Topo

Após Fla e Flu, Vasco quer entregar camisa personalizada ao papa no Rio

Divulgação/Assessoria de Márcio Braga
Papa Francisco recebe uma camisa do Flamengo das mãos do ex-presidente do clube Márcio Braga Imagem: Divulgação/Assessoria de Márcio Braga

Hanrrikson de Andrade

Do UOL, no Rio

2013-07-20T06:00:00

20/07/2013 06h00

A rivalidade entre os grandes clubes do Rio de Janeiro é lembrada até mesmo quando o assunto é: quem presenteou o papa Francisco com uma camisa personalizada? Flamengo e Fluminense já entregaram. Por esse motivo, a diretoria do Vasco estuda alternativas para fazer com que a cruz de malta chegue até as mãos do argentino Jorge Mario Bergoglio, na próxima semana, durante a Jornada Mundial da Juventude.

ACERVO...

  • Facebook/Pedro Trengrouse

    Papa tricolor: camisa personalizada foi entregue pelo advogado Pedro Trengrouse

  • L'Osservatore Romano/Divulgação

    Papa barcelonista: camisa autografa pelo craque argentino Lionel Messi

  • AP Photo/Gregorio Borgia

    Papa azulgrano: Bergoglio recebeu camisa do San Lorenzo, seu clube de coração

A informação foi confirmada pelo vice-presidente de patrimônio do clube, Manuel Barbosa. "Estamos estudando isso junto ao departamento de marketing. Sabemos que Flamengo e Fluminense já entregaram lá no Vaticano. Então, seria legal que ele também recebesse uma camisa do Vasco", afirmou.

A grande chance para que o plano do marketing vascaíno se torne realidade é a passagem do papa pelo Palácio da Cidade, sede da Prefeitura do Rio, na quinta-feira (25). Na ocasião, Francisco abençoará as bandeiras oficiais dos Jogos Olímpicos e das Paraolimpíadas 2016, e receberá do prefeito Eduardo Paes (PMDB), que é vascaíno, as chaves da cidade.

Várias personalidades do esporte, entre as quais jogadores, ex-jogadores e atletas olímpicos, foram convidados para a solenidade no Palácio da Cidade, segundo apurou a reportagem do UOL. Embora o Vasco não confirme oficialmente, o presidente do clube, Roberto Dinamite, também deve marcar presença.

Uma segunda opção seria um encontro entre o pontífice e um grupo de jovens portugueses que vieram ao Rio para a JMJ. Eles estão alojados em São Januário, na zona norte do Rio, sede do clube. "Pode ser que um deles leve uma camisa", disse Barbosa.

Segundo o jornal espanhol "Sport", entre os convidados também estão Pelé, Zico e Neymar.

O departamento de marketing do Botafogo informou por meio de sua assessoria de imprensa que o clube não tem interesse em entregar ao papa uma camisa personalizada.

Coleção de camisas

Em abril, durante uma audiência pública no Vaticano, o papa Francisco foi presenteado com camisas do Flamengo e Fluminense.

O uniforme rubro-negro, com o nome "Francisco" na parte frontal, foi entregue ao pontífice pelo ex-presidente do clube Márcio Braga. Na ocasião, o dirigente aproveitou o encontro para falar sobre futebol com Bergoglio, apaixonado pelo esporte e torcedor do San Lorenzo, da Argentina, sua terra natal.

"São 40 milhões de torcedores, igual a torcida do San Lorenzo de Almagro?”, brincou o ex-presidente do Flamengo, recebendo um sorriso de Francisco em sinal de aprovação.

...DO PAPA

  • Papa nerazzurri: o lateral argentino Javier Zanetti entrega ao pontífice a camisa da Inter

  • Diego Crespo/EFE

    Papa "furioso": camisa da seleção espanhola foi dada pelo presidente do governo, Mariano Rajoy

  • Handout/Osservatore Romano via Reuters

    Papa giallorosso: camisa da Roma foi um presente do capitão da equipe, Francesco Totti

A camisa do Tricolor carioca, por sua vez, chegou ao pontífice minutos após a do rival. O presente foi dado pelo advogado Pedro Trengrouse, torcedor do clube e amigo de membros da diretoria.

Ao UOL, o diretor do departamento de marketing do Fluminense, Idel Halfen, afirmou que o clube das Laranjeiras não tem interesse em entregar uma nova camisa ao pontífice. E ainda aproveitou para alfinetar os rivais:

"O Fluminense é um dos poucos clubes que não precisaria disso. É mais interessante para os clubes que ainda não deram. (...) Mas isso aí não é uma disputa para ver quem tem o melhor marketing. Cada um tem seus objetivos. Não é por causa disso que a gente está na frente deles [rivais]. Talvez a gente esteja na frente pelos títulos que ganhamos e pelo fato de disputar a Libertadores todo ano".

A coleção de camisas de futebol do papa Francisco tem ainda a da seleção da Espanha, dada ao chefe da Igreja Católica pelo presidente do governo espanhol, Mariano Rajoy, do San Lorenzo, seu clube de coração, do Barcelona, autografada pelo craque argentino Lionel Messi, e dos clubes italianos Inter de Milão, Juventus, Roma e Lazio.

No fim de junho, Francisco ganhou também uma camisa do Atlético-MG, presente do seminarista mineiro Bruno Rodrigo Schwartz, e disse que rezaria pelo Galo por uma vitória no confronto contra o Newell's Old Boys, pela fase semifinal da Libertadores.

Pouco mais de duas semanas, o clube mineiro conseguiu um feito dramático. O Galo venceu o adversário argentino por 2 x 0 --após perder o jogo de ida, pelo mesmo placar--, e obteve nos pênaltis a classificação para a final da competição intercontinental.

Mais Cotidiano