Informações sobre o álbums
  • editoria:Geral
  • galeria: Enquete
  • link: http://noticias.uol.com.br/album/2014/02/20/protestos-sao-reprimidos-com-violencia-na-ucrania.htm
  • totalImagens: 1000
  • fotoInicial: 1
  • imagePath:
  • baixaResolucao: 0
  • ordem: ASC
  • legendaPos:
  • timestamp: 20110610213816
    • Ucrânia [5625];
Fotos
Halina Ivanovna, atendente em uma loja que vende alimentos em Sartana, Mariupol (no leste da Ucrânia). Embora tenha enfrentado confrontos entre separatistas e forças de segurança do país, a cidade já não se preocupa tanto com a guerra Brendan Hoffman/The New York Times

Mais
13.out.2015 - Rebeldes pró-Rússia passam armados ao lado de urso de pelúcia enquanto procuram por artefatos explosivos nas proximidades do aeroporto internacional de Donetsk, na Ucrânia. As forças ucranianas perderam o controle do aeroporto desde janeiro deste ano Aleksey Filippov/ AFP

Mais
14.set.2015 - Separatista pró-Rússia participa de competição militar perto da cidade de Torez, na região de Donetsk, no leste da Ucrânia. O Conselho da União Europeia (UE) confirmou a extensão por seis meses, até o dia 15 de março de 2016, das sanções impostas a 149 pessoas e 37 entidades por prejudicar a integridade territorial, a soberania e a independência da Ucrânia Aleksey Filippov/AFP

Mais
4.set.2015 - Pedestre passa por parede com um grafite do presidente da Rússia, Vladimir Putin, vestindo um quimono, na cidade de Yalta, na Crimeia. O território está no centro da atual disputa entre a Ucrânia e a Rússia Max Vetrov/AFP

Mais
4.ago.2015 - Paraquedistas ucranianos, que retornaram de confrontos na linha de frente no leste do país, seguram seus filhos durante uma cerimônia de boas-vindas, em Kiev Valentyn Ogirenko/Reuters

Mais
29.ago.2015 - Familiares exibem retratos de militares ucranianos mortos durante a batalha "Ilovaisk kettle", que começou em agosto de 2014, quando as Forças Armadas da Ucrânia e paramilitares tentaram retomar o controle da cidade de Ilovaisk, dominada por insurgentes pró-Rússia. Uma cerimônia marca o primeiro aniversário da batalha, em Kiev, capital ucraniana Sergei Supinsky/AFP

Mais
25.ago.2015 - Morador caminha entre destroços de apartamento danificado por bombardeios durante à noite, em Horlivka (Gorlivka), na Ucrânia Alexander Ermochenko/Reuters

Mais
17.ago.2015 - Mulher visita o apartamento onde morava em Mariupol, Ucrânia. Pelo menos sete civis e dois soldados ucranianos foram mortos durante um bombardeio. A missão de observadores da Organização para a Segurança e Cooperação na Europa (OSCE) declarou que a situação no leste da Ucrânia piorou nos últimos dias e que as partes em conflito usam armamento pesado, proibido pelos acordos de Minsk Sergey Vaganov/AP

Mais
16.ago.2015 - Moradora observa casa que foi danificada em bombardeio nos arredores de Donetsk, no leste da Ucrânia. Mais de 845 militares ucranianos figuram como desaparecidos em combate após 16 meses de conflito armado no leste do país, informou neste domingo Irina Geraschenko, membro da delegação de Kiev no processo de paz de Minsk Alexander Ermochenko/Reuters

Mais
14.ago.2015 - Recruta do batalhão voluntário de extrema direita Azov participa de uma competição em Kiev, capital da Ucrânia, antes de ir para a região de conflito no leste do país. Duas pessoas foram mortas em um intenso bombardeio entre as forças do governo ucraniano e combatentes pró-Rússia. O porta-voz do Exército da Ucrânia, Andriy Lysenko, disse que um soldado foi morto e seis foram feridos nas últimas 24 horas Sergei Supinsky/AFP

Mais
7.ago.2015 - Soldados participam de um funeral em massa para enterrar 57 membros não identificados das forças militares ucranianas, mortos em confrontos nas regiões orientais em Zaporizhia, Ucrânia Gleb Garanich/Reuters

Mais
4.ago.2015 - Socorrista tem corpo refletido em espelho em um unidade de armazenamento de comida destruído em um combate entre forças ucranianas e combatentes pró Rússia em Gorlivka, na região de Donetsk. O governo ucraniano informou que três soldados foram mortos horas antes da retomada das negociações para por fim no conflito que dura 15 meses Aleksey Filippov/AFP

Mais
23.jul.2015 - Manifestantes exibem cartaz com os dizeres "pessoas morrem por causa de você" e "abra os olhos" durante um protesto contra a presença da Organização para a Segurança e Cooperação na Europa (OSCE) no leste da Ucrânia, em Donetsk Alexander Ermochenko/EFE

Mais
22.jul.2015 - Soldados da Guarda Nacional participam de treinamento na cidade de Novi Petrivtsi, na Ucrânia. Representantes do governo ucraniano e separatistas pró-Rússia chegaram a um acordo preliminar para ampliar uma retirada de armas no leste ucraniano, incluindo tanques e sistemas de armas menores Roman Pilipey/EFE

Mais
21.jul.2015 - Integrantes do partido direitista Right Sector fazem manifestação na Praça da Independência, em Kiev, na Ucrânia, após congresso da agremiação. Os manifestantes se reuniram para apoiar a decisão do partido de recolher assinaturas para um referendo pedindo a renúncia do presidente ucraniano Petro Poroshenko e seu governo Sergei Supinski/AFP

Mais
21.jul.2015 - Integrantes do partido direitista Right Sector fazem manifestação na Praça da Independência, em Kiev, na Ucrânia, após congresso da agremiação. Os manifestantes se reuniram para apoiar a decisão do partido de recolher assinaturas para um referendo pedindo a renúncia do presidente ucraniano Petro Poroshenko e seu governo Sergei Supinski/AFP

Mais
19.jul.2015 - Pacientes caminham por hospital parcialmente destruído pelos seguidos bombardeios entre forças ucranianas e rebeldes separatistas em Donetsk, no leste da Ucrânia, neste domingo (19). O Kremlin anunciou que o ministro do Exterior russo, Sergei Lavrov, manteve reunião no sábado com autoridades da Ucrânia, dos EUA e da Alemanha Aleksey Filippov/AFP

Mais
14.jul.2015 - Criança cumprimenta membro da Guarda Nacional da Ucrânia que patrulha as ruas de Borhalom. Três pessoas foram mortas em um novo confronto em 11 de julho entre a polícia e membros do partido radical Pravi Sektor Nemes Janos/EFE

Mais
3.jul.2015 - Ativistas de extrema-direita queimar pneus perto do prédio do governo ucraniano no centro de Kiev, nesta sexta-feira (3). Cerca de 2.000 combatentes voluntários protestaram nesta sexta para exigir que se declare guerra contra os combatentes separatistas a favor da Rússia e a libertação de territórios ocupados no leste industrial do antigo Estado soviético Sergei Supinsky/AFP

Mais
3.jul.2015 - Ativistas de extrema-direita queimar pneus perto do prédio do governo ucraniano no centro de Kiev, nesta sexta-feira (3). Cerca de 2.000 combatentes voluntários protestaram nesta sexta para exigir que se declare guerra contra os combatentes separatistas a favor da Rússia e a libertação de territórios ocupados no leste industrial do antigo Estado soviético Sergey Dolzhenko/EPA/EFE

Mais
30.jun.2015 - Casal se abraça durante uma cerimônia de despedida de recrutas do Corpo de Leste, companhia especial do Ministério de Negócios Internos, na cidade ucraniana de Kharkiv. Os novos soldados partem para a linha de frente na parte oriental do país Sergey Bobok/AFP

Mais
25.jun.2015 - Cão lambe um militar ucraniano que monta guarda perto da linha de frente com os separatistas pró-Rússia, na aldeia Krymske, região de Lugansk, nesta quinta-feira (25). A Otan alertou sobre o risco de combates pesados na Ucrânia e exigiu que a Rússia pare com o apoio aos rebeldes Anatolii Stepanov/AFP

Mais
21.jun.2015 - Civis vestidos com uniformes militares seguram réplicas de armas durante treinamento tático organizado por voluntários em Kiev, capital da Ucrânia, neste domingo (21). Nas últimas 24 horas, pelo menos uma pessoa morreu atingida por uma bala perdida resultantes dos confrontos entre o Exército e os separatistas pró-Rússia no leste do país Valentyn Ogirenko/Reuters

Mais
19.jun.2015 - Moradores observam casa destruída durante bombardeios entre as forças ucranianas e separatistas pró-Rússia na cidade de Donetsk, na Ucrânia. Os países membros da União Europeia concordaram em estender as sanções econômicas contra a Rússia por mais seis meses até o final de janeiro de 2016, disseram autoridades Aleksey Filippov/AFP

Mais
15.jun.2015 - Guardas de fronteira participam de treinamento em Kiev, na Ucrânia, nesta segunda-feira (15). Um alto funcionário do Ministério da Defesa russo advertiu que a Rússia vai aumentar suas forças no flanco ocidental se os Estados Unidos armazenarem armas pesadas nos Estados bálticos e na Europa Oriental Andrew Kravchenko/EFE

Mais
12.jun.2015 - Oficial ucraniano monta guarda enquanto chamas emanam de um gasoduto danificado por bombardeios realizados por separatistas pró-russos, próximo a Avdiivka, na região de Donetsk, no leste do país, nesta sexta-feira (12) Oleksandr Ratushniak/AFP

Mais
11.jun.2015 - Moradores cumprimentam o presidente da Ucrânia, Petro Poroshenko, durante sua visita a Mariupol, na região de Donetsk, leste do país. A embaixadora dos Estados Unidos ante as Nações Unidas, Samantha Power, denunciou nesta quinta-feira em Kiev "as mentiras descaradas" da Rússia sobre o conflito na Ucrânia, acusando Moscou de "lutar ao lado dos separatistas" pró-Rússia no leste ucraniano Mikhail Palinchak/Imprensa da Presidência da Ucrânia/AFP

Mais
8.jun.2015 - Separatista pró-Rússia monta guarda perto de Marinka, na região de Donetsk, no leste da Ucrânia. Os países do G7 estão dispostos a reforçar as sanções contra a Rússia enquanto o cessar-fogo com a Ucrânia não for totalmente respeitado, afirmou a chanceler alemã, Angela Merkel, durante o discurso de encerramento da reunião de cúpula dos sete países mais ricos do mundo na Alemanha Mstyslav Chernov/AP

Mais
5.jun.2015 - De volta de Donetsk, onde o Exército da Ucrânia enfrenta rebeldes pró-Rússia, soldado ucraniano é abraçado por familiares em estação de trem em Kiev, capital do país Anatolii Stepanov/AFP

Mais
3.jun.2015 - Um bombeiro trabalha para extinguir um incêndio em um mercado danificado por bombardeios, em Donetsk, Ucrânia. O governo acusou nesta quarta-feira (3) os rebeldes pró-russos do leste do país de lançarem "uma grande ofensiva" contra as posições do Exército ucraniano, apesar do cessar-fogo em vigor no país Alexander Ermochenko/Reuters

Mais
30.05.2015 - Ucraniano dispara um lançador de granadas na linha da frente do combate contra os separatistas pró-russos perto de Donetsk neste sábado (30), no leste da Ucrânia. O presidente ucraniano, Petro Poroshenko, nomeou como governador da região estratégica de Odessa o ex-líder georgiano Mikheil Saakashvili, pró-Ocidente, que já travou uma guerra com a Rússia Genya Savilov/AFP

Mais
26.mai.2015 - Trabalhador cava trincheiras na linha da frente do combate contra os separatistas pró-Rússia no leste da Ucrânia, nesta terça-feira (26). Diversas pessoas morreram em confrontos que eclodiram nas últimos 24 horas, em violação de um acordo de trégua estabelecido em fevereiro, segundo autoridades Genya Savilov/AFP

Mais
26.mai.2015 - A bordo de tanque, militares passam por uma rua da cidade russa de Matveev Kurgan, perto da fronteira com a Ucrânia. Um comboio de nove tanques dirigiu por ruas da cidade, de acordo com um jornalista da agência de notícias Reuters Maria Tsvetkova/Reuters

Mais
22.mai.2015 - Integrantes da autoproclamada República Separatista de Donetsk inspecionam um tanque queimado durante uma operação conjunta para procurar restos mortais de soldados no aeroporto da cidade em Donetsk, na Ucrânia. Militares representando a Ucrânia, a Rússia e a Osce (Missão Especial de Acompanhamento da Organização para a Segurança e a Cooperação) também participam da operação, segundo a imprensa local Igor Tkachenko/Reuters

Mais
17.mai.2015 - Pessoas se reúnem durante o evento que relembra a deportação em massa dos tártaros da Crimeia, antigo território ucraniano atualmente anexado pela Rússia, pelo ditador Josef Stalin em 1944. Conhecida como ''Surgunlik'', a expulsão das mais de 230 mil é considerada como um genocídio pelos ucranianos, já que a maioria morreu de inanição ou de doenças ligadas a ela Nazar Furyk/Xinhua/Zuma Wire/Zumapress

Mais
16.mai.2015 - Uma organização de cossacos inaugurou um busto do presidente russo Vladimir Putin como um imperador romano perto de São Petersburgo, em "reconhecimento da anexação da Crimeia" pela Rússia Maxim Zmeyev/Reuters

Mais
19.abr.2015 - Cachorro passa por casa destruída próxima ao aeroporto de Donetsk, na Ucrânia, alvo de conflito entre nacionalistas e militantes separatistas. O bairro, chamado Jabunki, é em maior parte deserto, apenas com a presença de desabrigados e matilhas de cães. Detonações de bombardeios ainda são ouvidas com regularidade na região, apesar do acordo de cessar-fogo Odd Andersen/AFP

Mais
17.abr.2015 - A piloto ucraniana Savchenko Nadezhda espera em uma cela do tribunal Basmanny, em Moscou, Rússia, nesta sexta-feira (17). Savchenko é acusada de cooperação no assassinato de dois jornalistas russos, mortos em um bombardeio no leste da Ucrânia Yuri Kochetkov/EFE

Mais
11.abr.2015 - Jovens encapuzados desmontaram três monumentos comunistas neste sábado (11) e provocaram a indignação do movimento pró-Rússia na Ucrânia, cujo governo tenta apagar o passado soviético, com a crise com Moscou como pano de fundo. Os monumentos, em homenagem a líderes comunistas, foram desmontados durante a madrugada em Kharkiv, a principal cidade industrial do leste da Ucrânia de maioria russa, três dias depois da aprovação de uma lei para "acabar com a sovietização" no país. A polícia de Kharkiv, uma cidade de 1,4 milhão de habitantes, capital da região que marca o início das áreas separatistas pró-Rússia de Donetsk e Lugansk, abriu uma investigação por "violência deliberada" Sergey Bobok/AFP

Mais
6.abr.2015 - Homem recolhe detritos no telhado após ter a casa queimada devido a um bombardeio na cidade ucraniana de Donetsk oriental nesta segunda-feira (6). No domingo, seis soldados ucranianos foram mortos por minas terrestres em área dominada por separatistas russos, quebrando uma trégua de vários dias em um conflito que começou há um ano Dimitar Dilkoff/AFP

Mais
3.abr.2015 - Familiares e amigos participam de funeral do soldado ucraniano Ihor Branovytsky, na Catedral de St. Michael, em Kiev. O oficial foi capturado por rebeldes no aeroporto de Donetsk, no leste do país, em 21 de janeiro e espancado e baleado no cativeiro, informou a imprensa local Gleb Garanich/Reuters

Mais
2.abr.2015 - Observadores da OSCE (Organização para a Segurança e Cooperação na Europa), acompanhados por rebeldes pró-Rússia, observam os danos em edifício do Aeroporto de Donetsk, no leste da Ucrânia Mstyslav Chernov/AP

Mais
27.mar.2015 - Um soldado ucraniano e seu cão participam de uma operação de busca para desativar e destruir munições no assentamento de Lugansk, na região de Donetsk Oleksandr Klymenko/Reuters

Mais
26.mar.2015 - Uma garrafa de cerveja traz no rótulo a figura do presidente russo, Vladimir Putin, segurando o primeiro-ministro ucraniano, Dmitri Medvedev, no colo. A bebida é fabricada no Beer Theater, um restaurante localizado na cidade de Lviv, no leste da Ucrânia, e foi chamada de "Putin Huilo", que significa algo como "Putin idiota" Yuriy Dyachyshyn/AFP

Mais
26.mar.2015 - Área residencial de Donetsk, na Ucrânia, fica destruída após bombardeios perto do aeroporto Alexander Ermochenko/EFE

Mais
23.mar.2015 - Rebelde pró-Rússia passa por tanque ucraniano destruído perto da cidade de Metalist. A Ucrânia acusou os separatistas de disparar foguetes contra soldados e violar o cessar-fogo Zurab Javakhadze/AFP

Mais
20.mar.2015 - Militares ucranianos descansam, após cavarem trincheiras, em uma praia na cidade portuária de Mar Azov nesta sexta-feira (20) Marko Djurica/Reuters

Mais
17.mar.2015 - Pessoas fazem fila para receber ajuda humanitária na cidade de Debaltseve, sob domínio dos combatentes pró-Rússia Marko Djurica/Reuters

Mais
17.mar.2015 - Casal se despede enquanto voluntários militares ucranianos se preparam para partir rumo ao leste do país para lutar contra os separatistas pró-Rússia, em Kiev Efrem Lukatsky/AP

Mais
15.mar.2015 - Militantes ucranianos depositaram uma lápide de Vladimir Putin, representado como Adolf Hitler, na frente da embaixada da Rússia em Kiev, em referência às recentes especulações sobre o estado de saúde do presidente russo Valentyn Ogirenko/Reuters

Mais
14.mar.2015 - Tanque é encontrado esmagado, neste sábado (14), por estrutura viária que caiu em Donetsk, no leste da Ucrânia. A região ficou marcada por conflitos entre ucranianos e separatistas. Na sexta-feira (13), o presidente da Ucrânia, Petro Poroshenko, disse ter notado uma 'desescalada' do conflito no leste do país John MacDougall/AFP

Mais
12.mar.2015 - Morador brinca com um cão na cidade oriental de Slaviansk, na região de Donetsk, na Ucrânia, nesta quinta-feira (12). O governo ucraniano e os separatistas pró-Rússia, que assinaram há um mês os acordos de paz, se acusam mutuamente de romper o cessar-fogo Gleb Garanich/Reuters

Mais
12.mar.2015 - Soldado ucraniano treina com um saco de boxe na cidade de Shyrokino, perto de Mariupol, no leste do país. Os separatistas pró-Rússia denunciaram a concentração de tropas do governo na periferia da cidade de Mariupol, na região de Donetsk, e acusaram o governo de violar o cessar-fogo Sergey Vaganova/EFE

Mais
11.mar.2015 - Militares retornam do leste da Ucrânia para Kiev. Um soldado foi morto e quatro ficaram feridos em combates em territórios dominados por separatistas nas últimas 24 horas, apesar do acordo de cessar-fogo Valentyn Ogirenko/Reuters

Mais
10.mar.2015 - Membros do batalhão ucraniano de voluntários "Dnepr" carregam o caixão com o corpo de um soldado, morto na cidade de Shyrokino, na região de Donetsk, durante funeral em Mariupol. O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, e o presidente do Conselho Europeu, o polonês Donald Tusk, enfatizaram a "forte unidade" entre os EUA e os países da União Europeia em relação à Ucrânia Irina Gorbasyova/EFE

Mais
Destroços de veículos blindados do Exército ucraniano destruídos em batalhas contra forças separatistas da autoproclamada República Popular de Donetsk são abandonados do lado de fora de um terminal no aeroporto de Donetsk, na Ucrânia Baz Ratner/Reuters

Mais
3.mar.2015 - Partes dos destroços do voo MH17 da Malásia Airlines, derrubado no leste da Ucrânia em julho de 2014, são exibidas em um hangar na base aérea Gilze-Rijen, na Holanda. Os investigadores estão apurando as causas do acidente que matou 298 pessoas Peter Dejong/AP

Mais
3.mar.2015 - Partes dos destroços do voo MH17 da Malásia Airlines, derrubado no leste da Ucrânia em julho de 2014, são exibidas em um hangar na base aérea Gilze-Rijen, na Holanda. Os investigadores estão apurando as causas do acidente que matou 298 pessoas Peter Dejong/AP

Mais
3.mar.2015 - Imagem mostra parte dos destroços do voo MH17, da Malasia Airlines, que caiu em julho de 2014 na Ucrânia. Especialista holandeses estão investigando a causa do acidente que matou 298 pessoas Peter Dejong/AP

Mais
3.mar.2015 - Imagem mostra parte dos destroços do voo MH17, da Malasia Airlines, que caiu em julho de 2014 na Ucrânia. Especialista holandeses estão investigando a causa do acidente que matou 298 pessoas Peter Dejong/AP

Mais
3.mar.2015 - Imagem mostra parte dos destroços do voo MH17, da Malasia Airlines, que caiu em julho de 2014 na Ucrânia. Especialista holandeses estão investigando a causa do acidente que matou 298 pessoas Peter Dejong/AP

Mais
3.mar.2015 - Imagem mostra parte dos destroços do voo MH17, da Malasia Airlines, que caiu em julho de 2014 na Ucrânia. Especialista holandeses estão investigando a causa do acidente que matou 298 pessoas Peter Dejong/AP

Mais
3.mar.2015 - Imagem mostra parte dos destroços do voo MH17, da Malasia Airlines, que caiu em julho de 2014 na Ucrânia. Especialista holandeses estão investigando a causa do acidente que matou 298 pessoas Peter Dejong/AP

Mais
3.mar.2015 - Imagem mostra parte dos destroços do voo MH17, da Malasia Airlines, que caiu em julho de 2014 na Ucrânia. Especialista holandeses estão investigando a causa do acidente que matou 298 pessoas Peter Dejong/AP

Mais
3.mar.2015 - Marcadores coloridos são colocados em parte da asa encontrada nos destroços do voo MH17, da Malásia Airlines, derrubado em julho de 2014, no leste da Ucrânia. Especialistas Holandeses estão investigando a causa do acidente que matou 298 pessoas Peter Dejong/AP

Mais
3.mar.2015 - Partes dos destroços do voo MH17 da Malásia Airlines, derrubado no leste da Ucrânia em julho de 2014, são exibidas em um hangar na base aérea Gilze-Rijen, na Holanda. Os investigadores estão apurando as causas do acidente que matou 298 pessoas Peter Dejong/AP

Mais
1º.mar.2015 - Uma mulher passa por tapumes que protegem a vitrine de uma loja de um possível bombardeiro em Donetsk, no leste da Ucrânia, neste domingo (1º). Na foto, pode-se ler "Donetsk será livre" Vadim Ghirda/AP

Mais
1º.mar.2015 - Separatista pró-Rússia da autoproclamada Guarda Republicana de Donetsk dispara um foguete durante treinamento de tiro no leste da Ucrânia Baz Ratner/Reuters

Mais
1º.mar.2015 - Maria Savchenko, mãe da piloto do Exército ucraniano Nadezhda Savchenko, participa de protesto que exige a libertação de sua filha pela Rússia, no centro de Kiev. Savchenko, 33, foi capturada pelas forças pró-Rússia há oito meses e está presa no país governado por Vladimir Putin pela acusação de colaborar no assassinato de dois jornalistas russos no leste da Ucrânia. A oficial, que está em greve de fome há mais de dois meses, tornou-se um símbolo da resistência à agressão russa Valentyn Ogirenko/Reuters

Mais
28.fev.2015 - Bombas de combustível são protegidas de possíveis bombardeios com sacos de areia em Donetsk, no leste da Ucrânia. O Exército ucraniano disse que houve uma queda significativa nos ataques dos separatistas pró-Rússia, ao leste, durante a noite, mas também informou que rebeldes lançaram mísseis em direção à cidade de Avdiivka, apesar do acordo de cessar-fogo fechado há duas semanas Vadim Ghirda/AP

Mais
28.fev.2015 - Moradores abandonaram casa em Debaltseve, Ucrânia, atingida durante conflito entre o Exército ucraniano e rebeldes separatistas pró-Rússia Baz Ratner/Reuters

Mais
28.fev.2015 - Idosa caminha na frente de uma casa na cidade de Debaltseve, na Ucrânia, destruída pelo conflito entre o Exército nacional e rebeldes separatistas pró-Rússia. A cidade está sob domínio dos rebeldes Baz Ratner/Reuters

Mais
28.fev.2015 - Fotógrafo registra o estrago no interior de uma casa em Debaltseve, leste da Ucrânia, destruída pela conflito entre o Exército nacional e separatistas pró-Rússia Baz Ratner/Reuters

Mais
28.fev.2015 - À janela estilhaçada de uma casa na cidade de Vuhlehirsk, leste da Ucrânia, é visto um vaso de plantas abandonado. O conflito entre o Exército nacional e os rebeldes separatistas pró-Rússia deixou um rastro de destruição no local Baz Ratner/Reuters

Mais
28.fev.2015 - Uma fotografia de família é encontrada entre destroços no chão de uma casa em Debaltseve, na Ucrânia. Estratégico nó ferroviário no leste do país, a cidade foi tomada por separatistas pró-Rússia, após confronto com o Exército nacional Baz Ratner/Reuters

Mais
28.fev.2015 - Interior de uma loja em Debaltseve, leste da Ucrânia, foi atingido por artilharia durante confronto entre o Exército nacional e separatistas pró-Rússia Baz Ratner/Reuters

Mais
28.fev.2015 - Um cachorro para em frente a um prédio destruído pelo confronto entre o Exército ucraniano e separatistas pró-Rússia, na cidade de Debaltseve Baz Ratner/Reuters

Mais
28.fev.2015 - Ciclista observa o topo de um edifício em Debaltseve, na Ucrânia, destruído após confronto entre o Exército nacional e separatistas pró-Rússia. A cidade foi tomada pelos rebeldes Baz Ratner/Reuters

Mais
28.fev.2015 - Destroços ficam entulhados dentro de casa atingida por conflito entre o Exército nacional e rebeldes pró-Rússia, em Vuhlehirsk, leste da Ucrânia Baz Ratner/Reuters

Mais
28.fev.2015 - Utensílios de cozinha permanecem intactos na cozinha de uma casa atingida pela luta entre o Exército ucraniano e separatistas pró-Rússia, em Vuhlehirsk, leste da Ucrânia Baz Ratner/Reuters

Mais
28.fev.2015 - Homem passa por uma casa em ruínas puxando carrinho de mão carregado com tapetes, em Debaltseve, leste da Ucrânia. A cidade sofre os efeitos do confronto entre o Exército ucraniano e rebeldes separatistas pró-Rússia Baz Ratner/Reuters

Mais
28.fev.2015 - Casa em Debaltseve, na Ucrânia, é reduzida a ruínas em confronto entre o Exército ucraniano e rebeldes separatistas pró-Rússia. Outras casas da mesma rua foram destruídas Baz Ratner/Reuters

Mais
28.fev.2015 - Cadetes da faculdade militar da Universidade Técnica Nacional da Ucrânia bebem champanhe, durante uma cerimônia de formatura na cidade de Kharkiv. Segundo o governo, confrontos isolados interrompem uma trégua com os rebeldes pró-Rússia Sergey Bobok/AFP

Mais
26.fev.2015 - Crianças brincam com uma submetralhadora dada por soldados ucranianos no vilarejo de Chermalyk, a 40 quilômetros do porto de Mariupol, no leste do país Genya Savilov/AFP

Mais
26.fev.2015 - Membros das forças armadas ucranianas deixam região Debaltseve, perto Artemivsk nesta quinta-feira (26). Este é o segundo dia que o exército ucraniano não relata baixa em combates, um sinal de que o acordo de cessar-fogo está sendo cumprido, após um dos piores confrontos na semana passada Gleb Garanich/Reuters

Mais
26.fev.2015 - Padre cumprimenta combatente separatista pró-Rússia que avança em um tanque em Yelenovka, perto de Donetsk, no leste da Ucrânia, nesta quinta-feira (26). O ministro das Relações Exteriores da Rússia criticou fortemente a insistência da Ucrânia de não retirar as armas pesadas das regiões de combate até os rebeldes respeitarem plenamente o cessar-fogo Vadim Ghirda/AP

Mais
24.fev.2015 - Munição fica presa no chão perto de apartamentos da cidade de Yenakiieve, na Ucrânia, na segunda-feira (23). O governo ucraniano acusou os rebeldes pró-Rússia de abrirem fogo contra aldeias no sudeste do país Baz Ratner/Reuters

Mais
24.fev.2015 - Refugiados do leste da Ucrânia chegam a estação ferroviária do sul da cidade de Stavropol, na Rússia, nesta terça-feira (24). Trinta e uma pessoas chegaram de Donetsk, Horlivka e Mariupol em busca de um alojamento temporário, segundo autoridades locais Eduard Korniyenko/Reuters

Mais
23.fev.2015 - Soldados ucranianos descansam na região de Artemivsk, próxima a Donetsk, onde se situam separatistas pró-Russia. De acordo com o comando militar ucraniano, o exército iniciará a retirada do armamento pesado da zona de segurança no leste do país enquanto as as forças pró-Rússia respeitarem o cessar fogo Anastasia Vlasova/EFE

Mais
23.fev.2015 - Membros das forças armadas ucranianas cumprimentam uns aos outros depois de voltar da linha de frente, próximo a Artemivsk, leste da Ucrânia. Um militar da Ucrânia afirmou que dois de seus soldados foram mortos e 10 foram feridos nas últimas 24 horas, sinalizando que o combate não parou para permitir um acordo de trégua Gleb Garanich/Reuters

Mais
23.fev.2015 - Separatistas pró-russos se reúnem na Praça Lenin, em Donetsk, na autoproclamada República de Donetsk. Dia 23 é celebrado o Dia dos Defensores da Pátria, para homenagear aqueles que serviram às forças armadas, mas também conhecido como dia do homem Vasily Maximov/AFP

Mais
23.fev.2015 - Funcionário muda taxa de câmbio em um escritório, em Tbilisi, capital da Geórgia. O país pode reduzir pela metade sua previsão de crescimento para este ano para 2 - 2,5%, disse à Reuters, o ministro de Desenvolvimento Econômico, Georgy Kvirikashvili, apontando para grave problemas na economia. Como em uma série de outras ex-repúblicas soviéticas, a economia da Geórgia e sua moeda estão sofrendo com os efeitos colaterais da queda do rublo russo e a crise com a Ucrânia. A Rússia é terceira maior parceiro comercial da Geórgia David Mdzinarishvili /Reuters

Mais
23.fev.2015 - Mulher caminha entre os separatistas pró-Rússia fortemente armados situados em Debaltseve, Ucrânia. Depois de algumas semanas de combate, a cidade de Debaltseve passou para o comando dos separatistas Vadim Ghirda/AP

Mais
23.fev.2015 - Um soldado ucraniano alimenta um menino em um posto de controle perto Horlivka, na região de Donetsk. As forças pró-Rússia se concentraram nas proximidades da cidade portuária da Ucrânia de Mariupol e continuam a atacar posições de tropas do governo ucraniano, alimentando preocupações com o destino de um cessar-fogo mediado internacionalmente Anatolii Stepanov/AFP

Mais
23.fev.2015 - Bombas de artilharia são vistas deixadas no chão em área de uma composição destruída do exército ucraniano. O governo de Kiev acusou os rebeldes pró-Rússia de abrir fogo com foguetes e artilharia em aldeias no sudeste da Ucrânia na segunda-feira (23), quando deveria iniciar o cessar-fogo Baz Ratner/Reuters

Mais
23.fev.2015 - Habitantes de Avdiyivka, cidade próxima a Donetsk, recebem caixas de ajuda humanitária do Comitê Internacional da Cruz Vermelha, nesta segunda-feira (23). A cidade está sob controle do exército ucraniano Oleksandr Ratushniak/AFP

Mais
23.fev.2015 - Soldados e membros de uma unidade médica militar ucraniana atiram para o alto para saudar quatro companheiros mortos perto de Debaltseve durante uma cerimônia de despedida em Artemivsk, leste da Ucrânia. O exército da Ucrânia atrasou a retirada de armas pesadas, prometida para esta segunda-feira, culpando contínuos ataques de rebeldes separatistas Evgeniy Maloletka/AFP

Mais
23.fev.2015 - Tropas ucranianas se locomovem em veículos blindados perto de Artemivsk, no leste da Ucrânia, nesta segunda-feira (23). As Forças Armadas do país disseram que não podem iniciar a retirada de armamentos pesados da frente de batalha no leste uma vez que os separatistas pró-Rússia não pararam de atacar, apesar de um acordo de cessar-fogo Evgeniy Maloletka/AP

Mais
20.fev.2015 - O presidente ucraniano, Petro Poroshenko, coloca uma vela em frente ao memorial em homenagem aos mortos durante onda de protestos conhecida como Euromaidan, que exigia a aproximação da Ucrânia à Europa e há um ano resultou na queda do presidente pró-Rússia Viktor Yanukovich. As autoridades ucranianas declararam 20 de fevereiro como 'Dia dos Heróis da Centena Celestial', como são conhecidos na Ucrânia os mortos nos confrontos que começaram após três meses de intensas manifestações Roman Pilipey/EFE

Mais
Separatista pró-Rússia descansa enquanto um cachorro come de uma lata em Debaltseve, na Ucrânia. Depois de semanas de resistência, a cidade foi atacada e subjugada por separatistas pró-Rússia. O presidente ucraniano, Petro Poroshenko, ordenou a retirada das tropas Vadim Ghirda/AP

Mais
Separatista pró-Rússia observa o corpo de um soldado ucraniano coberto com a bandeira de seu país, em Debaltseve. Depois de semanas de resistência, a cidade foi atacada e subjugada por separatistas pró-Rússia Vadim Ghirda/AP

Mais
Maxim, 8, caminha nos escombros do prédio onde sua família vivia, em Debaltseve, na Ucrânia. Depois de semanas de resistência, a cidade foi atacada e subjugada por separatistas pró-Rússia Vadim Ghirda/AP

Mais
Ucranianos comparecem à cerimônia de homenagem aos mortos há um ano durante a onda de protestos conhecida como Euromaidan, que exigia a aproximação da Ucrânia a Europa e resultou na queda do presidente pró-Rússia Viktor Yanukovich Roman Pilipey/EFE

Mais
20.fev.2015 - Moradora usa um carrinho de compras para levar os recipientes de água enquanto passa por um prédio destruído na cidade de Debaltseve, na região de Donetsk, no leste da Ucrânia, nesta sexta-feira (20). O governo de Kiev acusou a Rússia de enviar mais tanques e tropas ao leste da Ucrânia, em direção à cidade de Novoazovsk, no litoral sul do país, ampliando a presença russa no que pode ser uma nova frente de batalha Vasily Maximov/AFP

Mais
20.fev.2015 - Rebeldes pró-Rússia posam para foto na entrada da cidade de Debaltseve, na Ucrânia, nesta sexta-feira (20), após as tropas do governo ucraniano deixarem o local. Treze soldados ucranianos foram mortos durante a retirada na quarta-feira (18), e o paradeiro de outros 82 é desconhecido, disse o Ministério da Defesa Vadim Ghirda/AP

Mais
20.fev.2015 - Fotos de vítimas dos protestos contra o governo da Ucrânia ocorridos em 2014 são exibidas durante uma cerimônia na praça da Independência, em Kiev, nesta sexta-feira (20). Ucrânia celebra o primeiro aniversário da revolução que tirou do poder o presidente pró-Rússia Viktor Yanukovich Valentyn Ogirenko/Reuters

Mais
19.fev.2015 - O presidente da Ucrânia, Petro Poroshenko, durante encontro com Johannes Hahn, comissário para a Política Regional da União Europeia, realizado nesta quinta-feira (19) em Kiev, na Ucrânia. Poroshenko também conversou nesta quinta-feira, por telefone, com os líderes da Rússia, da França e da Alemanha para reafirmar o compromisso de alcançar um cessar-fogo no leste do país Mykola Lazarenko/AP

Mais
19.fev.2015 - Soldado ucraniano que participou de combates contra rebeldes separatistas no leste do país deixa a cidade de Debaltseve nesta quinta-feira (19) em ônibus. A retirada das tropas ucranianas teve início nesta quarta-feira (18), após três semanas de combate pelo controle da cidade Gleb Garanich/Reuters

Mais
19.fev.2015 - Um soldado separatista pró-Rússia alimenta um gato nas ruas da cidade de Uglegorsk, na área de Donetsk, nesta quinta-feira (19). O presidente da Ucrânia, Petro Poroshenko, afirmou que a Rússia, por se tratar de um "país agressor", não poderia integrar as forças de pacificação no leste do país Alexander Ermochenko/EFE

Mais
19.fev.2015 - Rebeldes pró-Rússia se abraçam, nesta quinta-feira (19), após a retirada de tropas ucranianas de Debaltseve, no leste da Ucrânia. Forças rebeldes continuam avançando sobre a cidade apesar de um acordo de cessar-fogo acertado na semana passada Peter Leonard/AP

Mais
19.fev.2015 - Crianças ucranianas comem frutas em um quarto em um campo de refugiados na região Rostov, na Rússia, na quarta-feira (18). O presidente da Ucrânia, Petro Poroshenko, pediu que soldados de paz da ONU sejam enviados ao leste do país para fazer cumprir um cessar-fogo entre as forças do governo e rebeldes separatistas pró-Rússia Dmitriy Norov/AFP

Mais
18.fev2015 - Jornalistas da BBC trabalhavam próximo ao aeroporto de Donetsk, quando disparos de artilharia atingiram o local, controlado por rebeldes separatistas BBC

Mais
18.fev.2015 - Moradores de Mariupol, na Ucrânia, se refugiam em um abrigo antibombas durante confrontos entre as forças do governo e separatistas pró-Rússia. O Exército ucraniano continua a resistir à ofensiva das milícias separatistas na região estratégica de Debaltsevo, no leste do país, segundo o Ministério da Defesa Sergey Vaganova/EFE

Mais
18.fev.2015 - Ucranianos participam nesta quarta-feira (18) de uma cerimônia em homenagem aos mortos durante os protestos contra o governo ocorridos um ano atrás, em Maiden. O país celebra o primeiro aniversário do início dos protestos que derrubaram o presidente pró-russo Viktor Yanukovich Roman Pilipey/EFE

Mais
18.fev.2015 - Refugiados do leste da Ucrânia chegam a uma estação de trem da cidade russa de Stavropol, nesta quarta-feira (18). Cinquenta pessoas saíram de Donetsk, palco de combates entre forças ucranianas e rebeldes separatistas, para o alojamento temporário no sul da Rússia Eduard Korniyenko/Reuters

Mais
17.fev.2015 - Soldados ucranianos vão em direção a cidades de Debaltseve, nesta terça-feira (17). O governo da Ucrânia e rebeldes separatistas se acusam de ignorar o cessar-fogo e afirmam que não vão retirar armas enquanto a trégua não for respeitada Petr David Josek/AP

Mais
17.fev.2015 - Jornalistas ucranianos passam próximo a um bombardeio em Debaltseve, no leste do país, nesta terça-feira (17). As milícias separatistas disseram ter tomado o controle de parte estratégica da cidade, onde os combates continuam apesar do cessar-fogo que entrou em vigor na madrugada de domingo (15) Gleb Garanich/Reuters

Mais
16.fev.2015 - Homem vende papel higiênico com a imagem do presidente russo, Vladimir Putin, no centro de Lviv, na Ucrânia. Cinco soldados ucranianos foram mortos nas últimas 24 horas em combate com rebeldes pró-Rússia desde que o cessar-fogo entre as partes entrou em vigor Andreas Gebert/EFE

Mais
16.fev.2015 - Cruzes marcam apenas com números os túmulos de separatistas enterrados como indigentes em um cemitério em Donetsk, cidade separatista na Ucrânia. Cinco soldados ucranianos foram mortos nas últimas 24 horas em combate com rebeldes pró-Rússia desde que o cessar-fogo entre as partes entrou em vigor Vasily Maximov/AFP

Mais
16.fev.2015 - Rebeldes da autoproclamada República Popular de Donetsk retiram partes de um tanque ucraniano destruído na cidade de Vuhlehirsk. Cinco soldados ucranianos foram mortos nas últimas 24 horas em combate com rebeldes pró-Rússia desde que o cessar-fogo entre as partes entrou em vigor Baz Ratner/Reuters

Mais
16.fev.2015 - Um soldado ucraniano descansa sobre um tanque de guerra perto da estrada entre as cidades de Debaltseve e Artemivsk, nesta segunda-feira (16). O governo ucraniano e os rebeldes apoiados pela Rússia acusaram-se mutuamente de violar o cessar-fogo no leste da Ucrânia. O acordo de paz, que entrou em vigor no domingo (15), acendeu esperanças sobre o fim do conflito que dura 10 meses, e que já matou mais de 5.300 pessoas Petr David Josek/AP

Mais
15.fev.2015 - O presidente da Ucrânia, Petro Poroshenko, participa neste domingo de cerimônia em Kiev, em memória dos militares ucranianos mortos durante a campanha militar soviética no Afeganistão. O país relembrou os ucranianos mortos em combate em conflitos internacionais Governo da Ucrânia/Reuters

Mais
15.fev.2015 - Separatistas pró-Rússia dirigem tanque de guerra em rua de Donetsk, no leste da Ucrânia neste domingo (15). Apesar do início do cessar-fogo na região, dois civis foram mortos em ataques, segundo agentes das forças ucranianas Vasily Maximov/AFP

Mais
14.fev.2015 - O presidente da Ucrânia, Petro Poroshenko, ordena aos militares que implementem um cessar-fogo durante transmissão ao vivo em Kiev na madrugada do domingo (15) na hora local da Ucrânia. O processo de paz na Ucrânia está sendo "ameaçado" por separatistas pró-russos que cercaram tropas ucranianas no cidade de Debaltseve Sergei Supinsky/AFP

Mais
Bombeiros tentam apagar incêndio em uma clínica obstétrica após bombardeio neste sábado (14) durante combate entre separatistas pró-Rússia e forças ucranianas na cidade de Artemivsk, na região de Donetsk. Horas antes do início do cessar-fogo, os confrontos se intensificaram, o que levou o governo ucraniano e representantes dos EUA a acusar a Rússia de instigar o avanço das tropas Sergey Bobok/AFP

Mais
Um bombeiro carrega mangueira para tentar extinguir incêndio em um prédio na cidade de Artemivsk, neste sábado (14), após bombardeio durante combate entre separatistas pró-Rússia e forças do governo ucraniano. Apesar do cessar-fogo iminente no leste da Ucrânia, a cidade localizada a 40 quilômetros da linha de combate foi atingida Petr David Josek/AP

Mais
14.fev.2015 - O embaixador americano na Ucrânia, Geoffrey Pyatt, divulgou em sua conta do Twitter neste sábado (14) imagens captadas por satélite que, segundo informou, demonstram a presença no leste da Ucrânia de sistemas de artilharia e defesa aérea enviados pela Rússia aos rebeldes separatistas. Pyatt insistiu que o governo do presidente Barack Obama está "certo" de que todo esse armamento pertence à Rússia e não aos separatistas Reprodução/Twitter @GeoffPyatt

Mais
14.fev.2015 - Tanques ucranianos circulam na região de Debaltseve, leste da Ucrânia, neste sábado (14). Os confrontos acirraram-se hoje com a tentativa dos separatistas de tomar territórios antes do início do cessar-fogo, previsto para a virada do sábado para o domingo Gleb Garanich/Reuters

Mais
14.fev.2015 - Idosa observa, neste sábado (14), o local em que um de seus vizinhos foi morto em um bombardeio realizado por separatistas na cidade de Artemivsk, no leste da Ucrânia, na sexta-feira (13). O local é controlado por forças ucranianas. O ataque acontece a poucas horas do início do cessar-fogo, na virada de sábado para domingo Petro Zadorozhnyy/AFP

Mais
13.fev.2015 - O presidente ucraniano Petro Poroshenko inspecionou o arsenal bélico do Centro Nacional de Treinamento de Guarda, nesta sexta-feira (13), na cidade de Novy Petrivtsy. Um dos equipamentos militares é o blindado Saxon, fabricado na Inglaterra, que será enviado para o leste do país, onde o Exército local trava uma guerra contra separatistas pró-Rússia Presidência da Ucrânia

Mais
13.fev.2015 - Mulheres se despedem antes de serem transportadas de Donetsk, na Ucrânia, para a Rússia, nesta sexta-feira (13). A União Europeia (UE) prepara novas sanções a Rússia e aos separatistas, caso o cessar-fogo na Ucrânia, acordado em Minsk, não seja respeitado Alexander Ermochenko/EFE

Mais
12.fev.2015 - Separatistas russos homenageiam companheiro morto em um cemitério na aldeia ucraniana de Mospino, perto da cidade de Donetsk, nesta quinta-feira (12). O rebelde foi morto durante os recentes combates com as forças governamentais da Ucrânia Petr David Josek/AP

Mais
12.fev.2015 - Motorista passa na frente de um edifício destruído por bombardeios em Donetsk, no leste da Ucrânia, nesta quinta-feira (12). O presidente russo, Vladimir Putin, disse que ele e os líderes da França, Alemanha e Ucrânia entraram em acordo sobre a retirada das armas pesadas da Ucrânia e um cessar-fogo a partir de 15 de fevereiro Vasily Maximov/AFP

Mais
12.fev.2015 - A chanceler da Alemanha, Angela Merkel, abraça o presidente da França, François Hollande, durante uma entrevista para jornalistas após acordo para acabar com os combates no leste da Ucrânia, em Minsk, em Belarus, nesta quinta-feira (12). Hollande disse que ainda há muito trabalho a ser feito sobre os combates no país, mas o acordo é uma chance real para melhorar a situação Grigory Dukor/Reuters

Mais
12.fev.2015 - Vladimir Putin, presidente da Rússia, deixa salão de reunião que trata da crise com a Ucrânia nesta quinta-feira (12) em Minsk, capital de Belarus, que faz fronteira com os dois países em conflito. Um acordo foi alcançado após negociações durante toda a noite, e inclui um cessar-fogo que entraria em vigor em 15 de fevereiro, seguido pela retirada das armas pesadas Sergei Gapon/AFP

Mais
11.fev.2015 - Policial observa um foguete que acabou não explodindo durante bombardeio desta quarta-feira (11), na cidade de Kramatorsk, na região de Donetsk, na Ucrânia. Forças ucranianas entraram em confronto com rebeldes pró-Rússia no território Anatolii Stepanov/AFP

Mais
11.fev.2015 - O presidente da Ucrânia, Petro Poroshenko, observa um foguete que caiu na cidade de Kramotorsk na terça-feira (10). Seis pessoas morreram e outras 21 ficaram feridas em um ataque ao quartel-general militar da ucrânia, segundo autoridades locais. O ataque também teria atingido áreas residenciais de Kramatorsk, que estaria sob controle do governo de Kiev Mikhail Palinchak/AFP

Mais
11.fev.2015 - Mulher limpa janela destruída de um estabelecimento devido ao bombardeio perto de uma estação de ônibus no centro de Donetsk, no leste da Ucrânia, nesta quarta-feira (11). Segundo uma testemunha, pelo menos uma pessoa morreu no local, que é controlado pelos rebeldes separatistas Petr David Josek/AP

Mais
11.fev.2015 - Equipe investiga ônibus destruído por bombardeio em uma estação no centro de Donetsk, no leste da Ucrânia, nesta quarta-feira (11). Segundo uma testemunha, pelo menos uma pessoa morreu no local, que é controlado pelos rebeldes separatistas Petr David Josek/AP

Mais
11.fev.2015 - Ônibus destruído por bombardeio em uma estação no centro de Donetsk, no leste da Ucrânia, nesta quarta-feira (11). Segundo uma testemunha, pelo menos uma pessoa morreu no local, que é controlado pelos rebeldes separatistas Balint Szlanko/AP

Mais
11.fev.2015 - Bombardeio deixa veículos destruídos, destroços e sangue no chão em uma estação de ônibus no centro de Donetsk, no leste da Ucrânia, nesta quarta-feira (11). Pelo menos uma pessoa morreu no local que é controlado pelos rebeldes, disse uma testemunha à agência de notícias Reuters Maxim Shemetov/Reuters

Mais
Moradores da cidade de Kramotorsk observam um foguete que caiu no meio da praça após bombardeio na cidade ucraniana nesta terça-feira (10). Seis pessoas morreram e outras 21 ficaram feridas em um ataque ao quartel-general militar da ucrânia, segundo autoridades locais. O ataque também teria atingido áreas residenciais de Kramatorsk, que estaria sob controle do governo de Kiev Volodymyr Shuvayev/AFP

Mais
10.fev.2015 - A piloto do Exército ucraniano Nadezhda Savchenko fala dentro uma "gaiola de reús" enquanto participa de uma audiência no tribunal do distrito de Basmanny, em Moscou, na Rússia, nesta terça-feira (10). A Justiça estendeu hoje a prisão de Nadezhda, detida sob acusação de ajudar o assassinato de dois jornalistas russos no leste da Ucrânia no ano passado Maxim Zmeyev/Reuters

Mais
10.fev.2015 - Senhora chora ao lado do corpo de uma mulher morta após um bombardeiro na cidade de Kramotorsk, no leste da Ucrânia, nesta terça-feira (10). Ao menos seis civis foram mortos e 21 pessoas ficaram feriadas em um ataque aéreo ao quartel-general militar da Ucrânia. O ataque também atingiu áreas residenciais de Kramatorsk, área sob controle do governo ucraniano Volodymyr Shuvayev/AFP

Mais
10.fev.2015 - Homem tira foto de parte de um foguete que caiu em uma rua na cidade de Kramotorsk, no leste da Ucrânia, nesta terça-feira (10). Ao menos seis civis foram mortos e 21 pessoas ficaram feriadas em um ataque aéreo ao quartel-general militar da Ucrânia. O ataque também atingiu áreas residenciais de Kramatorsk, área sob controle do governo ucraniano Gleb Garanich/Reuters

Mais
10.fev.2015 - Um urso de pelúcia aparece próximo a uma poça de sangue no local de um bombardeiro na cidade de Kramotorsk, no leste da Ucrânia, nesta terça-feira (10). Ao menos seis civis foram mortos e 21 pessoas ficaram feriadas em um ataque aéreo ao quartel-general militar da Ucrânia. O ataque também atingiu áreas residenciais de Kramatorsk, área sob controle do governo ucraniano Gleb Garanich/Reuters

Mais
10.dez.2015 - Moradora remove pedaços de madeira da frente da sua casa, que foi danificada durante confronto entre rebeldes pró-Rússia e forças ucranianas, na cidade de Horlivka, no leste da Ucrânia, nesta terça-feira (10) Maxim Shemetov/Reuters

Mais
10.fev.2015 - Ucranianos observam um foguete lançado contra uma rua da cidade de Kramatorsk, no leste do país, nesta terça-feira (10). Três pessoas foram mortas e 15 ficaram feridas no ataque rebelde Gleb Garanich/Reuters

Mais
10.fev.2015 - Tropas do governo ucraniano passam um posto de controle perto da cidade de Mariupol, nesta terça-feira (10). O batalhão voluntário Azov disse em mídias sociais que retomou o controle de várias aldeias perto da cidade, afastando os rebeldes para perto da fronteira com a Rússia. Líderes ocidentais tentam avançar as negociações de paz na região Petr David Josek/AP

Mais
9.fev.2015 - O presidente russo, Vladimir Putin (esquerda), se encontra com o presidente egípcio, Abdel-Fattah el-Sisi (direita), nesta segunda-feira (9), no Cairo. Putin iniciou visita ao país para tentar reforçar a influência da Rússia no Egito, país que passa por um momento delicado com seu grande aliado, os Estados Unidos, pela sangrenta repressão da oposição local. Os especialistas acreditam que o mais populoso dos países árabes, aliado tradicional de Washington, é um dos Estados em que a Rússia - isolada e criticada pela crise na Ucrânia - tenta avançar nos planos diplomático e econômico. Esta visita de Estado é a primeira de Putin em dez anos AFP

Mais
9.fev.2015 - Moradores tentam salvar seus pertences de um prédio que foi atingido por um bombardeio no combate entre rebeldes pró-Rússia e forças ucranianas, em Donetsk, no leste da Ucrânia, nesta segunda-feira (9). O presidente dos EUA, Barack Obama, acusou a Rússia de ter violado todos os compromissos assumidos em setembro passado para levar a paz à Ucrânia Andrey Borodulin/AFP

Mais
9.fev.2015 - Moradora tenta salvar alguns de seus pertences após um bombardeio no combate entre rebeldes pró-Rússia e forças ucranianas atingir vários edifícios em Donetsk, no leste da Ucrânia, nesta segunda-feira (9). O presidente dos EUA, Barack Obama, acusou a Rússia de ter violado todos os compromissos assumidos em setembro passado para levar a paz à Ucrânia Andrey Borodulin/AFP

Mais
9.fev.2015 - Mulher grita em frente a um prédio em chamas após bombardeio no combate entre rebeldes pró-Rússia e forças ucranianas destruir várias construções em Donetsk, no leste da Ucrânia, nesta segunda-feira (9). O presidente dos EUA, Barack Obama, acusou nesta segunda-feira (9) a Rússia de ter violado todos os compromissos assumidos em setembro passado para levar a paz à Ucrânia Maxim Shemetov/Reuters

Mais
9.fev.2015 - Uma idosa é socorrida após o prédio em que vivia ter sido atingido durante bombardeio no combate entre rebeldes pró-Rússia e forças ucranianas em Donetsk, no leste da Ucrânia, nesta segunda-feira (9). O presidente dos EUA, Barack Obama, acusou nesta segunda-feira (9) a Rússia de ter violado todos os compromissos assumidos em setembro passado para levar a paz à Ucrânia Maxim Shemetov/Reuters

Mais
9.fev.2015 - Patrulha composta por integrantes do batalhão de voluntários ucranianos e policiais detém dois homens na praça da Independência, em Kiev, nesta segunda-feira (9). Os detidos supostamente chegaram de Donetsk, no leste do país, e são suspeitos de participarem de atividades separatistas e organizarem ataques terroristas na capital da Ucrânia. Ao menos 1.500 tropas russas e 300 equipamentos militares entraram na Ucrânia durante o fim de semana, segundo fontes do Exército ucraniano Sergei Supinsky/AFP

Mais
9.fev.2015 - O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, se reúne com a chanceler alemã, Angela Merkel, na Casa Branca, em Washington, nesta segunda-feira (9), para discutir a crise na Ucrânia e a luta contra o EI (Estado Islâmico) Michael Kappeler/EFE

Mais
9.fev.2015 - Bombeiro combate nesta segunda-feira (9) um incêndio em um prédio residencial que foi danificado por um recente bombardeio na periferia de Donetsk, no leste da Ucrânia. Dezesseis pessoas, nove soldados e sete civis, morreram em combates com separatistas pró-Rússia nas últimas 24 horas, anunciaram as autoridades ucranianas Maxim Shemetov/Reuters

Mais
7.fev.2015 - Moradores carregam pertences pessoais por ruas da cidade de Vuglegirsk, na região de Donetsk, no leste da Ucrânia. As autoridades ucranianas afirmaram que há razões para ser otimista sobre um acordo de paz com a Ucrânia, mas também alertou contra iniciativas para armar o exército de Kiev, e culpou os Estados Unidos e a Europa por "inflamar" a crise Andrey Borodulin/AFP

Mais
7.fev.2015 - O presidente ucraniano, Petro Poroshenko, mostrou vários passaportes de soldados russos que teriam entrado na Ucrânia para provar "a agressão e a presença de tropas russas" combatendo ao lado dos rebeldes no leste do país Michael Dalder/Reuters

Mais
7.fev.2015 - Restos de holandeses, vítimas do acidente de avião MH17, chegam de van em Hilversum, na Holanda, para serem identificados pelas autoridades do país Remko de Waal/EFE

Mais
7.fev.2015 - Restos de holandeses, vítimas do acidente de avião MH17, chegam de van em Hilversum, na Holanda, para serem identificados pelas autoridades do país Remko de Waal/EFE

Mais
7.fev.2015 - Faróis de um carro militar iluminam estrada aos arredores de Slovyansk, no leste da Ucrânia. As autoridades ucranianas afirmaram que há razões para ser otimista sobre um acordo de paz com a Ucrânia, mas também alertou contra iniciativas para armar o exército de Kiev, e culpou os Estados Unidos e a Europa por "inflamar" a crise Evgeniy Maloletka/AP

Mais
7.fev.2015 - Moradores usam lonas de plástico para substituir janela quebrada após ataques na cidade de Vuglegirsk, região de Donetsk, no leste da Ucrânia. As autoridades ucranianas afirmaram que há razões para ser otimista sobre um acordo de paz com a Ucrânia, mas também alertou contra iniciativas para armar o exército de Kiev, e culpou os Estados Unidos e a Europa por "inflamar" a crise Andrey Borodulin/AFP

Mais
7.fev.2015 - Tanque destruído é largado por rua da cidade de Vuglegirsk, na região de Donets, no leste da Ucrânia. As autoridades ucranianas afirmaram que há razões para ser otimista sobre um acordo de paz com a Ucrânia, mas também alertou contra iniciativas para armar o exército de Kiev, e culpou os Estados Unidos e a Europa por "inflamar" a crise Andrey Borodulin/AFP

Mais
7.fev.2015 - Um rebelde pró-Rússia carrega gato ao passar por soldado ucraniano morto em Vuglegirsk, na região de Donetsk, no leste da Ucrânia. As autoridades ucranianas afirmaram que há razões para ser otimista sobre um acordo de paz com a Ucrânia, mas também alertou contra iniciativas para armar o exército de Kiev, e culpou os Estados Unidos e a Europa por "inflamar" a crise Andrey Borodulin/AFP

Mais
7.fev.2015 - Um rebelde pró-Rússia recolhe bandeira ucrânia em rua de Vuglegirsk, na região de Donetsk, no leste da Ucrânia. As autoridades ucranianas afirmaram que há razões para ser otimista sobre um acordo de paz com a Ucrânia, mas também alertou contra iniciativas para armar o exército de Kiev, e culpou os Estados Unidos e a Europa por "inflamar" a crise Andrey Borodulin/AFP

Mais
6.fev.2015 - Voluntários do batalhão "Donbass" prestam homenagens aos soldados ucranianos mortos no leste do país, na praça da Independência, em Kiev, na Ucrânia, nesta sexta-feira (6). Conflitos entre rebeldes apoiados pelos russos e o governo surgiram no mês passado no leste do país. Isso tem alimentado temores de que o conflito ameace a segurança da Europa e levou os EUA a considerar dar armas letais para a Ucrânia, uma opção rejeitada pelas nações europeias Sergei Chuzavkov/AP

Mais
6.fev.2015 - Ucranianos participam de vigília em homenagem aos soldados ucranianos mortos no leste do país, na praça da Independência, em Kiev, na Ucrânia, nesta sexta-feira (6). Conflitos entre rebeldes apoiados pelos russos e o governo surgiram no mês passado no leste do país. Isso tem alimentado temores de que o conflito ameace a segurança da Europa e levou os EUA a considerar dar armas letais para a Ucrânia, uma opção rejeitada pelas nações europeias Valentyn Ogirenko/Reuters

Mais
6.fev.2015 - Uma mulher acende velas em homenagem aos soldados ucranianos mortos no leste do país, na praça da Independência, em Kiev, na Ucrânia, nesta sexta-feira (6). Conflitos entre rebeldes apoiados pelos russos e o governo surgiram no mês passado no leste do país. Isso tem alimentado temores de que o conflito ameace a segurança da Europa e levou os EUA a considerar dar armas letais para a Ucrânia, uma opção rejeitada pelas nações europeias Sergei Chuzavkov/AP

Mais
6.fev.2015 - O presidente russo, Vladmir Putin (ao centro), conversa com o presidente da França, François Hollande, e a chanceler alemã, Angela Merkel, em Moscou, nesta sexta-feira (6). A reunião tratou da crise na Ucrânia, em uma tentativa de encontrar uma solução pacífica para o conflito armado na Ucrânia RIA Novosti/Xinhua

Mais
6.fev.2015 - Ucraniano anda de bicicleta perto de um edifício destruído na cidade de Vuhlehirsk, nesta sexta-feira (6). O presidente francês, François Hollande, e a chanceler alemã, Angela Merkel, devem se reunir nesta tarde com o líder russo, Vladimir Putin, em Moscou, para discutir uma solução para a crise no leste da Ucrânia Petr David Josek/AP

Mais
6.fev.2015 - Ônibus vazios, destinados à evacuação de civis desabrigados da vila ucraniana de Debaltseve, são conduzidos à cidade, controlada por tropas governistas, mas cercada por separatistas russos que avançam em direção ao povoado no leste da Ucrânia Maxim Shemetov/Reuters

Mais
6.fev.2015 - Ônibus vazios, destinados a civis desabrigados da vila ucraniana de Debaltseve, são estacionados ao longo de estrada próxima, enquanto aguardam para evacuar os moradores da cidade, controlada por tropas governistas, mas cercada por separatistas russos que avançam em direção ao povoado no leste da Ucrânia Maxim Shemetov/Reuters

Mais
5.fev.2015 - O membro governista do Parlamento da Ucrânia Oleksii Honcharenko, à esquerda, e o patriarca Filaret, chefe da Igreja Ortodoxa Ucraniana, participam de reunião no Capitólio, em Washington (EUA), para discutir o armamento de civis ucranianos para lutar contra separatistas russos - e supostos militares russos que os apoiariam - nesta quinta-feira (5). Na gravata do político lê-se "Deus pare Putin" Gary Cameron/Reuters

Mais
5.fev.2015 - O presidente ucraniano, Petro Poroshenko (centro), se reúne com o presidente da França, François Hollande, e com a chanceler alemã, Angela Merkel, em Kiev, na Ucrânia, nesta quinta-feira (5). Os líderes desses últimos dois países encabeçam uma nova iniciativa de estabelecer a paz entre Ucrânia e Rússia, nesta quinta-feira, em meio a pressões para acabar com o que Hollande chamou de "guerra na borda da Europa" Mykola Lazarenko/Presidential Press Service/AP

Mais
5.fev.2015- Moradores de Donetsk usam galões para buscar água em poço. Pelo menos 15 pessoas morreram e outras 33 ficaram feridas em novos combates no leste da Ucrânia nesta quinta-feira (5) Dominique Faget/AFP

Mais
4.fev.2015 - Idosa caminha dentro de um hospital atingido por uma bomba em Donetsk, na Ucrânia, nesta quarta-feira (4). Pelo menos dois projéteis caíram perto de um hospital de Donetsk, cidade do leste da Ucrânia dominada por separatistas, matando pelo menos três pessoas Maxim Sergeev/Reuters

Mais
3.fev.2015 - Menino espera em um ônibus para deixar a cidade de Debaltseve, no leste da Ucrânia, nesta terça-feira (3). Desde a intensificação dos confrontos na região no início de janeiro, os separatistas têm avançado no controle do território. A ofensiva agora se concentra no complexo ferroviário, que se situa entre as cidades de Luhansk e Donetsk. Quase 2.000 moradores fugiram nos últimos dias Petr David Josek/AP

Mais
3.fev.2015 - Morador observa casa destruída na cidade ucraniana de Donetsk, nesta terça-feira (3). Pelo menos 16 civis foram mortos em combates entre forças do governo e separatistas pró-Rússia em todo leste da Ucrânia, ao longo das últimas 24 horas Dominique Faget/AFP

Mais
2.fev.2015 - Militares do batalhão "Aydar", formação destacada na Guarda Nacional da Ucrânia, arrancam uma bandeira ucraniana do edifício do Ministério da Defesa durante um protesto contra o desmantelamento do batalhão, em Kiev, nesta segunda-feira (2) Valentyn Ogirenko/Reuters

Mais
2.fev.2015 - Tanques do Exército ucraniano se movimentam em campos perto da cidade de Debaltseve, nesta segunda-feira (2). O combate entre forças governamentais e rebeldes se intensificaram durante disputa por um centro ferroviário estratégico. O líder separatista Alexander Zajarcheno planeja mobilizar 100 mil novos voluntários para o leste do país Petr David Josek/AP

Mais
2.fev.2015 - Familiares e amigos comparecem ao funeral do soldado ucraniano Vadim Zherebilo, morto em combate contra os separatistas russos, na Praça da Independência, em Kiev, nesta segunda-feira (2). O governo da Ucrânia disse que 13 soldados foram mortos e outros 20 feridos em combates no leste do país neste domingo Efrem Lukatsky/AP

Mais
1º.fev.2015 - Cruzes são colocadas em frente à embaixada russa em Kiev, na Ucrânia, para lembrar os manifestantes mortos em Mariupol Sergey Dolzhenko/EFE

Mais
30.jan.2015 - Menina beija seu pai, um recruta do exército, depois de uma cerimônia que marcou a inscrição de novos recrutas para lutar pela Ucrânia, em Kiev, nesta sexta-feira (30). O Parlamento ucraniano decidiu aumentar suas forças da linha de frente e retomar o recrutamento depois que forças russas que apoiam rebeldes separatistas aumentaram a atividade militar no leste da Ucrânia Gleb Garanich/Reuters

Mais
29.jan.2015 - Mãe carrega seu bebê em abrigo antiaéreo em Donetsk, no leste da Ucrânia. Famílias que moram no local receberam esta semana kits de higiene enviados pelo Comitê Europeu de Ajuda Humanitária e Proteção Civil (Echo, na sigla em inglês) e pela Unicef. Mais de 1,7 milhões de crianças afetadas pela crescente crise no leste do país sofrem risco de contrair várias doenças devido à falta de higiene F.Volpi/ UNICEF- Ucrânia

Mais
29.jan.2015 - Mais de 1,7 milhões de crianças afetadas pela crescente crise no leste da Ucrânia sofrem risco de contrair várias doenças devido à falta de higiene. Famílias em abrigos antiaéreos em Donetsk, no leste da Ucrânia, receberam esta semana kits de higiene enviados pelo Comitê Europeu de Ajuda Humanitária e Proteção Civil (Echo, na sigla em inglês) e pela Unicef F.Volpi/ UNICEF- Ucrânia

Mais
29.jan.2015 - Crianças em abrigos antiaéreos em Donetsk, no leste da Ucrânia, recebem kits de higiene e livros enviados pelo Comitê Europeu de Ajuda Humanitária e Proteção Civil (Echo, na sigla em inglês) e pela Unicef. Mais de 1,7 milhões de crianças afetadas pela crescente crise no leste do país sofrem risco de contrair várias doenças devido à falta de higiene F.Volpi/ UNICEF- Ucrânia

Mais
29.jan.2015 - Famílias em abrigos antiaéreos em Donetsk, no leste da Ucrânia, recebem kits de higiene enviados pelo Comitê Europeu de Ajuda Humanitária e Proteção Civil (Echo, na sigla em inglês) e pela Unicef. Mais de 1,7 milhões de crianças afetadas pela crescente crise no leste do país sofrem risco de contrair várias doenças devido à falta de higiene F.Volpi/ UNICEF- Ucrânia

Mais
29.jan.2015 - Padre abençoa novos recrutas em frente a um serviço de registo militar em Kiev, na Ucrânia. O país recebe novos alistamentos desde o início do conflito com separatistas russos em abril passado Efrem Lukatsky/AP

Mais
29.jan.2015 - Familiares choram enquanto se despedem de um novo recruta em um serviço de registo militar em Kiev, na Ucrânia. O país recebe novos alistamentos desde o início do conflito com separatistas russos em abril passado Efrem Lukatsky/AP

Mais
29.jan.2015 - Soldados ucranianos descansam em um esconderijo subterrâneo em um posto de controle perto de Lysychansk, na região de Lugansk, no oeste do país. O presidente Petro Poroshenko apelou à Rússia pelo fim dos conflitos, enquanto os EUA ameaçaram medidas mais duras contra Moscou Anatolii Boiko/AFP

Mais
29.jan.2015 - Soldado ucraniano examina um fragmento de foguete após um bombardeio perto de Debaltseve, na região de Donetsk, no oeste do país. O presidente Petro Poroshenko apelou à Rússia pelo fim dos conflitos, enquanto os EUA ameaçaram medidas mais duras contra Moscou Aleksey Chernyshev/AFP

Mais
29.jan.2015 - Soldados ucranianos mantêm guarda perto de um posto de controle em Lysychansk, na região de Lugansk, no oeste do país. O presidente Petro Poroshenko apelou à Rússia pelo fim dos conflitos, enquanto os EUA ameaçaram medidas mais duras contra Moscou Anatolii Boiko/AFP

Mais
28.jan.2015 - Militares ucranianos usam seus casacos para manter cães aquecidos em Mariupol, na Ucrânia, nesta quarta-feira (28). O conflito militar entre separatistas russos e as forças do governo da Ucrânia, no leste do país, acontece desde abril, deixando mais de 5.000 mortos, de acordo com a ONU Evgeniy Maloletka/AP

Mais
28.jan.2015 - Soldados ucranianos do batalhão de voluntários de Donbass realizam nesta quarta-feira uma operação para expulsar separatistas pró-Rússia de uma vila da região de Lugansk (no leste da Ucrânia). Pelo menos 16 civis morreram e 114 ficaram feridos por bombardeios de artilharia e disparos de mísseis nas últimas 24 horas em Lugansk, segundo informações de separatistas Anatoli Boiko/ AFP

Mais
28.jan.2015 - Militares ucranianos do batalhão de voluntários de Donbass colocam explosivos em uma ferrovia durante operação em uma vila da região de Lugansk (no leste da Ucrânia), controlada por separatistas pró-Rússia. Pelo menos 16 civis morreram e 114 ficaram feridos por bombardeios de artilharia e disparos de mísseis nas últimas 24 horas em Lugansk, segundo informações de separatistas Anatoli Boiko/AFP

Mais
28.jan.2015 - Um soldado ucraniano do batalhão de voluntários de Donbass brinca no balanço de um parque nesta quarta-feira, após uma operação em uma vila da região de Lugansk (no leste da Ucrânia), controlada por separatistas pró-Rússia. Pelo menos 16 civis morreram e 114 ficaram feridos por bombardeios de artilharia e disparos de mísseis nas últimas 24 horas em Lugansk, segundo informações de separatistas Anatolii Boiko/ AFP

Mais
27.jan.2015 - Parentes de vítimas de um recente bombardeio choram em um cemitério em Mariupol, na Ucrânia, nesta terça-feira (27). Chanceleres da União Européia vão discutir novas sanções contra a Rússia durante reunião em Bruxelas na quinta-feira (29). Pelo menos 30 pessoas foram mortas por bombardeios de rebeldes pró-russos no sábado (24) na cidade portuária de Mariupol, no leste da Ucrânia Maksim Levin/Reuters

Mais
26.jan.2015 - Parentes de Alexander Demyanenko, vítima de bombardeios ocorridos no sábado (24), despejam terra em cova durante funeral em Mariupol, na Ucrânia. Pelo menos 5.100 pessoas foram mortas no leste da Ucrânia desde que os combates começaram em abril passado. Mariupol, uma cidade portuária estratégica localizada no mar Negro e ainda controlada por forças da Ucrânia, foi alvo dos últimos confrontos com rebeldes Evgeniy Maloletka/AP

Mais
26.jan.2015 - Parentes de Alexander Demyanenko, vítima de bombardeios ocorridos no sábado (24), participam de funeral em Mariupol, na Ucrânia. Pelo menos 5.100 pessoas foram mortas no leste da Ucrânia desde que os combates começaram em abril passado. Mariupol, uma cidade portuária estratégica localizada no mar Negro e ainda controlada por forças da Ucrânia, foi alvo dos últimos confrontos com rebeldes Evgeniy Maloletka/AP

Mais
26.jan.2015 - Moradores separam plásticos para cobrir as janelas quebradas após bombardeio ocorrido no sábado (24) no distrito Vostochniy de Mariupol, na Ucrânia. Pelo menos 5.100 pessoas foram mortas no leste da Ucrânia desde que os combates começaram em abril. Mariupol, uma cidade portuária estratégica localizada no Mar Negro e ainda controlada por forças da Ucrânia, foi alvo dos últimos confrontos com rebeldes Evgeniy Maloletka/AP

Mais
26.jan.2015 - Militares ucranianos atiram com uma metralhadora em aldeia perto de Mariupol, na Ucrânia. Pelo menos 5.100 pessoas foram mortas no leste da Ucrânia desde que os combates começaram em abril. Mariupol, uma cidade portuária estratégica localizada no Mar Negro e ainda controlada por forças da Ucrânia, foi alvo dos últimos confrontos com rebeldes Maksim Levin/Reuters

Mais
26.jan.2015 - Um soldado ucraniano ajuda outro oficial a se camuflar em um vilarejo perto de Mariupol, na Ucrânia. Pelo menos 5.100 pessoas foram mortas no leste da Ucrânia desde que os combates começaram em abril. Mariupol, uma cidade portuária estratégica localizada no Mar Negro e ainda controlada por forças da Ucrânia, foi alvo dos últimos confrontos com rebeldes Maksim Levin/Reuters

Mais
26.jan.2015 - O vendedor Azif Alikberov foi ferido durante bombardeio ocorrido no sábado (24) na cidade de Mariupol, na Ucrânia. A União Europeia e a Otan pediram à Rússia para acabar com o apoio a rebeldes na Ucrânia Oleksandr Stashevskiy/AFP

Mais
26.jan.2015 - Mulher carrega cartaz em protesto contra ofensiva no leste da Ucrânia, nesta segunda-feira (26), durante uma vigília na praça da Independência, na capital Kiev, em memória aos que perderam a vida nos ataques. Nove pessoas morreram nas últimas 24 horas nos combates, entre elas sete soldados ucranianos Igor Golovniov/Zumapress/Xinhua

Mais
25.jan.2015 - Voluntários distribuem produtos de ajuda humanitária em Mariupol, na Ucrânia. Mísseis foram lançados contra a cidade no sábado e atingiram casas, lojas, escolas e mercados, matando pelo menos 30 pessoas, segundo as autoridades Evgeniy Maloletka/AP Photo

Mais
24.jan.2015 - Soldado inspeciona local bombardeado em Mariupol, no leste da Ucrânia. O ataque matou pelo menos 20 pessoas e deixou outras 86 feridas, informou o Ministério do Interior ucraniano. O secretário do Conselho de Segurança Nacional e Defesa (CSND) da Ucrânia, Alexander Turchinov, culpou "os militares russos pelo ataque" Sergey Vaganov/EPA/Efe

Mais
22.jan.2015 - O presidente da Ucrânia, Petro Poroshenko, se ajoelha ao lado de flores colocadas em monumento em Kiev, que homenageia manifestantes mortos durante o "Euromaidan", protestos na Praça da Independência (conhecida como "Maidan"). O ato provocou a destituição do governo pró-Moscou no início de 2014 Mykola Lazarenko/ Reuters

Mais
22.jan.2015 - Membros das forças armadas da autoproclamada "república popular", do leste da Ucrânia, são trasportados em um tanque nos arredores de Donetsk. A Otan (Organização do Tratado do Atlântico Norte) detectou sinais de envolvimento crescente da Rússia nos combates em partes do leste ucraniano, segundo o general Philip Breedlove, da Força Aérea dos Estados Unidos, comandante aliado supremo da Otan na Europa Alexander Ermochenko/ Reuters

Mais
O presidente da Ucrânia, Petro Poroshenko, mostra um pedaço da lataria de um ônibus civil atacado por forças russas Ruben Sprich/Reuters

Mais
22.jan.2015 - Pelo menos 13 pessoas morreram e dezenas ficaram feridas nesta quinta-feira depois que um projétil atingiu um trólebus em Donetsk, no leste da Ucrânia Alexander Ermochenko/Reuters

Mais
21.jan.2015 - Militares ucranianos inspecionam ponte de uma ferrovia que foi danificada por uma explosão perto da vila Kuznetsovka, no leste do país. O ataque isolou o acesso por trem de Mariupol ao oeste da Ucrânia. O presidente ucraniano, Petro Poroshenko, encurtou nesta quarta-feira sua visita ao Fórum Econômico Mundial, na estância suíça de Davos, depois que seu governo acusou forças regulares russas de atacarem suas tropas no leste da Ucrânia Stringer / Reuters

Mais
21.jan.2015 - Militares ucranianos inspecionam ponte de uma ferrovia que foi danificada por uma explosão perto da vila Kuznetsovka, no leste do país. O ataque isolou o acesso por trem de Mariupol ao oeste da Ucrânia. O presidente ucraniano, Petro Poroshenko, encurtou nesta quarta-feira sua visita ao Fórum Econômico Mundial, na estância suíça de Davos, depois que seu governo acusou forças regulares russas de atacarem suas tropas no leste da Ucrânia Stringer/ Reuters

Mais
21.jan.2015 - Soldado ucraniano dispara contra separatistas pró-russos durante combate na aldeia Pesky, perto Donetsk, no leste da Ucrânia, nesta quarta-feira. O presidente ucraniano, Petro Poroshenko, disse hoje, em discurso no Fórum Econômico Mundial em Davos, na Suíça, que a Rússia tem 9.000 soldados em território ucraniano apoiando forças separatistas, e pediu a Moscou que retire seus homens do país Oleksandr Klymenko/ Reuters

Mais
21.jan.2015 - Soldado ucraniano dispara contra separatistas pró-russos durante combate na aldeia Pesky, perto Donetsk, no leste da Ucrânia, nesta quarta-feira. O presidente ucraniano, Petro Poroshenko, disse hoje, em discurso no Fórum Econômico Mundial em Davos, na Suíça, que a Rússia tem 9.000 soldados em território ucraniano apoiando forças separatistas, e pediu a Moscou que retire seus homens do país Oleksandr Klymenko/ Reuters

Mais
21.jan.2015 - Blindados com separatistas pró-russos se deslocam nesta quarta-feira em direção a Slovyanoserbsk, no leste da Ucrânia. O Ministério da Defesa russo negou nesta terça-feira (20) as acusações feitas por Kiev de que Moscou enviou tropas ao leste ucraniano Mstyslav Chernov/ AP

Mais
21.jan.2015 - Soldado das forças ucranianas conversa com uma mulher em posto de controle na cidade oriental de Kurakhove, perto de Donetsk, nesta quarta-feira. O presidente ucraniano, Petro Poroshenko, encurtou nesta quarta-feira sua visita ao Fórum Econômico Mundial, na estância suíça de Davos, depois que seu governo acusou forças regulares russas de atacarem suas tropas no leste da Ucrânia na terça-feira Oleksandr Stashevskiy/ AFP

Mais
21.jan.2015 - Oficiais do Ministério de Emergência da Ucrânia doam sangue nesta quarta-feira, em um hospital militar em Kiev, para militares feridos durante a operação anti-terroristas no leste do país. O presidente ucraniano, Petro Poroshenko, encurtou nesta quarta-feira sua visita ao Fórum Econômico Mundial, na estância suíça de Davos, depois que seu governo acusou forças regulares russas de atacarem suas tropas no leste da Ucrânia na terça-feira Yuriy Kirnichny/ AFP

Mais
21.jan.2015 - Militares e civis participam, em Kiev, da cerimônia fúnebre do soldado de nacionalidade georgiana Thomas Sukhiashvili, que foi morto em combate contra separatistas apoiados por russos. O presidente ucraniano, Petro Poroshenko, encurtou nesta quarta-feira sua visita ao Fórum Econômico Mundial, na estância suíça de Davos, depois que seu governo acusou forças regulares russas de atacarem suas tropas no leste da Ucrânia na terça-feira Efrem Lukatsky/ AP

Mais
21.jan.2015 - Mulher ajoelhada chora ao lado de soldados durante cerimônia fúnebre na praça da Independência, no centro de Kiev, de um membro do batalhão de autodefesa ucraniano, que foi morto em combate no leste do país. O presidente ucraniano, Petro Poroshenko, encurtou nesta quarta-feira sua visita ao Fórum Econômico Mundial, na estância suíça de Davos, depois que seu governo acusou forças regulares russas de atacarem suas tropas no leste da Ucrânia na terça-feira Gleb Garanich / Reuters

Mais
21.jan.2015 - Ucranianos carregam o caixão de um soldado, que morreu em confronto no leste da Ucrânia, em cerimônia antes do enterro na praça da Independência, em Kiev, nesta quarta-feira (21). Uma lei pretende aumentar o tamanho do exército ucraniano de 68.000 para 250 mil soldados para lutar contra os separatistas Gleb Garanich/Reuters

Mais
21.jan.2015 - O ministro das Relações Exteriores da Rússia, Sergei Lavrov, afirmou durante uma entrevista coletiva, nesta quarta-feira (21), em Moscou, que irá buscar um cessar-fogo imediato no leste da Ucrânia nas negociações em Berlim. O ministro ainda disse que os Estados Unidos se empenham em manter um rumo de confronto, mas a Rússia "não quer e não permitirá uma nova Guerra Fria" Ivan Sekretarev/AP

Mais
21.jan.2015 - O ministro das Relações Exteriores da Rússia, Sergei Lavrov, afirmou durante uma coletiva de imprensa, nesta quarta-feira (21), em Moscou, que irá buscar um cessar-fogo imediato no leste da Ucrânia nas negociações em Berlim. O ministro ainda disse que os Estados Unidos se empenham em manter um rumo de confronto, mas a Rússia "não quer e não permitirá uma nova Guerra Fria" Ivan Sekretarev/AP

Mais
20.jan.2015 - Soldado ucraniana segura retrato enquanto outros oficiais carregam o corpo do soldado Serhiy Nikonenko, que foi morto em combate contra os rebeldes pró-Rússia, durante um funeral nesta terça-feira (20) na Praça da Independência, em Kiev. Combates em grande escala irromperam, quebrando a trégua acordada em dezembro, após rebeldes tentaram tomar o controle do aeroporto de Donetsk Sergei Chuzavkov/AP

Mais
19.jan.2015 - Mulher observa através de uma janela quebrada em um hospital após confrontos entre as forças ucranianas e separatistas pró-Rússia na cidade de Donetsk, nesta segunda-feira (19). O Exército ucraniano disse neste domingo que repeliu a ofensiva dos rebeldes contra o aeroporto da cidade, no leste do país, enquanto milhares de pessoas saíram às ruas em Kiev para manifestar seu apoio Aleksander Gayuk/AFP

Mais
18.jan.2015 ? Ucranianos se reúnem na praça da Independência em manifestação em memória das onze pessoas que morreram em bombardeio de um ônibus no dia 13 de janeiro. O ônibus fica atingido por foguete de longo alcance em Volnovakha, Donetsk, em um ataque que visava acertar uma barreira do exército ucraniano Sergei Supinsky/ AFP

Mais
18.jan.2015 - Um homem analisa neste sábado (17) os destroços de as casa que foi danificada pelos recentes bombardeios em Donetsk, na Ucrânia. Onze pessoas, incluindo seis soldados, morreram entre sexta-feira (16) e sábado no leste separatista pró-russo da Ucrânia, onde a violência aumenta há quase uma semana, de acordo com as autoridades ucranianas Alexander Ermochenko/ Reuters

Mais
15.jan.2015 - Ucraniana reza nesta quinta-feira (15) na Praça da Independência em Kiev. O local foi enfeitado em homenagem às 11 pessoas que morreram nesta terça-feira (13) quando um ônibus de passeio foi atacado por foguetes de longo alcance na região de Donetsk Gleb Garanich/ Reuters

Mais
14.jan.2015 - Um ônibus fica danificado nesta terça-feira (13) após ser atingido por foguete de longo alcance em Volnovakha, Donetsk, na Ucrânia. Onze civis foram mortos quando o ônibus foi atingido em um ataque que visava acertar uma barreira do exército ucraniano. Esse foi o ataque mais mortífero desde a declaração de uma trégua no dia 9 de dezembro. Segundo a polícia ucraniana, 40 foguetes foram disparados por rebeldes pró-Rússia HO/ AFP

Mais
14.jan.2015 - Um ônibus fica danificado nesta terça-feira (13) após ser atingido por foguete de longo alcance em Volnovakha, Donetsk, na Ucrânia. Onze civis foram mortos quando o ônibus foi atingido em um ataque que visava acertar uma barreira do exército ucraniano. Esse foi o ataque mais mortífero desde a declaração de uma trégua no dia 9 de dezembro. Segundo a polícia ucraniana, 40 foguetes foram disparados por rebeldes pró-Rússia Alexander Gayuk/ AFP

Mais
13.jan.2015 - Foto divulgada Ministério do Interior ucraniano mostra o interior de um ônibus que explodiu em um posto de controle perto da cidade de Volnovakha, na região de Donetsk, leste da Ucrânia, nesta terça-feira (13). Pelo menos 10 pessoas morreram e 13 ficaram feridas Divulgação/ Ministério do Interior da Ucrânia/ AP

Mais
6.jan.2015 - Um ator fantasiado com uma máscara do presidente da Rússia, Vladimir Putin, representou nesta terça-feira (6) o rei Herodes, conhecido por ter se apossado do poder com o apoio dos romanos e contra a vontade do povo, no presépio vivo no centro da cidade ucraniana de Lviv Yuruy Dyachyshyn/ AFP

Mais
5.jan.2015 - Soldado ucraniano sobe em um novo tanque blindado durante uma cerimônia de entrega de equipamento militar pelo presidente da Ucrânia, Petro Poroshenko, às forças armadas do país, perto da cidade de Ghytomyr, nesta segunda-feira (5). Poroshenko entregou mais de 150 peças de equipamentos militares e armas fabricadas ou recondicionados pelo complexo militar-industrial da Ucrânia Sergei Supinsky/AFP

Mais
3.jan.2015 - Voluntários fazem juramento de fidelidade à Ucrânia neste sábado (3), em Kiev, antes de se juntarem ao batalhão de combate aos separatistas no leste do país. As autoridades da Ucrânia e os rebeldes pró-Rússia trocaram acusações de violações à trégua entre as partes Sergei Chuzavkov/AP

Mais
2.jan.2015 - Papai Noel e a "Dama da Neve" caminham com militares para visitar unidades do exército ucraniano, nesta sexta-feira (2), perto de Lysychansk, na Ucrânia. O objetivo da visita é felicitar os militares pela vinda de um Ano-Novo Maksim Levin/Reuters

Mais
27.dez.2014 - Na madrugada deste sábado (27) o presidente da Ucrânia, Petro Poroshenko (à dir.), recebeu os primeiros grupos de soldados ucranianos libertados em consequência do acordo de troca de prisioneiros entre as autoridades de Kiev e os rebeldes pró-Rússia. Cerca de 145 soldados ucranianos e 222 separatistas foram libertados, segundo as autoridades da Ucrânia. Recentemente o exército da Ucrânia afirmou que 600 ucranianos estavam nas mãos dos rebeldes Presidência da Ucrânia

Mais
26.dez.2014 - Ucranianos presos por separatistas pró-Rússia em Donetsk aguardam para serem libertos. Autoridades ucranianas e separatistas trocaram centenas de prisioneiros de guerra Alexander Ermochenko/Epa/Efe

Mais
26.dez.2014 - As autoridades da Ucrânia e os separatistas pró-Rússia efetuaram nesta sexta-feira (26) uma troca de prisioneiros de guerra, apesar de horas antes terem cancelado a terceira rodada de negociações de paz em Minsk, na Belarus. Segundo informou a agência russa "Interfax", Kiev trocou 150 soldados governamentais por 222 milicianos separatistas da autoproclamada república popular de Donetsk em território neutro Vasily Maximov/ AFP

Mais
23.dez.2014 - Cidadãos ucranianos entram em confronto com a polícia durante uma votação no Parlamento, em Kiev, na Ucrânia. O Parlamento revogou nesta terça-feira (23) o status de país "não alinhado", com o objetivo de abrir caminho para se juntar à Otan (Organização do Tratado do Atlântico Norte) Sergey Dolzhenko/AFP

Mais
22.dez.2014 - A oficial militar Nadezhda Savchenko fala sobre sua prisão através de um link de vídeo transmitido ao tribunal em Moscou, na Rússia, nesta segunda-feira (22). A piloto ucraniana aguarda julgamento numa prisão russa após ser capturada durante os combates no leste da Ucrânia. O governo de Kiev tentou a extradição de Savchenko, mas não obteve sucesso Ivan Sekretarev/AP

Mais
21.dez.2014 - Homem caminha neste domingo (21) entre os destroços do memorial "Savur Mogila", construído em homenagem aos mortos da Segunda Guerra Mundial, perto da cidade ucraniana oriental de Snizhnee. O memorial foi reduzido a escombros após confrontos entre as forças ucranianas e soldados separatistas da autoproclamada República de Donetsk. A estrutura, que tinha 30 metros de altura e ficava no topo da colina, foi destruída em 21 de agosto Vasily Maximov/AFP

Mais
15.dez.2014 - Homem passa de bicicleta perto dos destroços do voo MH17, da Malaysia Airlines, no local da queda perto da vila de Hrabove, na região de Donetsk, na Ucrânia, nesta segunda-feira (15) Maxim Shemetov/Reuters

Mais
7.dez.2014 - Mulher caminha próximo a um monumento em homenagem à atuação do Exército Vermelho soviético na Segunda Guerra Mundial, em Savur-Mohyla, no leste da Ucrânia. O monumento foi danificado nos conflitos entre rebeldes pró-Rússia e ucranianos Maxim Shemetov/Reuters

Mais
6.dez.2014 - O presidente da Rússia, Vladimir Putin, cumprimenta o presidente da França, François Hollande, durante encontro neste sábado no aeroporto Vnukovo, em Moscou, na Rússia. Putin disse após conversas com Hollande que espera que um novo acordo sobre a implementação de um cessar-fogo no leste da Ucrânia seja alcançado em breve Alexey Druzhinyn/Ria Novosti /Kremlin/EPA/EFE

Mais
06.dez.2014 - Homem mostra casa em Donetsk, no leste da Ucrânia, onde um parente dele morreu após ser ferido por estilhaços. A região é controlada por rebeldes pró-Rússia Eric Feferberg/AFP

Mais
06.dez.2014 - Homem mostra casa em Donetsk, no leste da Ucrânia, onde um parente dele morreu após ser ferido por estilhaços. A região é controlada por rebeldes pró-Rússia Eric Feferberg/AFP

Mais
06.dez.2014 - Familiares e apoiadores recepecionam em Kiev, na Ucrânia, batalhão de voluntários que participaram de operação contra grupos terroristas no leste do país Sergei Supinksy/AFP

Mais
06.dez.2014 - Estudantes participam de aula de anatomia em uma universidade de medicina na cidade de Donetsk, no leste da Ucrânia. Segundo a universidade, o conflito entre rebeldes pró-Rússia e o governo da Ucrânia provocou uma queda no número de alunos dos cursos de medicina, odontologia e farmácia. Antes do conflito, havia mais de 2.000 matriculados, ante 84 de hoje Eric Feferberg/AFP

Mais
2.dez.2014 - Moradores observam um ônibus que foi bombardeado em Donetsk, na Ucrânia. Os insurgentes da região se reunirão nesta terça-feira (2) com representantes do Estado-Maior das tropas ucranianas, na capital da região, para tentar chegar a um acordo de cessar-fogo total Alexander Ermochenko

Mais
1º.dez.2014 - Soldado ucraniano dispara míssil com um sistema de defesa aérea portátil durante exercícios perto da cidade de Shchastya, norte de Lugansk; pelo menos três soldados ucranianos foram mortos e 14 ficaram feridos nas últimas 24 horas em que se intensificou o combate pelo controle do aeroporto de Donetsk Anatolii Stepanov / AFP

Mais
27.nov.2014 - Deputados do Parlamento ucraniano fazem juramento durante cerimônia de posse na capital Kiev. O Parlamento abriu a primeira sessão desde a eleição ocorrida no mês passado Sergei Chuzavkov/AP

Mais
27.nov.2014 - O presidente da Ucrânia Petro Poroshenko segura as mãos do recém-nomeado primeiro-ministro Arseny Yatseniuk (à direita) e o recém-nomeado presidente do Parlamento Volodymyr Groysman durante a sessão de abertura em Kiev Gleb Garanich/Reuters

Mais
27.nov.2014 - O primeiro-ministro ucraniano Arseniy Yatsenyuk (à dir.) cumprimenta a chefe do partido Batkivshchyna Yulia Tymoshenko (à esq.) durante a cerimônia de posse do novo Parlamento durante a abertura de uma sessão em Kiev, na Ucrânia, nesta quinta-feira (27). O Parlamento se reuniu para a sua primeira sessão desde que o partido pró-ocidentais obteve uma vitória esmagadora nas eleições de outubro Sergei Supinsky/ AFP

Mais
26.nov.2014 - Um homem tenta usar uma máquina para tirar dinheiro da ATM, mas não há caixas eletrônicos funcionando nesta quarta-feira (26) na cidade ucraniana de Donetsk. A maioria das lojas locais não aceita pagamento em cartões de crédito depois que Kiev suspendeu as atividades bancárias da região leste da Ucrânia, controlada por separatistas pró-Rússia Eric Feferberg/ AFP

Mais
26.nov.2014 - Um tanque russo sem placa de licença anda nesta quarta-feira (26) pelas proximidades do aeroporto da cidade ucraniana de Donetsk em uma avenida coberta pela neve no distrito de Kievsky. O comandante-em-chefe da Otan, o general americano Philip Breedlove, se reuniu nessa quarta em Kiev com primeiro-ministro ucraniano Arseniy Yatsenyuk, que reiterou o desejo da Ucrânia de aderir à Aliança Atlântica. Após a anexação russa da Crimeia e desde o início do conflito no leste da Ucrânia, uma parte muito importante da opinião pública ucraniana é a favor da adesão do país à Otan Eric Feferberg/ AFP

Mais
26.nov.2014 - Em foto tirada nesta segunda-feira (24), Denis de Zugres, ucraniano de 13 anos, aparece em seu leito no departamento de traumatologia do hospital de Donetsk, na Ucrânia. Denis estava entre um grupo de crianças que encontrou uma bomba não detonada e resolveu fotografar o artefato e, em seguida, jogá-lo para cima. A bomba explodiu assim que caiu no chão, matando duas crianças e deixando cinco feridas Alexander Khudoteply/ AFP

Mais
26.nov.2014 - Separatistas pró-Rússia revistaram nesta quarta-feira (26) os escombros de um prédio de uma oficina mecânica que foi destruída pelos recentes bombardeios no distrito de Kuibyshevski em Donetsk, na Ucrânia. Três civis foram mortos e oito ficaram feridos durante o bombardeio Antonio Bronic/ Reuters

Mais
24.nov.2014 - Homem limpa a garagem danificada por um bombardeio na aldeia Krasnyi Pakhar, perto de Donetsk, no leste da Ucrânia. Cerca de 40 bombas atingiram a aldeia no início da manhã Antonio Bronic/Reuters

Mais
24.nov.2014 - Mulher caminha ao lado de uma granada que explodiu na vila Krasnyi Pakhar, perto de Donetsk, no leste da Ucrânia. Cerca de 40 bombas atingiram a aldeia no início da manhã Antonio Bronic/Reuters

Mais
24.nov.2014 - Mulher anda na frente de sua casa que foi danificada pelo bombardeio na vila Krasnyi Pakhar, perto de Donetsk, no leste da Ucrânia. Cerca de 40 bombas atingiram a aldeia no início da manhã Antonio Bronic/Reuters

Mais
24.nov.2014 - Trem carrega destroços do voo MH17, da Malaysia Airlines, em Kharkiv. Especialistas holandeses completaram neste domingo (23) a recuperação dos destroços no local do acidente, no leste da Ucrânia, e os enviaram para uma cidade controlada pelo governo em rota para a Holanda Sergey Bobok/AFP

Mais
21.nov.2014 - O símbolo nacional da Ucrânia foi montado com velas na praça da Independência, em Kiev, capital do país, nesta sexta-feira. As velas lembram o aniversário de um ano das manifestações e revoltas violentas separatistas Sergey Dolzhenko/EFE

Mais
21.nov.2014 - O presidente da Ucrânia, Petro Poroshenko, conversa com mulher durante evento em homenagem aos mortos das manifestações da praça de Maidan, que completam um ano. Poroshenko foi vaiado por parentes de dezenas de vítimas que morreram em confrontos com a polícia na época. Os protestos de Maidan levaram à queda do governo pró-russo de Viktor Yanukovich em fevereiro de 2014 Phil Noble/Reuters

Mais
17.nov.2014 - Homens armados pró-Rússia ficam de guarda em veículo montado com metralhadoras nesta segunda-feira (17) no centro da cidade ucraniana de Donetsk. De acordo com autoridades de segurança de Kiev, sete soldados ucranianos e três policiais foram mortos no leste da Ucrânia nas últimas 24 horas Menahem Kahana/ AFP

Mais
17.nov.2014 - Um homem caminha pelos escombros de um apartamento destruído nesta segunda-feira (17) durante um bombardeio no bairro de Kuibachevsky, em Donetsk, na Ucrânia. Mesmo com o acordo de cessar-fogo entre a Ucrânia e a Rússia, os ataques não pararam na região. O presidente ucraniano, Petro Poroshenko, declarou que seu país está "preparado para um cenário de guerra total", mas disse que preferia uma solução pacífica para o conflito, em entrevista ao jornal alemão Bild Menahem Kahana/ AFP

Mais
17.nov.2014 - Moradores analisam apartamentos destruídos nesta segunda-feira (17) durante um bombardeio no bairro de Kuibachevsky, em Donetsk, na Ucrânia. Mesmo com o acordo de cessar-fogo entre a Ucrânia e a Rússia, os ataques não pararam na região. O presidente ucraniano, Petro Poroshenko, declarou que seu país está "preparado para um cenário de guerra total", mas disse que preferia uma solução pacífica para o conflito, em entrevista ao jornal alemão Bild Menahem Kahana/ AFP

Mais
16.nov.2014 - Equipes que trabalham na recuperação dos destroços do voo MH 17, da Malaysia Airlanes (abatido sobre a Ucrânia em julho), colocam peça da aeronave em um vagão de trem, neste domingo, em Hrabove, leste do país. As peças encontradas serão analisadas por equipes holandesas Mstyslav Chernov/AP

Mais
14.nov.2014 - Um sacerdote ortodoxo solta pompas brancas, o símbolo da paz, ao lado de crianças durante uma cerimônia de juramento militar na catedral de Kiev, na Ucrânia, nesta sexta-feira (14). A tensão entre Rússia e Ucrânia está aumentando e de acordo com o primeiro-ministro ucraniano, Arseny Yatseniuk, a prioridade máxima da Ucrânia é construir um Exército forte o bastante para deter a agressão militar russa Sergei Supinsky/ AFP

Mais
12.nov.2014 - Um tanque militar trafega por rua de Donetsk, no leste da ucraniano. O Conselho de Segurança da ONU vai realizar uma reunião de emergência nesta quarta-feira (12) para discutir as recentes informações sobre uma incursão militar russa na Ucrânia Menahem Kahana/AFP

Mais
11.nov.2014 - Rebelde pró-Rússia caminha por escombros em rua de Donetsk, na Ucrânia. Os Estados Unidos advertiram a Rússia de que, se não rever seu empenho em "desestabilizar" o leste da Ucrânia e armar os separatistas pró-Rússia, "haverá mais consequências" Photomig/Efe

Mais
11.nov.2014 - Mulher coleta pertences remanescentes em sua casa, destruída em conflito entre forças ucranianas e rebeldes pró-Rússia, em Donetsk, no leste da Ucrânia. Os Estados Unidos advertiram a Rússia de que, se não rever seu empenho em "desestabilizar" o leste da Ucrânia e armar os separatistas pró-Rússia, "haverá mais consequências" Alexander Khudoteply/AFP

Mais
10.nov.2014 - Familiares e amigos de vítimas do voo MH17 da Malaysia Airlines que caiu na Ucrânia em julho prestam homenagens aos seus entes queridos em Amsterdã. O avião, que decolou da Holanda em direção a Kuala Lumpur, na Malásia, foi abatido por um míssil quando sobrevoava região da Ucrânia controlada por separatistas russos em 17 de julho, deixando 298 mortos Jasper Juinen/AP

Mais
10.nov.2014 - Familiares e amigos de vítimas do voo MH17 da Malaysia Airlines que caiu na Ucrânia em julho prestam homenagens aos seus entes queridos em Amsterdã. O avião, que decolou da Holanda em direção a Kuala Lumpur, na Malásia, foi abatido por um míssil quando sobrevoava região da Ucrânia controlada por separatistas russos em 17 de julho, deixando 298 mortos Jasper Juinen/AP

Mais
6.nov.2014 - Homem passa por uma área residencial danificada por um bombardeio em Donetsk, na Ucrânia. Dois adolescentes morreram nesta quinta-feira (6) quando ataques aéreos atingiram uma escola. Quatro crianças ficaram feridas. O ataque é apenas um exemplo dos flagrantes de violações do cessar-fogo entre o governo Ucraniano e rebeldes pró-Rússia Maxim Zmeyev/Reuters

Mais
6.nov.2014- Pais choram ao passar por campo de futebol onde dois adolescentes morreram nesta quinta-feira (6) quando ataques aéreos atingiram uma escola. Quatro crianças ficaram feridas. O ataque é apenas um exemplo dos flagrantes de violações do cessar-fogo entre o governo Ucraniano e rebeldes pró-Rússia Mstyslav Chernov/AP

Mais
6.nov.2014 - Pais de crianças mortas se abraçam em frente ao campo de futebol onde um bombardeio matou dois adolescentes em Donetsk (Ucrânia), nesta quinta-feira (6). Os ataques aéreos aconteceram nesta quarta-feira (5) em uma escola e deixou mais quatro crianças feridas. O ataque é apenas um exemplo dos flagrantes de violações do cessar-fogo entre o governo ucraniano e rebeldes pró-Rússia Mstyslav Chernov/ AP

Mais
5.nov.2014 - Um bombeiro apaga fogo de uma casa danificada após bombardeio em Donetsk, nesta quarta-feira (5), na Ucrânia. Dois civis, entre eles um adolescente de 14 anos, morreram nessa quarta com bombardeios em um campo de esportes de uma escola em Donetsk, leste rebelde da Ucrânia, segundo jornalistas da AFP Alexander Khudoteply/ AFP

Mais
5.nov.2014 - Um residente passa em frente de sua casa destruída após um bombardeio em Donetsk, na Ucrânia, nesta quarta-feira (5). Nesta quarta era possível ouvir tiroteios ao redor do aeroporto de Donetsk, onde as tropas do governo combatem há várias semanas as forças separatistas pró-Rússia. Uma coluna de fumaça era observada na localidade de Peski, sob controle do exército, em meio aos disparos de foguetes do tipo Grad e obuses. Dois soldados ucranianos morreram durante a manhã no leste do país e nove ficaram feridos, segundo o porta-voz das Forças Armadas, Andrei Lysenko Alexander Khudoteply/ AFP

Mais
5.nov.2014 - Vice-comandante das Forças Armadas Terrestres russas, general Alexander Lentsov (à esq.) sai de reunião em Donetsk, na Ucrânia, nesta quarta-feira (5), após discutir sobre cessar-fogo na região. A trégua, assinada em 5 de setembro, parece cada vez mais frágil desde que os rebeldes desafiaram o governo no domingo e organizaram eleições próprias que, segundo eles, legitimam os dois Estados autoproclamados de Donetsk e Lugansk Alexander Khudoteply/ AFP

Mais
4.nov.2014 - Militantes da autoproclamada república popular de Donetsk ficam de guarda nesta terça-feira (4) em frente ao teatro local antes da posse do recém eleito líder, Alexander Zakharchenko, na Ucrânia. Zakharchenko, mecânico de 38 anos, recebeu quase 800 mil votos, e a organização que ele lidera, República de Donetsk, venceu as eleições para o parlamento separatista (Soviete Supremo), informou ontem a Comissão Eleitoral Central Alexander Khudoteply/ AFP

Mais
3.nov.2014 - Idosa puxa carrinho com lenha perto do aeroporto de Donetsk, no leste da Ucrânia. A Rússia manifestou que respeita os resultados das eleições realizadas nas zonas controladas pelos rebeldes pró-Rússia em Donetsk e Lugansk. Já a Ucrânia considera as eleições ilegais, pois a lei de autogoverno que concede aos insurgentes três anos de autonomia já contemplava a convocação de eleições locais nas zonas rebeldes para o dia 7 de dezembro Dimitar Dilkoff/AFP

Mais
3.nov.2014 - Alexander Zakharchenko, o primeiro-ministro da auto-proclamada República Popular de Donetsk, na Ucrânia, votou na tarde deste domingo (2) nas eleições separatistas. Zakharchenko foi eleito nesta segunda-feira (3) como chefe da república de Donetsk ao receber mais de 765 mil votos, de acordo com informações da Comissão Eleitoral Central. O líder separatista lutou pela defesa de Donetsk desde a explosão da revolta militar e inclusive foi ferido nos combates com as forças leais a Kiev Alexander Khudoteply/ AFP

Mais
2.nov.2014 - Ucranianos fazem fila para votar durante as eleições realizadas para escolher os líderes e membros do legislativos das autoproclamadas repúblicas populares de Donetsk (RPD) e Lugansk (RPL), no leste da Ucrânia. Líderes rebeldes pró-Rússia afirmaram que as eleições, declaradas ilegais pelo governo da Ucrânia, são um "marco importante e mais um passo rumo à legitimação da RPD e suas autoridades" Dmitry Lovetsky/AP

Mais
2.nov.2014 - Alexandre Zakharchenko, líder separatista, registra seu voto durante eleições realizadas para escolher os líderes e membros do legislativos das autoproclamadas repúblicas populares de Donetsk (RPD) e Lugansk (RPL), no leste da Ucrânia. Líderes rebeldes pró-Rússia afirmaram que as eleições, declaradas ilegais pelo governo da Ucrânia, são um "marco importante e mais um passo rumo à legitimação da RPD e suas autoridades" Maxim Zmeyev/Reuters

Mais
2.nov.2014 - Mulher conta com a ajuda da filha para votar durante as eleições realizadas para escolher os líderes e membros do legislativos das autoproclamadas repúblicas populares de Donetsk (RPD) e Lugansk (RPL), no leste da Ucrânia. Líderes rebeldes pró-Rússia afirmaram que as eleições, declaradas ilegais pelo governo da Ucrânia, são um "marco importante e mais um passo rumo à legitimação da RPD e suas autoridades" Sergey Venyavsk/AFP

Mais
2.nov.2014 - Criança ajuda mãe a votar durante as eleições realizadas para escolher os líderes e membros do legislativos das autoproclamadas repúblicas populares de Donetsk (RPD) e Lugansk (RPL), no leste da Ucrânia. Líderes rebeldes pró-Rússia afirmaram que as eleições, declaradas ilegais pelo governo da Ucrânia, são um "marco importante e mais um passo rumo à legitimação da RPD e suas autoridades" Sergey Venyavsk/AFP

Mais
2.nov.2014 - Eleitores enfrentam filas durante as eleições realizadas para escolher os líderes e membros do legislativos das autoproclamadas repúblicas populares de Donetsk (RPD) e Lugansk (RPL), no leste da Ucrânia. Líderes rebeldes pró-Rússia afirmaram que as eleições, declaradas ilegais pelo governo da Ucrânia, são um "marco importante e mais um passo rumo à legitimação da RPD e suas autoridades" Anastasia Vlasova/Efe

Mais
2.nov.2014 - Manifestantes participam de ato em Kiev, na Ucrânia, contra as eleições ilegais para a escolha dos líderes das autoproclamadas repúblicas populares de Donetsk (RPD) e Lugansk (RPL), no leste ucranianos Sergey Dolzhenko/Efe

Mais
2.nov.2014 - Manifestantes participam de ato em Kiev, na Ucrânia, contra as eleições ilegais para a escolha dos líderes das autoproclamadas repúblicas populares de Donetsk (RPD) e Lugansk (RPL), no leste ucranianos Yury KirnichnyAFP

Mais
2.nov.2014 - Mulher observa cédula de votação durante as eleições realizadas para escolher os líderes e membros do legislativos das autoproclamadas repúblicas populares de Donetsk (RPD) e Lugansk (RPL), no leste da Ucrânia. Líderes rebeldes pró-Rússia afirmaram que as eleições, declaradas ilegais pelo governo da Ucrânia, são um "marco importante e mais um passo rumo à legitimação da RPD e suas autoridades" Dmitry Lovetsky/AP

Mais
2.nov.2014 - Yuriy Sivokonenko, candidato ao cargo de chefe da autodeclarada República Popular Donetsk, registra seu voto durante eleições realizadas para escolher os líderes e membros do legislativos do leste da Ucrânia. Líderes rebeldes pró-Rússia afirmaram que as eleições, declaradas ilegais pelo governo da Ucrânia, são um "marco importante e mais um passo rumo à legitimação da RPD e suas autoridades" Efe

Mais
2.nov.2014 - Menina olha cédulas de votação em urna de seção eleitoral durante eleições realizadas neste domingo (2) para escolher os líderes e membros do legislativos das autoproclamadas repúblicas populares de Donetsk (RPD) e Lugansk (RPL), no leste da Ucrânia. Líderes rebeldes pró-Rússia afirmaram que as eleições de hoje, declaradas ilegais pelo governo da Ucrânia, são um "marco importante e mais um passo rumo à legitimação da RPD e suas autoridades" Dmitry Lovetsky/AP

Mais
30.out.2014 - Negociadores de Ucrânia, Rússia e União Europeia assinaram um acordo nesta quinta-feira (30) para garantir que os ucranianos recebam gás dos russos durante o inverno, em Bruxelas, na Bélgica Emmanuel Dunand/AFP

Mais
29.out.2014 - Um garoto mostra estilhaços de próximo de um buraco feito por morteiro no vilarejo de Naberezhne, no leste da Ucrânia, nesta quarta-feira (29). O secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, lamentou os planos dos rebeldes separatistas ucranianos de realizar eleições neste fim de semana, dizendo que urnas minaram os acordos de paz Dimitar Dilkoff/AFP

Mais
26.out.2014 - Os responsáveis por uma comissão eleitoral esvaziaram as urnas em um posto de votação em Kiev, neste domingo (26). Os partidos pró-Ocidente conquistaram a maioria dos assentos do Parlamento ucraniano nas eleições, segundo pesquisas de boca de urna realizadas por três institutos diferentes. Nas projeções, os apoiadores do presidente Petro Poroshenko e outros quatro movimentos pró-Europa obtiveram cerca de 70% dos votos Glab Garanich/ Reuters

Mais
26.out.2014 - Os responsáveis por uma comissão eleitoral esvaziaram as urnas em um posto de votação em Kiev, neste domingo (26). Os partidos pró-Ocidente conquistaram a maioria dos assentos do Parlamento ucraniano nas eleições, segundo pesquisas de boca de urna realizadas por três institutos diferentes. Nas projeções, os apoiadores do presidente Petro Poroshenko e outros quatro movimentos pró-Europa obtiveram cerca de 70% dos votos Pilipey Roman/ EPA/EFE

Mais
26.out.2014 - O prefeito de Kiev, Vitali Klitschko, votou em um dos postos eleitorais durante as eleições parlamentares em Kramatorsk, região de Donetsk, na Ucrânia, neste domingo (26). Os ucranianos votaram por um parlamento pró-ocidental, oito meses após a mudança de poder motivada pela revolta popular, e, segundo as primeiras estimativas, relegaram aos representantes do antigo regime pró-Rússia pela primeira vez desde a independência da URSS em 1991 Andrii Skakodub/ Pool/ EFE/ EPA

Mais
26.out.2014 - Uma eleitora votou em um dos postos eleitorais durante as eleições parlamentares em Kramatorsk, na Ucrânia, neste domingo (26). O Ministério das Relações Exteriores da Rússia disse nesta segunda-feira que a eleição parlamentar na Ucrânia oferece uma chance para a paz no leste do país, mas que um alto número de parlamentares "nacionalistas" pode prejudicar o processo, informou a agência de notícias RIA Roman Pilipey/ EFE/ EPA

Mais
26.out.2014 - Militantes ucranianos votaram em um dos postos eleitorais durante as eleições parlamentares em Kramatorsk, na Ucrânia, neste domingo (26). Apesar do boicote dos separatistas pró-Rússia, a CEC (Comissão Eleitoral Central da Ucrânia ) declarou as eleições legislativas válidas. "Temos todos os argumentos a nosso favor para declarar que as eleições são válidas. Nem uma só força política dentro ou fora do país pode pôr em dúvida os resultados eleitorais", disse a vice-presidente da CEC, Janna Usenko-Chernaya, em entrevista coletiva Roman Pilipey/ EFE/ EPA

Mais
26.out.2014 - Um dos eleitores foi votar fantasiado do personagem Darth Vader, da série de filmes Guerra nas Estrelas, em um posto de votação em Kiev, na Ucrânia, neste domingo (26). O vilão dos filmes tentou ser candidato oficial do Partido da Internet Ucraniano, mas a comissão eleitoral rejeitou a candidatura do personagem as eleições Zurab Dzhavakhadze/ Tass/ Zumapress/ Xinhua

Mais
26.out.2014 - Presidente da Ucrânia, Petro Poroshenko, foi as urnas em eleição para o Parlamento neste domingo (26), em Kramatorsk. Segundo os prognósticos, a eleição deverá eleger um Parlamento pró-Ocidente, e com isso reforçar a posição do presidente para tentar dar um fim ao conflito separatista no leste do país. O resultado, no entanto, pode deteriorar ainda mais as relações entre Ucrânia e Rússia Ukrainian Presidential Press Service/Mikhail Palinchak/Handout via Reuters

Mais
26.out.2014 - Mulher deposita seu voto em urna, enquanto soldados ucranianos esperaram por sua vez, em eleição para o Parlamento neste domingo (26), em Kiev. Segundo os prognósticos, a eleição deverá eleger um Parlamento pró-Ocidente, e com isso reforçar a posição do presidente Petro Poroshenko para tentar dar um fim ao conflito separatista no leste do país. O resultado, no entanto, pode deteriorar ainda mais as relações entre Ucrânia e Rússia Gleb Garanich/Reuters

Mais
25.out.2014 - Voluntário remove propaganda eleitoral na véspera das eleições parlamentares, em Kiev, na Ucrânia, neste sábado (25) Zurab Dzhavakhadze/Zumapress/Xinhua

Mais
25.out.2014 - Mulher passa ferro em bandeiras da Ucrânia para acabar de preparar o local de votação para as eleições ucranianas em Kiev, neste sábado (25). Os separatistas pró-Rússia vão organizar boicotes em 15 das 32 zonas eleitorais existentes nas regiões de Donetsk e Lugansk, controladas por eles, durante as eleições legislativas que serão realizadas no domingo (26) na Ucrânia Vasily Maximov/ AFP

Mais
25.out.2014 - Homens trabalham com os preparativos finais para as eleições na Ucrânia em Kiev, neste sábado (25). No total, cerca de cinco milhões de eleitores, de um total de 36 milhões no país, não poderão votar domingo (26) na Crimeia, anexada à Rússia em março, e nas áreas controladas pelos separatistas na região mineradora de Donbass Sergei Chuazavkov/ AP

Mais
25.out.2014 - Soldados do exército ucraniano ficam de guarda enquanto funcionário organiza cédulas para as eleições do país em Volnovakha, uma aldeia que está na linha de frente dos combates entre as forças governamentais e rebeldes pró-Rússia, neste sábado (25) Dmitry Lovetsky/ AP

Mais
24.out.2014 - Pessoas caminham entre destroços de um mercado de Kouybichev, perto do aeroporto de Donetsk, na Ucrânia, que foi atingido por um bombas de ataques aéreos nesta sexta-feira (24). Os conflitos entre militantes pró-Rússia e ucranianos fez com que mais de 824 mil pessoas a abandonassem suas casas em território ucraniano, de acordo com dados divulgados pela agência de refugiados da ONU (Organização das Nações Unidas) Dominique Faget/ AFP

Mais
23.out.2014 - Um membro da Osce (Organização para Segurança e Cooperação na Europa) em missão na Ucrânia checa as funções de um drone antes de teste de voo, próximo a cidade de Mariupol, no leste da Ucrânia, nesta quinta-feira (23). O veículo não tripulado da Osce será usado durante missão de monitoramento do acordo de trégua apoiado por Moscou entre a Ucrânia e os separatistas pró-russos na região de Donetsk Dmitry Lovetsky/AP

Mais
23.out.2014 - Soldado ucraniano carrega uma bomba que não detonou durante os trabalhos de remoção de minas em um campo perto da zona de Novoazovsk, nas proximidades da cidade de Mariupol, na Ucrânia, nesta quinta-feira (23). No próximo domingo (26), a Ucrânia realizará suas primeiras eleições legislativas desde a mudança de poder, ocorrida em fevereiro, imersa em um conflito armado no leste do país, onde os separatistas pró-Rússia boicotarão a votação nas regiões em seu controle Alezander Khudoteply/ AFP

Mais
23.out.2014 - Combatentes separatistas pró-Rússia revistam entrada de abrigo onde famílias têm vivido durante os meses de confronto entre ucranianos e russos na aldeia de Petrovski, próxima ao centro de Donetsk, nesta quinta-feira (23). No próximo domingo (26), a Ucrânia realizará suas primeiras eleições legislativas desde a mudança de poder, ocorrida em fevereiro, imersa em um conflito armado no leste do país, onde os separatistas pró-Rússia boicotarão a votação nas regiões em seu controle Dominique Faget/ AFP

Mais
23.out.2014 - Um menino olha para fora da porta de um abrigo onde pessoas buscam refúgio dos bombardeios constantes em Petrovski, próximo a Donetsk, na Ucrânia, nesta quinta-feira (23). No próximo domingo (26), a Ucrânia realizará suas primeiras eleições legislativas desde a mudança de poder, ocorrida em fevereiro, imersa em um conflito armado no leste do país, onde os separatistas pró-Rússia boicotarão a votação nas regiões em seu controle Dominique Faget/ AFP

Mais
23.out.2014 - Crianças sentam em sofá de um abrigo onde pessoas se alojam na busca de refúgio dos bombardeios constantes em Petrovski, próximo a Donetsk, na Ucrânia, nesta quinta-feira (23). No próximo domingo (26), a Ucrânia realizará suas primeiras eleições legislativas desde a mudança de poder, ocorrida em fevereiro, imersa em um conflito armado no leste do país, onde os separatistas pró-Rússia boicotarão a votação nas regiões em seu controle Dominique Faget/ AFP

Mais
21.out.2014 - Crianças brincam nas ruas de Kiev, na Ucrânia, com tanques de rebeldes pró-russos que foram interceptados pelo exército ucraniano. A Ucrânia solicitou um empréstimo de dois milhões de euros a Comissão Europeia para cumprir o projeto de lei de importação de gás russo para solucionar a crise na região Tatyana Zenkovich/EFE

Mais
21.out.2014 - Crianças brincam nas ruas de Kiev, na Ucrânia, com tanques de rebeldes pró-russos que foram interceptados pelo Exército ucraniano. A Ucrânia solicitou um empréstimo de 2 milhões de euros à Comissão Europeia para cumprir o projeto de lei de importação de gás russo para solucionar a crise na região Tatyana Zenkovich/EFE

Mais
21.out.2014 - O candidato oficial do Partido da Internet Ucraniano, vestido com o traje de Darth Vader, personagem da saga Guerra nas Estrelas, participa de um comício em Kiev, Ucrânia. A comissão eleitoral rejeitou a candidatura do personagem as eleições Sergey Dolzhenko/EFE

Mais
17.out.2014 - Os presidentes do "quarteto da Normandia", o russo Vladimir Putin (à esq.), o francês François Hollande (ao centro), o ucraniano Petro Poroshenko (à dir.) e a chanceler alemã Angela Merkel (de costas), realizaram uma mesa redonda para tratar da crise na Ucrânia nesta sexta-feira (17), em Milão, na Itália. A chanceler alemã deu declarações pessimistas, ao afirmar que a conversa com Putin não tinham levado a um avanço. "Não posso ver avanços aqui, de modo algum, até agora", disse Merkel Alexey Nikolsky/ Ria Novosti/ Kremilin Pool/ EFE

Mais
17.out.2014 - O presidente russo, Vladimir Putin, cumprimenta o mandatário ucraniano, Petro Poroshenko, em reunião realizada durante a cúpula Ásia-Europa para resolver a crise ucraniana, em Milão (Itália), nesta sexta-feira (17) Daniel Dal Zennaro/Efe

Mais
16.out.2014 - Membros do grupo ativista Femen (incluindo a líder da organização, Inna Shevchenko, à esquerda) protestam na praça del Duomo, diante da catedral de Milão, contra a participação da Rússia na guerra no leste da Ucrânia, em razão da participação do presidente russo, Vladimir Putin, no 10º Encontro Ásia-Europa, nesta quinta-feira (16). Putin e o presidente ucraniano, Petro Poroshenko, terão, no primeiro dia da cúpula, o terceiro encontro desde o início das tensões na Ucrânia Marco Bertorello/AFP

Mais
14.out.2014 - Nacionalistas ucranianos e militares do batalhão de Azov fazem protesto em Kiev, capital da Ucrânia, nesta terça-feira (14), para marcar a fundação do UPA (Exército Insurgente Ucraniano), um movimento de resistência paramilitar formado em 1943 para lutar pela independência contra forças polonesas, soviéticas e alemãs no oeste da Ucrânia. O UPA é historicamente polêmico, pois é idolatrado por nacionalistas ucranianos, mas desprezado pela Rússia por colaborar com forças nazistas e lutar contra o Exército soviético Genya Savilov/AFP

Mais
14.out.2014 - Combatentes do batalhão de Azov lançam sinalizadores durante marcha em Kiev, na Ucrânia, para comemorar o aniversário de 72 anos do UPA (Exército Insurgente Ucraniano), um movimento de resistência paramilitar formado em 1943 para lutar pela independência contra forças polonesas, soviéticas e alemãs no oeste da Ucrânia. O UPA é historicamente polêmico, pois é idolatrado por nacionalistas ucranianos, mas desprezado pela Rússia por colaborar com forças nazistas e lutar contra o Exército soviético Sergei Chuzavkov/AP

Mais
14.out.2014 - Combatentes do batalhão de Azov lançam sinalizadores durante marcha em Kiev, na Ucrânia, para comemorar o aniversário de 72 anos do UPA (Exército Insurgente Ucraniano), um movimento de resistência paramilitar formado em 1943 para lutar pela independência contra forças polonesas, soviéticas e alemãs no oeste da Ucrânia. O UPA é historicamente polêmico, pois é idolatrado por nacionalistas ucranianos, mas desprezado pela Rússia por colaborar com forças nazistas e lutar contra o Exército soviético Gleb Garanich/Reuters

Mais
14.out.2014 - Combatentes do batalhão de Azov lançam sinalizadores durante marcha em Kiev, na Ucrânia, para comemorar o aniversário de 72 anos do UPA (Exército Insurgente Ucraniano), um movimento de resistência paramilitar formado em 1943 para lutar pela independência contra forças polonesas, soviéticas e alemãs no oeste da Ucrânia. O UPA é historicamente polêmico, pois é idolatrado por nacionalistas ucranianos, mas desprezado pela Rússia por colaborar com forças nazistas e lutar contra o Exército soviético Gleb Garanich/Reuters

Mais
14.out.2014 - Rebeldes pró-Rússia atiram em direção a um povoado ucraniano nos arredores do aeroporto internacional Sergey Prokofiev, em Donetsk, no leste da Ucrânia, nesta terça-feira (14). Cinco civis morreram nesta terça-feira e outros dez ficaram feridos devido ao impacto de foguetes supostamente lançados por milicianos pró-Rússia contra um povoado da região rebelde ucraniana de Donetsk, informou a imprensa local Dmitry Lovetsky/AP

Mais
14.out.2014 - Manifestantes tomam ruas de Kiev, capital da Ucrânia, em ato político do partido ultranacionalista Svoboda (Liberdade). Ativistas entraram em confronto com a polícia em frente ao Parlamento do país, que debatia proposta para o reconhecimento de integrantes de guerrilha ucraniana como heróis nacionais Anatolii Stepanov/AFP

Mais
14.out.2014 - Manifestantes tomam ruas de Kiev, capital da Ucrânia, em ato político do partido ultranacionalista Svoboda (Liberdade). Ativistas entraram em confronto com a polícia em frente ao Parlamento do país, que debatia proposta para o reconhecimento de integrantes de guerrilha ucraniana como heróis nacionais Anatolii Stepanov/AFP

Mais
14.out.2014 - Manifestantes entram em confronto com a polícia em Kiev. Um protesto pela aprovação de lei que reconhece como heróis nacionais integrantes do Exército Insurgente ucraniano, que lutou na Segunda Guerra Mundial contra o Exército Vermelho, contou com a participação de apoiadores do partido ultranacionalista Svoboda (Liberdade) e de outras organizações de extrema-direita Genya Savilov/AFP

Mais
14.out.2014 - Manifestantes entram em confronto com a polícia em Kiev. Um protesto pela aprovação de lei que reconhece como heróis nacionais integrantes do Exército Insurgente ucraniano, que lutou na Segunda Guerra Mundial contra o Exército Vermelho, contou com a participação de apoiadores do partido ultranacionalista Svoboda (Liberdade) e de outras organizações de extrema-direita Gleb Garanich/Reuters

Mais
14.out.2014 - Manifestantes tomam ruas de Kiev, capital da Ucrânia, em ato político do partido ultranacionalista Svoboda (Liberdade). Ativistas entraram em confronto com a polícia em frente ao Parlamento do país, que debatia proposta para o reconhecimento de integrantes de guerrilha ucraniana como heróis nacionais Sergei Chuzavkov/AP

Mais
14.out.2014 - Manifestantes entram em confronto com a polícia durante ato político do partido ultranacionalista Svoboda (Liberdade). Os confrontos ocorreram em frente ao Parlamento do país. Os ativistas exigem a aprovação de uma lei que reconheça como heróis nacionais integrantes do Exército Insurgente ucraniano, que lutou na Segunda Guerra Mundial contra o Exército Vermelho Sergei Chuzavkov/AP

Mais
14.out.2014 - Manifestantes entram em confronto com a polícia durante ato político do partido ultranacionalista Svoboda (Liberdade). Os confrontos ocorreram em frente ao Parlamento do país. Os ativistas exigem a aprovação de uma lei que reconheça como heróis nacionais integrantes do Exército Insurgente ucraniano, que lutou na Segunda Guerra Mundial contra o Exército Vermelho Sergei Chuzavkov/AP

Mais
14.out.2014 - Manifestantes entram em confronto com a polícia durante ato político do partido ultranacionalista Svoboda (Liberdade). Os confrontos ocorreram em frente ao Parlamento do país. Os ativistas exigem a aprovação de uma lei que reconheça como heróis nacionais integrantes do Exército Insurgente ucraniano, que lutou na Segunda Guerra Mundial contra o Exército Vermelho Gleb Garanich/Reuters

Mais
14.out.2014 - Manifestantes entram em confronto com a polícia durante ato político do partido ultranacionalista e de extrema-direita Svoboda (Liberdade). Os confrontos ocorreram em frente ao Parlamento do país. Os ativistas exigem a aprovação de uma lei que reconheça como heróis nacionais integrantes do Exército Insurgente ucraniano, que lutou na Segunda Guerra Mundial contra o Exército Vermelho Maxim Marusenko/EFE

Mais
13.out.2014 - Militante de Donetsk, na Ucrânia, observa, nesta segunda-feira (13), objetos de passageiros do voo MH17 da Malaysia Airlines derrubado em julho. De acordo com a imprensa holandesa, os pertences que ainda estão no local do acidente serão enviados para os familiares dos passageiros Shamil Zhumatov/Reuters

Mais
12.out.2014 - Ucranianos acendem velas para formar as frases "Glória para a Ucrânia; Glória aos Heróis" durante ato na praça da Independência em Kiev, capital do país, neste domingo (12). A manifestação foi feita em apoia aos militares ucranianos que estão nos conflitos no leste do país, e também uma homenagem às vítimas dos protestos contra o movimento pró-Rússia do início do ano Genya Savilov/AFP

Mais
12.out.2014 - Neste domingo (12), integrantes de um batalhão ucraniano acompanharam uma missa em Mariupol, no leste do país. A tensão na região deve diminuir depois que o presidente russo, Vladimir Putin, ordenou a retirada das tropas de seu país da fronteira com a Ucrânia Alexander Khudoteply/AFP

Mais
10.out.2014 - Mulher passa ao lado de seu carro destruído no quintal de sua casa após bombardeio em Donetsk, no leste da Ucrânia. A cidade é controlada por rebeldes pró-Rússia, que estão em confronto contra forças ucranianas Dmitry Lovetsky/AP

Mais
10.out.2014 - Bombeiros inspecionam casa incendiada após bombardeio em Donetsk, no leste da Ucrânia. A cidade é controlada por rebeldes pró-Rússia, que estão em confronto contra forças ucranianas Dmitry Lovetsky/AP

Mais
10.out.2014 - Ludmila Pavlovna se agacha enquanto seu filho corre em frente de sua casa que foi bombardeara na cidade de Donetsk, no leste da Ucrânia, nesta sexta-feira (10). Três civis morreram e cinco ficaram feridos nas últimas 24 horas em Donetsk, reduto da rebelião separatista pró-Rússia, de acordo com a prefeitura. A situação permanece tensa na região, com explosões no bairro Kievski, próximo do aeroporto local, cenário de combates intensos entre o exército e os separatistas Dmitry Lovetsky/ AP

Mais
9.out.2014 - Soldados separatistas pró-Rússia fazem pausa perto do aeroporto internacional de Donetsk, na Ucrânia, onde continua a luta entre forças ucranianas e russas nesta quinta-feira (9). Cinco civis e um militar morreram nas últimas 24 horas em Donetsk durante os combates entre o exército ucraniano e os insurgentes pró-Rússia, apesar da trégua decretada há um mês, de acordo com a Prefeitura John MacDougall/ AFP

Mais
9.out.2014 - Fumaça toma conta de área residencial após bombardeio perto do aeroporto internacional de Sergey Prokofiev durante combates entre separatistas pró-Rússia e forças do governo da Ucrânia em Donetsk, na Ucrânia, nesta quinta-feira (9). Cinco civis e um militar morreram nas últimas 24 horas na cidade durante os combates, mesmo com a trégua decretada há um mês, de acordo com a Prefeitura Shamil Zhumatov/ Reutes

Mais
9.out.2014 - Um bombeiro tenta apagar as chamas em casa destruída por bombardeios na cidade de Donetsk, Ucrânia, nesta quinta-feira (9). As tropas ucranianas e as milícias separatistas pró-Rússia continuam os combates nas proximidades do aeroporto internacional da cidade de Donetsk, principal reduto dos separatistas no leste da Ucrânia, informaram nesta terça-feira o comando dos rebeldes e as autoridades de Kiev Dmitry Lovetsky/ AP

Mais
9.out.2014 - Trabalhadores descarregam caixas de ajuda do Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF) de um caminhão em Donetsk, na Ucrãnia, nesta quinta-feira (9). Os pacotes estão sendo armazenados em um depósito temporário antes de serem distribuídos aos moradores locais que estão sofrendo com confrontos entre tropas ucranianas e as milícias separatistas pró-russas John Macdougall/ AFP

Mais
8.out.2014 - Membros da Guarda Nacional carregam caixões durante um funeral de soldados não identificados das forças militares pró-Ucrânia, que morreram ao tomar parte no conflito na região leste, em um cemitério em Dnipropetrovsk (a quarta maior cidade do país), nesta quarta-feira (8) Sergei Isaev/Reuters

Mais
7.out.2014 - Um homem olha os estragos em sua casa causados pelos bombardeios na cidade de Donetsk, Ucrânia, nesta terça-feira (7). As tropas ucranianas e as milícias separatistas pró-russas continuam os combates nas proximidades do aeroporto internacional da cidade de Donetsk, principal reduto dos separatistas no leste da Ucrânia, informaram nesta terça-feira o comando dos rebeldes e as autoridades de Kiev. Segundo a Prefeitura da cidade, nas últimas 24 horas, quatro civis morreram como consequência dos bombardeios Shamil Zhumatov/ Reuters

Mais
7.out.2014 - Um homem se ajoelha ao ver seu carro queimado após bombardeio na cidade de Donetsk, Ucrânia, nesta terça-feira (7). As tropas ucranianas e as milícias separatistas pró-russas continuam os combates nas proximidades do aeroporto internacional da cidade de Donetsk, principal reduto dos separatistas no leste da Ucrânia, informaram nesta terça-feira o comando dos rebeldes e as autoridades de Kiev. Segundo a Prefeitura da cidade, nas últimas 24 horas, quatro civis morreram como consequência dos bombardeios Dmitry Lovetsky/ AP

Mais
7.out.2014 - Um prédio ficou destruído após bombardeio na cidade de Donetsk, Ucrânia, nesta terça-feira (7). As tropas ucranianas e as milícias separatistas pró-russas continuam os combates nas proximidades do aeroporto internacional da cidade de Donetsk, principal reduto dos separatistas no leste da Ucrânia, informaram nesta terça-feira o comando dos rebeldes e as autoridades de Kiev. Segundo a Prefeitura da cidade, nas últimas 24 horas, quatro civis morreram como consequência dos bombardeios John MacDougall/ AFP

Mais
7.out.2014 - Um soldado ucraniano sobe em tanque na base próxima a cidade de Debaltseve, na região de Donetsk, na segunda-feira (6). Militares do batalhão pró-Ucrânia em St. Maria participaram de circuito de exercícios. Pelo menos 80 soldados e civis ucranianos morreram nos combates no último mês de "cessar-fogo", e disparos com armas pesadas ainda eram ouvidos nesta segunda perto do aeroporto de Donetsk, local que rebeldes separatistas pró-russos tentam dominar. O porta-voz do exército ucraniano, Andrii Lysenko, informou que um soldado morreu e 13 ficaram feridos nas últimas 24 horas Anatolii Boiko/ AFP

Mais
7.out.2014 - Ativistas jogaram tomates em retratos dos deputados que não foram na votação das leis anticorrupção, em frente ao Parlamento da Ucrânia, em Kiev, nesta terça-feira (7). O governo deu o primeiro passo para garantir nova legislação para acabar com a corrupção, na esperança de aliviar o descontentamento público antes das eleições Valentyn Ogirenko/ Reuters

Mais
6.out.2014 - Membros de batalhão pró-Ucrânia participam de exercícios militares com um machado perto da cidade de Mariupol, no leste da Ucrânia, nesta segunda-feira (6) Alexander Khudoteply/AFP

Mais
6.out.2014 - Militares do batalhão pró-Ucrânia em St. Maria participam de exercícios militares perto da cidade ucraniana de Mariupo nesta segunda-feira (6). Enquanto pelo menos 80 soldados e civis ucranianos morreram nos combates no último mês de "cessar-fogo", disparos com armas pesadas ainda eram ouvidos nesta segunda perto do aeroporto de Donetsk, local que rebeldes separatistas pró-russos tentam dominar. O porta-voz do exército ucraniano, Andrii Lysenko, informou que um soldado morreu e 13 ficaram feridos nas últimas 24 horas Alexander Khudoteply/ AFP

Mais
4.out.2014 - Casa e carro ficam destruídos após combates entre rebeldes pró-russo e as forças do governo em Donetsk, na Ucrânia, neste sábado (4) Shamil Zhumatov/Reuters

Mais
3.out.2014 - Militares ucranianos fazem vigilância em um posto de controla fora da cidade de Mariupol, na Ucrânia. Tropas ucranianas e rebeldes pró-Rússia entraram em confronto nesta sexta Alexander Khudoteply/AFP

Mais
3.out.2014 - Homem anda entre os escombros de casas destruídas por bombardeios na aldeia de Peski, nos subúrbios de Donetsk, na Ucrânia. Tropas ucranianas e rebeldes pró-Rússia entraram em confronto nesta sexta Anatolii Boiko/AFP

Mais
3.out.2014 - Homem anda sobre os escombros de uma casa destruída por bombardeios na aldeia de Peski, nos subúrbios de Donetsk, na Ucrânia. Tropas ucranianas e rebeldes pró-Rússia entraram em confronto nesta sexta Anatolii Boiko/AFP

Mais
3.out.2014 - Anatoly Nosvo, 65, mostra como sua casa ficou danificada após bombardeio na última quinta-feira (2) na aldeia de Pisky, perto de Donetsk, na Ucrânia. A Ucrânia acusou as forças russas nesta sexta-feira (3) de ajudar os separatistas a aumentas a pressão sobre as tropas do governo ao bloquear o acesso e bombardear o principal aeroporto da cidade de Donetsk, ameaçando o frágil cessar-fogo da guerra David Mdzinarishvili/ Reuters

Mais
2.out.2014 - Coluna de fumaça sobe na região em que foi registrada uma explosão em Donetsk, na Ucrânia. Continua a luta pelo controle do aeroporto da cidade entre o Exército e insurgentes que buscam a independência Konstantin Sazonchik/Tass/Zuma Wire/Zumapress/Xinhua

Mais
2.out.2014 - Um soldado do batalhão pró-ucrânia em dispara um lança-granada durante um exercício militar perto da cidade ucraniana de Mariupol nesta quinta-feira (2) Alexandre Khudoteply/ AFP

Mais
2.out.2014 - Um soldado do batalhão pró-ucrânia faz o sinal de paz e amor durante um exercício militar perto da cidade ucraniana de Mariupol nesta quinta-feira (2) Alexandre Khudoteply/ AFP

Mais
2.out.2014 - Um gatinho se senta em frente de um veículo queimado por um bombardeio que aconteceu no distrito de Oktyabrsky, em Donetsk, na Ucrânia, nesta quinta-feira (2). As autoridades da Ucrânia e os rebeldes pró-Rússia dizem ambos ter o controle sobre o aeroporto da cidade de Donetsk, no leste do país, onde os combates que começaram nesta manhã continuam, segundo reconheceram os dois grupos John Macdougall/ AFP

Mais
2.out.2014 - Um morador mostra onde uma bomba caiu destruindo o quintal de sua casa no distrito de Oktyabrsky, em Donetsk, na Ucrânia, ao lado do aeroporto local nesta quinta-feira (2). As autoridades da Ucrânia e os rebeldes pró-Rússia dizem ambos ter o controle sobre o aeroporto da cidade de Donetsk, no leste do país, onde os combates que começaram nesta manhã continuam, segundo reconheceram os dois grupos. O porta-voz do Conselho de Segurança Nacional e Defesa (CSND) ucraniano, Andrei Lisenko, desmentiu a informação divulgada pelos sublevados e assegurou que "todo o território do aeroporto de Donetsk continua sob o controle dos militares ucranianos" John Macdougall/ AFP

Mais
2.out.2014 - Um morador mostra ondeuma bomba caiu destruindo sua casa no distrito de Oktyabrsky, em Donetsk, na Ucrânia, ao lado do aeroporto local nesta quinta-feira (2). As autoridades da Ucrânia e os rebeldes pró-Rússia dizem ambos ter o controle sobre o aeroporto da cidade de Donetsk, no leste do país, onde os combates que começaram nesta manhã continuam, segundo reconheceram os dois grupos.As milícias separatistas lançaram no começo da manhã um ataque contra o aeroporto. Os rebeldes atacaram quatro vezes as posições ucranianas dentro do aeroporto durante o dia de ontem, e segundo o porta-voz das forças de Kiev, Vladislav Selezniov, chegaram a tomar um de seus dois terminais, embora depois tenham sido expulsos do prédio pelos paraquedistas ucranianos John Macdougall/ AFP

Mais
2.out.2014 - Fumaça toma conta do céu na cidade de Donetsk, na Ucrânia, após um bombardeiro nas proximidades do aeroporto local, nesta quinta-feira (2). As autoridades da Ucrânia e os rebeldes pró-Rússia dizem ambos ter o controle sobre o aeroporto da cidade de Donetsk, no leste do país, onde os combates que começaram nesta manhã continuam, segundo reconheceram os do