Informações sobre o álbums
  • editoria:
  • galeria:
  • link: http://noticias.uol.com.br/ciencia/album/2016/03/09/lagrimas.htm
  • totalImagens: 10
  • fotoInicial: 1
  • imagePath:
  • baixaResolucao: 0
  • ordem: ASC
  • legendaPos:
  • timestamp: 20160309060000
    • SP [5110]; RJ [5105]; ES [5099]; MG [5097]; RS [5107]; SC [5101]; PR [5103]; MT [5095]; MS [5090]; GO [5323]; DF [5294]; BA [5093]; SE [5078]; AL [5080]; PB [5311]; PE [5313]; RN [5317]; CE [5315]; PI [5321]; MA [5319]; TO [5325]; PA [5296]; AM [5086]; AP [5088]; RR [5084]; RO [5082]; AC [5092];
    • Ciência e Saúde [76752]; Choro [17407];
Fotos

O fotógrafo holandês Maurice Mikkers criou uma série fotográfica com imagens de lágrimas vistas por um microscópio. Com o projeto chamado "The Imaginarium of Tears", ele associa as diferentes imagens de lágrimas às situações em que foram derramadas: por felicidade, tristeza, comer pimenta ou cortar cebola Maurice Mikkers/Cortesia Mais

Existem três tipos de lágrimas: as basais, aquelas que mantêm nossos olhos limpos e livres de microrganismos; reflexivas, as que saem dos nossos olhos quando alguma partícula cai neles e os irrita; e as emocionais, que são as que caem dos nossos olhos por tristeza, alegria, dor física, estresse. A lágrima da foto foi cristalizada após a pessoa chorar cortando uma cebola Maurice Mikkers/Cortesia Mais

Segundo o oftalmologista do Instituto Penidoo Burnier, Leôncio Queiroz Neto, as lágrimas (ou filme lacrimal) possuem três camadas: a mais externa é a gordurosa, capaz de evitar a evaporação da segunda camada, a aquosa. Nela, há água, sais minerais e anticorpos. A mais interna é a formada pela mucina, glicoproteína que fica em contato direto com a córnea. Todos os tipos de lágrimas possuem essa composição, o que varia são as concentrações. A lágrima da foto foi produzida cortando cebola, ou seja, é do tipo reflexiva Maurice Mikkers/Cortesia Mais

As basais são as responsáveis por manter nossos olhos limpos, lubrificados e livres de microrganismos. Elas são ricas em sais minerais e complexos imunológicos, para impedir agentes invasores. Essa da foto rolou no rosto de uma pessoa que ficou alguns minutos com os olhos abertos na frente de um ventilador Maurice Mikkers/Cortesia Mais

As reflexivas são aquelas geradas por irritação, quando você corta uma cebola, come uma pimenta, ou cai algo no seu olho, por exemplo. Elas são iguaizinhas às basais, mas possuem mais água. Essa da foto foi coletada após uma pessoa cortar uma cebola e comer pimenta vermelha Maurice Mikkers/Cortesia Mais

Já as geradas por emoções, como a desta imagem, têm uma química um pouco diferente, segundo o oftalmologista Leôncio Queiroz Neto. Elas contêm hormônios que mudam sua composição. "Mas, essa distinção é mínima na prática", adverte Maurice Mikkers/Cortesia Mais

O fotógrafo Mikkers quis mostrar essas diferenças através da imagem. Por isso, passou uma noite fazendo amigos chorarem por diferentes motivos. Fez um cortar cebola, outro assistir a um filme de comédia, mais um chorar por tristeza e outro comer algo muito apimentado. Esta da foto foi produzida por um estímulo emocional Maurice Mikkers/Cortesia Mais

O fotógrafo recolheu as gotas de lágrima em uma pipeta, deixou elas cristalizarem em uma lâmina (a parte líquida evaporou) e as examinou em um microscópio. Ele queria registrar o chamado padrão de cristalização do filme lacrimal, como o "desenho" é chamado pelos oftalmologistas. Nesta da foto, a pessoa chorou depois de cortar cebola, colocar pimenta e água nos olhos, e comer pimenta vermelha Maurice Mikkers/Cortesia Mais

As lágrimas são diferentes entre si, mas possuem um padrão estrutural, resultante da composição delas. Mikkers conseguiu capturar as estruturas intrincadas e variáveis das gotas. Nessa, a pessoa chorou após receber um estímulo emocional Maurice Mikkers/Cortesia Mais

Leôncio Queiroz Neto confirma que os tipos de lágrimas possuem, sim, um padrão quando são cristalizadas, mas ele pode ser alterado por algum distúrbio nas camadas do filme lacrimal, por exemplo, quando a pessoa sofre de síndrome do olho seco, que altera as camadas da lágrima. Nesta, a pessoa chorou após colocar uma alta dose de mentol na pálpebra Maurice Mikkers/Cortesia Mais

Lágrima é tudo igual? Veja como são por dentro as de alegria, tristeza e de cortar cebola

ÚLTIMOS ÁLBUNS DE UOL CIÊNCIA

UOL Cursos Online

Todos os cursos