Médico assume a Secretaria Municipal de Assistência Social no Rio

Júlio Trindade
Do Rio de Janeiro

A pasta da Assistência Social do município do Rio de Janeiro teve o nome do seu novo gestor anunciado na tarde desta sexta-feira (7) pelo prefeito eleito, Eduardo Paes, na Fundação Getúlio Vargas, zona sul da cidade. Fernando William Ferreira, 56, formou-se em Medicina na UFRJ (Universidade Federal do Rio de Janeiro), onde também concluiu a pós graduação em Políticas Públicas.

Ele é filiado ao PMN e já atuou na política como vereador e deputado estadual, além de ter passagem pelo governo do Estado de 1999 a 2004, período em que ocupou as secretarias da Criança e do Adolescente, Projetos Especiais, Governo e Ação Social.

Em 2007, o médico foi subsecretário estadual de Habitação e no ano de 2008 operou na coordenação da campanha de Eduardo Paes à prefeitura da capital fluminense. "Ele foi um entusiasta da minha candidatura. É uma pessoa dedicada, exigente, disciplinada", garantiu o prefeito eleito.

"O Fernando eu conheço desde o meu primeiro mandato como vereador. A partir de então, estabelecemos uma excelente relação. Ele trabalhou nesses anos todos de vida pública com muita dignidade. Coloco ele na gestão de uma pasta fundamental que é uma das portas de saída para a melhoria social", disse Paes sobre o novo secretário. O prefeito eleito acrescentou que pretende ampliar o Bolsa Família e integrar esta secretaria com outras, como a da Ordem Pública.

O novo secretário admitiu a dificuldade em tornar nula a população de rua na cidade, mas pretende reduzir esse indicador. "Zerar esse número é impossível, mas tenho certeza que daqui a quatro anos vai ter havido uma melhora significativa", assegurou.

Fernando William explicou que o Centro e a zona sul serão as regiões que receberão mais atenção, uma vez que possuem o maior índice de moradores de rua. "O que não quer dizer, no entanto, que as outras regiões não serão assistidas", acrescentou.

Ele prometeu ainda aumentar para 250 mil o números de famílias assistidas pelo Bolsa Família e o Benefício de Prestação Continuada, que ajuda idosos e deficientes físicos. E, seguindo o discurso de Eduardo Paes durante a campanha, afirmou que a integração com o governo estadual e federal é importante.

Outros secretários
Na manhã desta quinta-feira (7), o deputado estadual e futuro secretário da Casa Civil Pedro Paulo (PSDB) noticiou que a paulista Cláudia Costin será a nova secretária da Educação no município.

Na última quinta-feira (6), Eduardo Paes anunciou Jandira Feghali (PC do B) para a secretaria de Cultura. Na última quarta (5), Eduardo Paes já havia confirmado que o vice-prefeito, Carlos Alberto Muniz, assumirá também a gestão da secretaria do Meio-Ambiente.

Muniz já esteve à frente, entre 1987 e 1990, da Fundação Estadual de Engenharia do Meio-Ambiente (Feema) e comandou a Superintendência Estadual de Rios e Lagoas (Serla).

Além dele, o novo prefeito do Rio já tinha confirmado também a criação da Secretaria Especial para a Copa do Mundo (2014) e dos Jogos Olímpicos de 2016, que será dirigida por Ruy César Miranda Reis.

O primeiro nome escolhido por Paes foi o do deputado estadual Pedro Paulo (PSDB) para chefiar a Casa Civil. Em seguida, anunciou o diretor do Instituto Nacional de Cardiologia, Hanns Dohmann, para a Secretaria de Saúde.

Rodrigo Bethlem foi nomeado para dirigir a Secretaria da Ordem Pública e o advogado Fernando dos Santos Dionísio para a Procuradoria Geral do Município. O secretário de Transportes será o engenheiro da CET-Rio Alexandre Sansão Fontes.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos