Informações sobre o álbums
  • editoria:
  • galeria:
  • link: http://noticias.uol.com.br/album/2018/02/08/conheca-os-caes-de-chernobyl-que-sao-tratados-por-uma-ong-na-zona-de-exclusao.htm
  • totalImagens: 17
  • fotoInicial: 1
  • imagePath:
  • baixaResolucao: 0
  • ordem: ASC
  • legendaPos:
  • timestamp: 20180208185130
    • Ucrânia [5625]; Chernobyl [12107];
    • Notícias [35976]; Internacional - Notícias [35978]; Cachorro [9586]; radiação [50662];
Fotos

A ONG americana Clean Futures Fund desenvolve um projeto para cuidar dos cães abandonados dentro da zona de exclusão de Chernobyl. A ideia é vacinar, castrar e prestar cuidados médicos aos cachorros que vivem na área contaminada. O objetivo, no futuro, é convencer o governo ucraniano de que eles são seguros para adoção Reprodução/CFF Mais

A ONG americana Clean Futures Fund desenvolve um projeto para cuidar dos cães abandonados dentro da zona de exclusão de Chernobyl. A ideia é vacinar, castrar e prestar cuidados médicos aos cachorros que vivem na área contaminada. O objetivo, no futuro, é convencer o governo ucraniano de que eles são seguros para adoção Reprodução/CFF Mais

A ONG americana Clean Futures Fund desenvolve um projeto para cuidar dos cães abandonados dentro da zona de exclusão de Chernobyl. A ideia é vacinar, castrar e prestar cuidados médicos aos cachorros que vivem na área contaminada. O objetivo, no futuro, é convencer o governo ucraniano de que eles são seguros para adoção Reprodução/CFF Mais

A ONG americana Clean Futures Fund desenvolve um projeto para cuidar dos cães abandonados dentro da zona de exclusão de Chernobyl. A ideia é vacinar, castrar e prestar cuidados médicos aos cachorros que vivem na área contaminada. O objetivo, no futuro, é convencer o governo ucraniano de que eles são seguros para adoção Reprodução/CFF Mais

A ONG americana Clean Futures Fund desenvolve um projeto para cuidar dos cães abandonados dentro da zona de exclusão de Chernobyl. A ideia é vacinar, castrar e prestar cuidados médicos aos cachorros que vivem na área contaminada. O objetivo, no futuro, é convencer o governo ucraniano de que eles são seguros para adoção Reprodução/CFF Mais

A ONG americana Clean Futures Fund desenvolve um projeto para cuidar dos cães abandonados dentro da zona de exclusão de Chernobyl. A ideia é vacinar, castrar e prestar cuidados médicos aos cachorros que vivem na área contaminada. O objetivo, no futuro, é convencer o governo ucraniano de que eles são seguros para adoção Reprodução/CFF Mais

A ONG americana Clean Futures Fund desenvolve um projeto para cuidar dos cães abandonados dentro da zona de exclusão de Chernobyl. A ideia é vacinar, castrar e prestar cuidados médicos aos cachorros que vivem na área contaminada. O objetivo, no futuro, é convencer o governo ucraniano de que eles são seguros para adoção Reprodução/CFF Mais

A ONG americana Clean Futures Fund desenvolve um projeto para cuidar dos cães abandonados dentro da zona de exclusão de Chernobyl. A ideia é vacinar, castrar e prestar cuidados médicos aos cachorros que vivem na área contaminada. O objetivo, no futuro, é convencer o governo ucraniano de que eles são seguros para adoção Reprodução/CFF Mais

A ONG americana Clean Futures Fund desenvolve um projeto para cuidar dos cães abandonados dentro da zona de exclusão de Chernobyl. A ideia é vacinar, castrar e prestar cuidados médicos aos cachorros que vivem na área contaminada. O objetivo, no futuro, é convencer o governo ucraniano de que eles são seguros para adoção Reprodução/CFF Mais

A ONG americana Clean Futures Fund desenvolve um projeto para cuidar dos cães abandonados dentro da zona de exclusão de Chernobyl. A ideia é vacinar, castrar e prestar cuidados médicos aos cachorros que vivem na área contaminada. O objetivo, no futuro, é convencer o governo ucraniano de que eles são seguros para adoção Reprodução/CFF Mais

A ONG americana Clean Futures Fund desenvolve um projeto para cuidar dos cães abandonados dentro da zona de exclusão de Chernobyl. A ideia é vacinar, castrar e prestar cuidados médicos aos cachorros que vivem na área contaminada. O objetivo, no futuro, é convencer o governo ucraniano de que eles são seguros para adoção Reprodução/CFF Mais

A ONG americana Clean Futures Fund desenvolve um projeto para cuidar dos cães abandonados dentro da zona de exclusão de Chernobyl. A ideia é vacinar, castrar e prestar cuidados médicos aos cachorros que vivem na área contaminada. O objetivo, no futuro, é convencer o governo ucraniano de que eles são seguros para adoção Reprodução/CFF Mais

A ONG americana Clean Futures Fund desenvolve um projeto para cuidar dos cães abandonados dentro da zona de exclusão de Chernobyl. A ideia é vacinar, castrar e prestar cuidados médicos aos cachorros que vivem na área contaminada. O objetivo, no futuro, é convencer o governo ucraniano de que eles são seguros para adoção Reprodução/CFF Mais

A ONG americana Clean Futures Fund desenvolve um projeto para cuidar dos cães abandonados dentro da zona de exclusão de Chernobyl. A ideia é vacinar, castrar e prestar cuidados médicos aos cachorros que vivem na área contaminada. O objetivo, no futuro, é convencer o governo ucraniano de que eles são seguros para adoção Reprodução/CFF Mais

A ONG americana Clean Futures Fund desenvolve um projeto para cuidar dos cães abandonados dentro da zona de exclusão de Chernobyl. A ideia é vacinar, castrar e prestar cuidados médicos aos cachorros que vivem na área contaminada. O objetivo, no futuro, é convencer o governo ucraniano de que eles são seguros para adoção Reprodução/CFF Mais

A ONG americana Clean Futures Fund desenvolve um projeto para cuidar dos cães abandonados dentro da zona de exclusão de Chernobyl. A ideia é vacinar, castrar e prestar cuidados médicos aos cachorros que vivem na área contaminada. O objetivo, no futuro, é convencer o governo ucraniano de que eles são seguros para adoção Reprodução/CFF Mais

A ONG americana Clean Futures Fund desenvolve um projeto para cuidar dos cães abandonados dentro da zona de exclusão de Chernobyl. A ideia é vacinar, castrar e prestar cuidados médicos aos cachorros que vivem na área contaminada. O objetivo, no futuro, é convencer o governo ucraniano de que eles são seguros para adoção Reprodução/CFF Mais

Conheça os cães de Chernobyl que são tratados por uma ONG na zona de exclusão

Últimos álbuns de Notícias

UOL Cursos Online

Todos os cursos