Por conhecer bem o trajeto do objeto, a Nasa assegura que não há risco de colisão com a Terra apesar de ser a primeira vez que um objeto deste tamanho chega tão perto de nosso planeta. No detalhe, concepção artística do asteroide perto da Terra NASA/JPL-Caltech Mais
Bertolt Mayer examina Rex, o homem biônico mais completo do mundo, nesta terça-feira (5), em Londres. O psicólogo suíço, que perdeu a mão esquerda e possui um membro biônico no lugar, foi usado como modelo para o projeto de US$ 1 milhão (cerca de R$ 1,98 milhão) criado para um documentário da rede Channel 4. Segundo os cientistas britânicos, Rex tem 2 metros de altura e tem todos os membros e órgãos funcionando normalmente. O homem artificial será exibido para o público no Museu de Ciência de Londres, no Reino Unido, até 11 de março Toby Melville/Reuters Mais
Nuvens vermelhas repletas de poeira e hidrogênio gasoso fazem as vezes de 'asas' da Nebulosa da Gaivota, que 'voa' a cerca de 3.700 anos-luz de distância da Terra, entre as constelações do Cão Maior e do Unicórnio. Já a cabeça do animal é formada por uma grande nuvem de gás catalogada como Sharpless 2-292, enquanto as jovens estrelas azuis viram os olhos. A nova imagem, divulgada pelo Observatório Europeu do Sul (ESO, na sigla em inglês), foi feita no Observatório de La Silla, no Chile ESO Mais
O primeiro clarão de luz solar é refletido por um lago de Titã, uma das várias luas de Saturno, em um registro da sonda Cassini, da Nasa (Agência Espacial Norte-Americana). Batizado de Kraken Mare, esse lago lunar cobre uma área de cerca de 400 mil quilômetros quadrados Nasa/JPL/University of Arizona/DLR Mais
A broca do Curiosity passou no seu primeiro teste e está pronta para perfurar as três rochas de Marte, que foram previamente selecionadas pela Nasa (Agência Espacial Norte-Americana). O equipamento do robô fez uma espécie de raspagem do local e, portanto, não chegou a perfurar a superfície do planeta vermelho. O teste foi executado no 176º dia da missão, que corresponde ao último dia 2 de fevereiro Nasa/JPL-Caltech/MSSS Mais
Lauren Rojas, aluna da 7ª série, enviou uma Hello Kitty para o espaço depois de montar o seu próprio foguete para um projeto de ciências da escola. A boneca foi lançada a quase 30 quilômetros de altitude, chegando à estratosfera da Terra, e, depois de cair, foi resgata no topo de uma árvore Reprodução/YouTube Mais
O governo da Itália começou a fazer as obras de restauração da cidade de Pompeia, que vão custar 105 milhões de euros (cerca de R$ 282 milhões). Nesta primeira fase, os trabalhos ficarão concentrados na recuperação da Casa dos Dioscuros e da Casa do Criptopórtico. Pompeia foi destruída pelo vulcão Vesúvio em 79 d.C. Salvatore Laporta/AP Mais
O foguete russo Soyuz colocou em órbita seis satélites norte-americanos Globalstar. O lançamento ocorreu do cosmódromo de Baikonur, no Cazaquistão, na noite desta quarta-feira (6), em Moscou AFP Mais
Astrônomos descobriram que 6% das estrelas-anãs vermelhas possuem na sua zona habitável um planeta similar à Terra. Como esse tipo de estrela é bastante comum na Via Láctea, o estudo do departamento de Astrofísica da Universidade de Harvard, nos Estados Unidos, indica que, estatisticamente, um planeta como o nosso pode estar a apenas 13 anos-luz de distância, bem mais perto do que se pensava. Acima, ilustrações mostram um desses planetas com condições de abrigar vida (à esquerda) e uma estrela-anã vermelha, que expelem material na juventude (à direita) David A. Aguilar/CFA Mais
O telescópio Hubble fez novas imagens da Messier 106 e descobriu alguns segredos da galáxia espiral localizada a 20 milhões de anos-luz de distância. O buraco negro que está no seu centro, ao contrário do da Via Láctea, está ativo e devorando bastante material ao seu redor. Por causa disso, a brilhante galáxia 'ganhou' mais dois braços, que são formados por gás quente - e não por estrelas, como os outros dois originais Hubble Mais
Equipe internacional de cientistas usou dados genéticos, datação molecular, registros de fósseis e modelagem climática para determinar que as oliveiras têm raízes curdas, no território entre a Síria e a Turquia, mais ao norte e ao leste do que muitos haviam pensado Luisa Gouliamaki/AFP Mais
Novo estudo afirma que impacto do asteroide Chicxulub, que deixou uma imensa cratera no México, e a extinção dos dinossauros não voadores teria ocorrido há 66 milhões de anos. Ainda sem provas concretas sobre como os dinossauros desapareceram, uma das teorias mais aceitas é a de que o impacto de um cometa ou asteroide teria sido a causa. Com a nova descoberta, através da análise radiométrica de alta precisão, cientistas americanos puderem identificar que os dois eventos ocorreram em um intervalo de 33 mil anos, o que, segundo eles, prova que o impacto teve função decisiva na extinção. A pesquisa será publicada na revista Science Courtney Sprain Mais
Imagem mostra como seria o primeiro animal placentário que deu origem a todos os mamíferos atuais, que evoluiu logo após a extinção dos dinossauros. Ele seria um pequeno comedor de insetos, e foi reconstruído com base nas informações genéticas e fenotípicas da árvore da evolução. A pesquisa, publicada na Science, indica que os mamíferos não se diversificaram até a extinção dos dinossauros há 66 milhões de anos AFP/Carl Buell/American Museum of Natural History Mais
Imagens dos telescópios da Nasa Spitzer e Hubble foram unidas para desvendar uma misteriosa estrela jovem que pisca. À esquerda, uma imagem colorida artificialmente com luz infra-vermelha do Spitzer,mostra a região de formação de estrelas a 950 anos-luz da Terra. O objeto se comporta como uma protoestrela, que emite rajadas de luz a cada 25,34 dias. À direita, imagem do Hubble mostra em detalhes as estruturas ao redor da protoestrela, com duas crateras, uma acima e outra abaixo, formando discos de poeira Nasa/ESA/J. Muzerolle (STScI)/E. Furlan (NOAO e Caltech)/K. Flaherty (Universidade do Arizona/Observatório Steward)/ Z. Balog (Max Planck Instituto de Astronomia)/R. Gutermuth (Universidade de Massachusetts, Amherst) Mais
Sonda Deep Impact, da Nasa (Agência Espacial Norte-Americana), capturou imagens do cometa Ison (à direita) a uma distância de 793 milhões de quilômetros, em janeiro passado. O cometa está fazendo sua primeira viagem para o interior do Sistema Solar (à esquerda) e pode ficar visível no céu do nosso planeta no final de 2013 Nasa Mais
Vestido com o traje espacial, o cosmonauta russo Sergey Ryazanskiy se prepara para entrar em uma piscina no centro de treinamento Star City, perto de Moscou, nesta sexta-feira (8). O treinamento, que simula situações enfrentadas na microgravidade, é uma prática comum para os astronautas que se preparam para missões espaciais Sergei Remezov/Reuters Mais
Sob cerca de mil metros de gelo da Antártida Ocidental encontra-se uma mistura complexa de lagos e riachos que podem abrigar vida microbiana. Os pesquisadores dos Estados Unidos descobriram pela primeira vez evidências da existência de vida em águas subglaciais da Antártida, mostrado aqui no momento em que a câmera da equipe atingiu o fundo do lago. O lago subglacial Whillans tem estado em contato regular com as águas da superfície. A comunidade microbiana de Whillans pode ajudar a entender como os organismos extremófilos podem existir nos extremos escuros e frios e como afetam a química do gelo. Outros pesquisadores buscam registros de vida em lagos subglaciais mais isolados da Antártida Alberto Behar/JPL/ASU (Câmera subaquática fornecida por NSF e NAS) Mais
Buraco feito pelo robô Curiosity, da Nasa (Agência Espacial Norte-Americana), para coletar amostras de rocha de Marte. Esta foi a primeira perfuração feita no planeta vermelho, em uma rocha chamada "John Klein" no 182º dia de missão. O buraco tem 1,6 centímetro de diâmetro e 6,4 centímetros de profundidade. Ao lado, a mini-perfuração de teste que tem o mesmo diâmetro com 2 centímetros de profundidade Reuters/Nasa/JPL-Caltech/MSSS Mais
A Nasa (Agência Espacial Norte-Americana) lança o satélite Landsat, impulsionado pelo foguete Atlas, para monitoramento da Terra, da base da Força Aérea Vandenberg, na Califórnia, nos Estados Unidos. Este é o oitavo satélite da série LDCM, que começou em 1972. A missão observa a paisagem do planeta em diferentes áreas, com informações sobre energia, gerenciamento de águas e florestas, planejamento urbano, recuperação de desastres e agricultura. O Landsat 5 entrou no livro dos recordes pela mais longa operação de observação da Terra feita por satélite, 28 anos e 10 meses, quando estava projetado para ter uma vida de apenas 3 anos Nasa Mais
Observatório Solar Dinâmico (SDO, na sigla em inglês) capta erupção no Sol em 9 de fevereiro de 2013. A uma velocidade de 805 quilômetros por segundo, o Sol expeliu massa em direção à Terra. As partículas podem chegar ao planeta em 3 dias após a explosão, causando um fenômeno chamado tempestade geomagnética, que provoca auroras perto dos polos e raramente podem interferir no sistema elétrico ou de satélites Nasa Mais
Depois do rei inglês Ricardo 3º, foi apresentado ao público como seria o rei Henrique 4º, da França (1553-1610). A cabeça mumificada foi descoberta há 3 anos, mas só agora as autoridades apresentaram a imagem do rosto gerado por computadores. Pesquisadores encontraram uma combinação genética entre os ossos e sangue seco de seu descendente, Luís 16 AFP/Bellet/Stephane Gabet/Galaxie Presse; AFP Loic Venance; AFP/Philippe Roesch/Visual Forensic Mais
Uma neuroprótese foi capaz de criar sexto sentido em ratos, que aprenderam a "tocar" luz infravermelha, em uma nova pesquisa da equipe do brasileiro Miguel Nicolelis. Acima à esquerda (imagem a), um modelo da câmara de comportamento com três portas de recompensa separadas por um mesmo ângulo: o rato tem um detector de infravermelho afixado em sua cabeça (o cone vermelho mostra a área em que ele irá responder a estímulos de infravermelho) e a porta 3 emana o sinal (identificado pelas linhas semicirculares). Ao lado (imagem b), há a indicação de como é cada porta, com uma luz IV, porta para água e uma luz LED normal. Abaixo (imagem d), é possível ver onde os eletrodos foram colocados Reprodução/Nature Mais
Arqueólogos do Peru anunciaram ter descoberto um templo de 5.000 anos no sítio arqueológico de El Paraíso, perto de Lima. A construção é um prédio retangular que tem, em seu centro, uma estrutura que seria usada para manter uma fogueira, provavelmente em oferendas cerimoniais Ministerio de Cultura/AFP Mais
Uma ilha em formato de coração no oceano Pacífico foi registrada por um satélite da Agência Espacial Europeia (ESA, na sigla em inglês) a 600 quilômetros de altura. Tupai é uma ilha de corais da Polinésia Francesa, localizada a cerca de 20 quilômetros do norte de Bora Bora ESA Mais
O brilhante aglomerado estelar NGC 6520 tem como 'vizinha cósmica' a nuvem escura Barnard 86, que possui o estranho formato de uma lagartixa. Essa nuvem densa e fria é composta por pequenos grãos de poeira que bloqueiam a radiação estelar, fazendo com que a região pareça opaca e "crie" um buraco na região estrelada. O aglomerado, que tem cerca de 150 milhões de anos, está a uma distância de 6.000 anos-luz e abriga estrelas jovens e azuis ESO Mais
Rara explosão em supernova pode ter criado o buraco negro mais jovem da Via Láctea, segundo nova imagem do Observatório Chandra de raios-x da Nasa. A W49B é o que restou de uma explosão que ejetou matéria em grande velocidade nos polos de uma grande estrela giratória. Geralmente a explosão é simétrica por toda a estrela e gera supernovas, mas no caso da W49B a evidência é que a explosão tenha gerado um buraco negro e não uma estrela de nêutron, como é mais comum. A supernova tem cerca de mil anos e está a cerca de 26 mil anos-luz da Terra Nasa/CXC/MIT/L.Lopez Mais
Ilustração mostra processo de transformação de moléculas simples, semelhantes às do RNA, em uma cadeia complexa, como as do DNA, que pode explicar a origem da vida na Terra há bilhões de anos. Depois que as moléculas de Tap (azul) ganham uma 'perna' química (verde), transformando-o em um outro elemento, elas conseguem se ligar às moléculas de CA (vermelho) na água, formando anéis que, mais tarde, se empilham até formar uma longa cadeia B.J. Cafferty et al., JACS Mais
O Centro Europeu de Física de Partículas anunciou que extraiu os últimos feixes de prótons do anel do Grande Acelerador de Partículas (LHC, na sigla em inglês) para que possa passar por um longo período de manutenção. O túnel de 27 quilômetros de diâmetro, localizado na fronteira entre a Suíça e a França, ficará dois anos fora de serviço CERN Mais
Neste dia 14 de fevereiro é comemorado o dia de São Valentim, e o Dia dos Namorados em vários países do mundo. Em homenagem à data, a Nasa (Agência Espacial Norte-Americana) divulgou esta imagem que parece um coração de uma região de formação de estrelas capturada pela luz infravermelha do telescópio Spitzer. Os pontos azuis da região chamada W5 são as estrelas mais antigas, os pontos rosa são as estrelas mais novas Nasa/JPL-Caltech/Harvard-Smithsonian Mais
Imagem divulgada pela Nasa mostra simulação do asteroide 2012 DA 14 a 5 horas e 55 minutos de passar no ponto mais próximo da Terra, a 27 mil quilômetros. A máxima aproximação será às 17h24, horário de Brasília, mas não poderá ser visto no Brasil, apenas na Oceania, sudeste asiática e Europa Oriental Nasa Mais
Após analisar dados do telescópio espacial de raios gama Fermi, da Nasa (Agência Espacial Norte-Americana), cientistas comprovaram que os raios cósmicos são criados nas supernovas. É que essas explosões de estrelas gigantes aceleram prótons tão rapidamente que faz com eles se espalhem por toda a galáxia, acertando constantemente a Terra. "Raios cósmicos não são exatamente raios, mas basicamente prótons. No entanto, não são todas as partículas subatômicas aceleradas na supernova que se transformam em raios cósmicos, e sim uma pequena parte" Nasa/DOE/Fermi LAT Collaboration, NOAO/Aura/NSF, JPL-Caltech/Ucla Mais
Capacete que emite ondas magnéticas em regiões profundas do cérebro é capaz de ajudar no combate à depressão, a distúrbios psiquiátricos e a vícios, como drogas e cigarro. Segundo os criadores, um neurocientista e um físico, mais de 3.000 pessoas já se beneficiaram pela Estimulação Transcraniana Magnética Profunda Cortesia de Brainsway Mais
Cientistas já estudam algumas opções para desviar um objeto do espaço que possa entrar em rota de colisão com a Terra e ameaçar a vida no planeta. A proposta dos norte-americanos é trabalhar com a atração de um veículo espacial que ficaria muito tempo próximo de asteroides, como uma espécie de "trator de gravidade". Já os europeus desenvolvem estratégias de desvio da trajetória Bryan Versteeg/Deep Space Industries/EFE Mais
A 'cola' que o mexilhão usa para se grudar nas rochas pode ser aplicada em cirurgias para reparar membranas fetais, pode virar um forte adesivo de ossos quebrados ou dentes, além de ser fonte de remédios que destruam células cancerígenas, indicam pesquisadores. Testes clínicos já estão sendo feitos com um material que imita as proteínas aderentes dos mexilhões Joe Raedle/Getty Images/AFP Mais
Pesquisador da Universidade Federal dos Urais, na Rússia, examina fragmento do meteorito que foi encontrado ao redor do lago Chebarkul, na região de Tcheliabinsk. Segundo a Universidade, o material encontrado contém cerca de 10% de ferro Reuters Mais
Concepção artísitica mostra um oceano que está debaixo da camada de gelo na superfície da Europa, uma lua do planeta Júpiter. Segundo cientistas da Nasa (Agência Espacial Norte-Americana), o satélite pode ser uma boa opção para abrigar vida fora da Terra, mais promissor do que Marte Britney Schmidt/Dead Pixel VFX/University of Texas at Austin / Reuters Mais
Pela primeira vez em quase 180 anos foram exumados para estudo os restos mortais de Dom Pedro I, o primeiro imperador brasileiro, e de suas duas mulheres: as imperatrizes Dona Leopoldina e Dona Amélia. Os exames foram feitos em sigilo entre fevereiro e setembro de 2012 pela historiadora e arqueóloga Valdirene do Carmo Ambiel, da USP (Universidade de São Paulo). Acima, a maior surpresa da pesquisa: a imperatriz Amélia de Leuchetenberg, segunda mulher do imperador, foi mumificada e tinha cabelos, cílios, unhas, globos oculares e órgãos como o útero preservados Beatriz Monteiro/Ceninper Mais
Um par de galáxias desenha um "V" na constelação de Camelopardalis (Girafa). As caudas da IC 2184, que estão registradas acima de perfil, são formadas por gás, poeira e estrelas - o brilho azul indica onde há formação de estrelas nas nuvens de gás. A imagem é composta por observações do campo visível e infravermelho do telescópio espacial Hubble, das agências espacias norte-americana e europeia (Nasa e ESA, respectivamente) Hubble/ESA e Nasa Mais
Usando o banco de dados da Sociedade Meteorológica Internacional, o jornal inglês 'The Guardian' criou um mapa interativo que mostra 34.513 pontos onde caíram meteoritos no mundo desde 2.300 aC. Só no Brasil são 73 casos registrados Reprodução Mais
Nova imagem em infravermelho da Nebulosa da Lagosta mostra as nuvens brilhantes de gás e os filamentos de poeira escura ao redor de estrelas azuis e quentes que nascem nessa região da Constelação do Escorpião, a 8.000 anos-luz da Terra - esses detalhes não podem ser vistos no campo visível (à direita). Os dados infravermelhos da NGC 6357 (à esquerda) foram obtidos pelo Vista, telescópio do Observatório Europeu do Sul (ESO, na sigla em inglês) que mapeia a Via Láctea Vista/ESO Mais
Autoridades das agências espacias russas e brasileiras assistem ao primeiro monitoramento feito fora da Rússia do Glonass (Sistema de Navegação Global por Satélite). A tecnologia russa, que usa 24 satélites orbitais da rede para localizar posições na superfície terrestre, foi instalado na UnB (Universidade de Brasília) Fabio Rodrigues Pozzebom/Reuters Mais
A missão Kepler descobriu o menor planeta já visto orbitando ao redor de uma estrela quente e massiva, parecida com o nosso Sol, segundo a Nasa (Agência Espacial Norte-Americana). O Kepler-37b vive em um sistema planetário na constelação de Lyra, a 210 anos-luz de distância, e mede apenas um terço da Terra, mas é um pouco maior do que a nossa Lua (acima) - em comparação, Plutão, que foi rebaixado a planeta-anão em 2006, é menor do que o nosso satélite natural. Já o segundo planeta do novo sistema, o Kepler- 37c, corresponde a dois terços da Terra, enquanto o terceiro corpo, o Kepler-37d, mede o dobro do nosso planeta. Como vivem pertos de sua estrela, os novos planetas são muito quentes para abrigar vida fora da Terra Nasa/Ames/JPL-Caltech Mais
O robô Curiosity mostra a primeira amostra de rocha em pó extraída após perfuração do solo de Marte, revela a Nasa (Agência Espacial Norte-Americana). O solo poeirento achado logo abaixo da superfície avermelhada do planeta tem, na verdade, uma tonalidade cinza clara Nasa/Reuters Mais
Mutirão prepara módulos emergenciais da nova base brasileira de pesquisas na Ilha Rei George, na Antártida. Um incêndio matou dois militares e destruiu cerca de 70% das instalações da Estação Antártica Comandante Ferraz em fevereiro do ano passado Jefferon Botega/Agência RBS Mais
Restos de uma pirâmide com mais de 15 metros de altura e 12 metros de comprimento foram encontrados em Luxor, no Egito. O monumento que tem mais de 3.000 anos pertenceu a um vizir (ministro) do faraó Ramsés 2º Egyptian Antiquities Ministry/EFE Mais
Mark Zuckerberg, fundador da rede social Facebook, anunciou a criação do 'Breakthrough Prize in Life Sciences', que vai premiar 11 cientistas com US$ 3 milhões cada (cerca de R$ 5,91 milhões). O prêmio milionário - que foi criado em conjunto com Sergey Brin, fundador do site Google, e Yuri Milner, investido russo - vai ser dado apenas a pesquisas científicas que buscam prolongar a vida humana Robert Galbraith/Reuters Mais
Larry Bonassar, professor da Universidade Cornell, em Nova York, nos Estados Unidos, mostra orelha produzida em uma impressora 3D. Médicos e bioengenheiros anunciaram que conseguiram fazer orelhas humanas artificiais que parecem naturais e funcionam perfeitamente Lindsay France/Universidade Cornell/AFP Mais
Arqueólogos do Instituto Nacional de Antropologia e História, órgão ligado ao governo mexicano, escavam ossadas em San Andres Cholula, no Estado de Puebla. O órgão descobriu um cemitério pré-hispânico de 800 anos com, ao menos, 63 cadáveres - outros 22 esqueletos ainda passam por análise José Castañares/AFP Mais
Um meteorito de 6.000 anos, que pesa 8,37 quilos e mede 20 centímetros, pode ser visto e tocado pelo público no espaço Catavento, em São Paulo. O museu de ciência e tecnologia estima que mais de 1,5 milhão de pessoas já passaram a mão no artefato encontrado em 1576 em Campo Del Cielo, na Argentina - os visitantes são incentivados a tocar no meteorito para sentir o cheiro de ferro da sua composição Divulgação Mais
O telescópio espacial Hubble captou a nebulosa planetária ESO 456-67, localizada na constelação de Sagitário, expelindo material a alta velocidade. Os tons de vermelho, laranja, amarelo e verde identificam as camadas de gás quente arremessados pelo espaço ESA/Hubble & NASA. Acknowledgement: J.-C. Lambry Mais
Russo mostra pedaço que diz ser do meteorito que atingiu um lago nos Montes Urais, na Rússia, no último dia 15 de fevereiro. Os fragmentos são vendidos pela internet por centenas de dólares Andrei Romanov/Reuters Mais
Um trabalho de escavação encontrou 477 moedas de prata dentro de um sapato enterrado debaixo da Prefeitura de Roterdã, na Holanda - estima-se que o tesouro, que data dos séculos 15 e 16, possa valer "alguns milhares de euros". Os arqueólogos suspeitam que o dono do sapato escondeu as moedas durante a Guerra dos Oitenta Anos, que ocorreu entre 1568 e 1648 Robin Utrecht/Efe Mais
A Agência Espacial do Canadá lançou com sucesso o primeiro telescópio espacial apenas para caçar asteroides e lixo espacial. O NEOSSat (Satélite de Vigilância de Objetos Próximos à Terra, na sigla em inglês) vai orbitar a Terra a cada cem minutos e se posicionar a 800 quilômetros de distância do nosso planeta. O telescópio foi elaborado para achar grandes objetos, com centenas de metros de diâmetro, em uma área bem próxima ao Sol, até cerca de 45º - considerada de difícil observação pelos telescópios terrestres Reprodução Mais
Artefatos e ossadas foram achados em uma área escavada no complexo esportivo onde a seleção de futebol do Peru treina em Lima. De acordo com o Ministério da Cultura, 11 tumbas pré-inca foram achadas pertencentes à cultura Lima (200-700 d.C.) e à cultura Yschma (1100-1400 d.C.) AP/Martin Mejia Mais
ilustração mostra como seria a nave do grupo privado "Inspiration Mars" que pretende levar um casal a uma missão até Marte em 2018. A empresa irá angariar dinheiro inicialmente com o multimilionário Dennis Tito, o primeiro turista espacial. O preço da viagem de 16 meses seria de 1 bilhão de dólares AP/Inspiration Mars Mais
A galáxia em espiral Whirlpool é fotografada pela Nasa. A 30 milhões de anos-luz e com um comprimento de 60 mil anos-luz, a M51 é uma das mais brilhantes galáxias do espaço Reuters/Nasa/Hubble Mais
Ilustração da Nasa mostra um buraco negro supermassivo perto da galáxia em espiral NGC 1365. Estudo publicado na quinta na Nature calcula que a velocidade de rotação do buraco é perto da velocidade da luz AP/NASA Mais
Imagem divulgada pela polícia espanhola mostra antiga moeda romana, considerada "única no mundo, que havia sido roubada em abril de 2012. A raridade da época do imperador Augusto (27 a.C - 14 d.C), que foi arrematada em leilão de 2002 por 30 mil euros (cerca de R$ 59,2 mil), foi recuperada com outros pertences do colecionador, como 866 moedas ibero-romanas e joias valiosas, em uma casa de leilões em Barcelona e em um estabelecimento de compra e venda de ouro em Madri Spanish Police/AFP Mais
A equipe do brasileiro Miguel Nicolelis conseguiu conectar a mente de dois ratos em países diferentes: uma cobaia que estava no IINN-ELS (Instituto Internacional de Neurociências de Natal - Edmond e Lily Safra), no Rio Grande do Norte, enviou impulsos elétricos, à medida que descobria truques para obter água, para o córtex de um rato dentro de um tanque de uma universidade da Carolina do Norte, nos Estados Unidos. Esta é a primeira interface cérebro-cérebro que permite a transferência direta de informações sensoriais e motoras entre os cérebros dos animais Divulgação Mais
Mosaico combina em uma imagem oito fases diferentes do deslocamento do Fermi ao redor da Terra - o telescópio espacial de raios gama orbita o nosso planeta a cada 95 minutos. O equipamento da Nasa (Agência Espacial Norte-Americana) estuda as fontes de raios gama, a energia mais alta em forma de luz, para desvendar os mistérios do Universo, como os buraco negros e as supernovas Nasa/DOE/Fermi LAT Collaboration Mais
Um grupo de cientistas da Nasa (Agência Espacial Norte-Americana) revelou que o Cinturão de Van Allen é formado por três anéis de radiação, e não dois como cravou a teoria de 1958. A descoberta ajuda a explicar as variações dinâmicas que ocorrem nesta região da magnetosfera da Terra, na qual as partículas eletrificadas do Universo se concentram. Acima, gráfico mostra a radiação que circunda o nosso planeta (amarelo) e o espaço que há entre os anéis do Cinturão (verde) Nasa/Van Allen Probes/Goddard Space Flight Center Mais
Astrônomos observam pela primeira vez o que provavelmente é o nascimento de um planeta, ainda envolto em nuvens de gás e poeira. Se confirmada, a descoberta servirá para colocar à prova as teorias atuais. Um time internacional liderado por Sascha Quanz e usando o Very Large Telescope estudou a vizinhança da jovem estrela HD 100546, a 335 anos-luz da Terra. O candidato à planeta (acima) pode ser um gigante de gás, similar a Júpiter, e vive em um sistema que deve conter outro grande planeta orbitando perto da estrela ESO/L. Calçada Mais

Imagens do mês (fevereiro/2013)

ÚLTIMOS ÁLBUNS DE UOL CIÊNCIA

titulo-box Shopping UOL

UOL Cursos Online

Todos os cursos