Entre amigos, familiares e curiosos, velório de Eloá reúne mais de 5.000 pessoas

Rodrigo Bertolotto
Do UOL Notícias
Em São Paulo

Atualizado às 21h30

Até as 19h, mais de 5.000 pessoas passaram pelo velório de Eloá Cristina Pimentel, 15, morta com um tiro na cabeça após ser mantida refém por mais de cem horas pelo ex-namorado, Lindemberg Alves, 22. O número foi informado por fontes da Polícia Militar.

Velório, amigos e celulares

    O velório foi aberto ao público por volta das 16h50, e reúne muitos amigos de bairro, colegas de escola e curiosos que acompanharam o caso pela TV.

    Eles enfrentaram uma fila que começou às 10h e houve até empurra-empurra para entrar no local e ver o caixão da adolescente, que é branco e está enfeitado com rosas.

    Houve um princípio de confusão entre cinegrafistas e fotógrafos com as pessoas que estão formando a fila, mas a PM (Polícia Militar) organizou a entrada.

    Uma dezena de visitantes passou mal durante o dia, afinal, muitas chegaram de manhã no local e se emocionaram com o velório.

    O corpo da garota chegou às 14h55 desta segunda-feira ao cemitério Jardim Santo André, em Santo André (Grande São Paulo), para ser velado e recebeu aplausos dos presentes.

    Primeiro, o acesso ao caixão foi permitido a familiares. A mãe de Eloá, Ana Cristina, e o pai, Aldo, permaneceram ao lado do corpo da filha, recebendo o carinho de amigos e conhecidos.

    Adolescentes levaram cartazes e faixas com homenagens a Eloá. E um deles lia-se "O céu está feliz, a terra está triste". Outro desejava "Eloá esteja em paz".

    • Robson Ventura/Folha Imagem

      Curiosos fazem fila para ver o caixão de Eloá, em Santo André

    Muitas pessoas vieram de longe, tomando condução desde municípios vizinhos a Santo André. Muitas adolescentes foram prestar homenagem a garota de 15 anos porque se identificaram com ela. "Junto com ela, eu morri também. É uma sensação muito estranha", disse a garota Amanda Martins, 18.

    Já os amigos não associavam a imagem que faziam de Eloá com a que viram na sala velatória. "Parece que não é ela", resumiu a sensação Aline Tavares, colega de colégio.

    O velório vai entrar madrugada a dentro, e o enterro está marcado para esta terça-feira, às 9h. A família pediu para interromper por alguns minutos para ficar sozinha com a garota. O trânsito na avenida diante do cemitério no município de Santo André deve ser interrompido para haver lugar para os que queiram presenciar a cerimônia.

    Receba notícias do UOL. É grátis!

    Facebook Messenger

    As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

    Começar agora

    Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

    UOL Cursos Online

    Todos os cursos