Ecologistas denunciam morte de 30 golfinhos nesta quinta no Japão

De Tóquio

  • Adrian Mylne/Reuters

    Pescadores japoneses caçam golfinhos em Taiji, no Japão

    Pescadores japoneses caçam golfinhos em Taiji, no Japão

Pescadores do porto japonês de Taiji mataram cerca de 30 golfinhos nesta quinta-feira (23), anunciaram defensores dos animais, que tentam alertar a opinião pública internacional.

"Apesar da campanha de sensibilização no mundo e na imprensa, Taiji segue massacrando golfinhos, cerca de 30 nesta manhã", indicou à AFP Melissa Sehgal, "guardiã-chefe da baía" de Taiji na Sea Sheperd, organização ecologista sediada nos Estados Unidos.

Segundo ela, "mais de 600 golfinhos foram mortos em Taiji dos 1.200 presos na baía desde 1 de setembro, sem contar os de hoje, e 149 foram capturados vivos".

Os pescadores deste pequeno porto do oeste do Japão atraem os golfinhos até uma baía e matam uma parte deles para vender a carne. Os outros são comercializados a parques de atrações aquáticas.

Militantes do Sea Sheperd estão na região e enviam fotos e vídeos ao vivo para sites de todo o mundo.

Esta prática local se tornou famosa no documentário "The Cove", premiado com um Oscar em 2010, que continha imagens impactantes do massacre de golfinhos.

As autoridades e os pescadores de Taiji sustentam que esta atividade é primordial para a vida econômica da comunidade e acusam os ativistas antipesca de não respeitarem a cultura local.

Também perguntam a razão pela qual os militantes não reagem às mortes de milhares de vacas e porcos nos países ocidentais.

Os pescadores garantem que sacrificam os golfinhos com menos crueldade que antes, realizando um corte em sua medula espinhal.

Vídeo mostra captura de golfinhos no Japão

  • O grupo ambientalista Sea Shepherd divulgou imagens que mostram a captura desses animais na baía de Taiji

Notícias relacionadas

titulo-box Shopping UOL

UOL Cursos Online

Todos os cursos