Cadela é encontrada no lixo suja, magra e com pelo pintado de rosa em Porto Alegre

Lucas Azevedo
Especial para o UOL Notícias

Em Porto Alegre

Uma cadela foi encontrada esta semana abandonada no lixo, em péssimas condições de saúde e com o pelo pintado de rosa, no bairro Anchieta, na zona norte de Porto Alegre. A cachorra, sem raça definida, estava com forte anemia e estressada. Rosinha, como foi apelidada, tem cerca de oito meses e está quatro quilos abaixo do peso ideal.

A protetora Bárbara Colombo, que recolheu Rosinha, acredita que a tintura não seja própria para animais, o que pode ter intoxicado a cadela. Ela explica que a tosa será feita só quando o cão estiver em melhores condições. “Ela já está um pouco melhor. Não tem mais diarreia e já está mais disposta. Mas para curar da desnutrição ainda levará algumas semanas.”

A voluntária possui uma petshop na cidade de Canoas (9 quilômetros de Porto Alegre), na região metropolitana, e ainda é responsável por 48 cães recolhidos da rua. Ela conta que já são mais de 60 interessados em adotar Rosinha. Mas alerta: “Existem mais centenas de Rosinhas por aí precisando de ajuda. Peço a essas pessoas que se sensibilizaram com ela abram seus corações para esses milhares de animais abandonados”.

Segundo estimativas de organizações não-governamentais (ONGs) protetoras dos animais, apenas na região metropolitana de Porto Alegre existem 500 mil cães e gatos abandonados.

Por estar recebendo centenas de mensagens de pessoas que desejam ajudar Rosinha, Bárbara sugere que os esforços sejam divididos a outros animais e protetores. “Vários cães e gatos estão precisando de ajuda. Peço às pessoas que ajudem pagando uma castração ou esterilização a diversas ONGs sérias que existem e que prestam esse tipo de serviço.”

Posse responsável

Protetora dos animais em Porto Alegre, Ana Emilia Brosina organiza, mensalmente, um mutirão de castração a baixo custo para cães e gatos. O objetivo é diminuir a população de animais abandonados que acabam nas ruas. “Só castrando a gente vai diminuir esse número enorme de cães e gatos abandonados”, comenta.

Outra ação cada vez mais difundida são as feiras de adoção. Lá, animais recolhidos por voluntários são apresentados a possíveis novos donos depois de examinados, medicados, castrados e limpos.

No entanto, ainda existe em parte da população a cultura de achar que um animal é um brinquedo. “Outro dia conseguimos com que um cãozinho fosse adotado por uma mulher. No dia seguinte, ele foi devolvido. O motivo? Fez xixi no quarto do filho dela”, descreve Ana Emilia.

No mês passado, a Prefeitura de Porto Alegre encaminhou à Câmara de Vereadores um projeto de lei que cria a Secretaria Especial dos Direitos Animais. O intuito do órgão, que será encabeçado pela primeira-dama da capital, é executar políticas públicas de proteção, defesa e bem-estar animal.

Quem estiver interessado em ajudar Rosinha ou prestar algum outro tipo de apoio a animais necessitados em Porto Alegre, pode entrar em contato com a protetora Bárbara através do e-mail bl-colombo@bol.com.br, ou com Ana Emilia, no e-mail anaemiliabrosina@gmail.com.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos