Topo

Multa para estrangeiros que sujarem ruas do Rio pode impedir saída da cidade

Tomaz Silva/Agência Brasil
Em Copacabana, apenas três pessoas foram multadas por jogar lixo na rua até o fim da manhã desta terça Imagem: Tomaz Silva/Agência Brasil

Carolina Farias

Do UOL, no Rio

03/09/2013 15h45

Os turistas estrangeiros que forem punidos pelo programa Lixo Zero, que prevê sanções para quem for flagrando lixo nas ruas do Rio de Janeiro, devem ficar atentos ao vencimento das multas. Segundo o presidente da Comlurb (Companhia Municipal de Limpeza Urbana), Vinícius Roriz, se o prazo vencer e a multa não for paga, o turista será impedido de deixar a capital fluminense.

Roriz explicou na manhã desta terça-feira (3), primeiro dia do Lixo Zero no bairro de Copacabana, na zona sul do Rio, que as multas emitidas têm um prazo de validade de dois dias subsequentes ao flagrante. Se o turista deixar a cidade nesses dois dias, não precisará pagar a multa, porém será cobrado em eventual retorno à capital fluminense.

  • 10986
  • true
  • http://noticias.uol.com.br/enquetes/2013/08/20/voce-concorda-com-a-cobranca-de-multas-para-quem-jogar-lixo-no-chao-no-rio.js

"Ele só sai se não tiver vencido. Mas, caso ele volte, ele vai ter problemas para entrar no país", explicou.

No entanto, se a saída do Rio estiver programada após o dia do vencimento da multa, isto é, dois depois de ser flagrado e autuado, o turista só poderia embarcar depois que pagasse o valor da infração. As multas variam de R$ 98 a R$ 3 mil.

Estreia em Copa

O programa Lixo Zero começou a ser executado no bairro de Copacabana, na zona sul da capital fluminense, na manhã desta terça-feira (3). Até as 11h, os agentes da Comlurb (Companhia Municipal de Limpeza Urbana), da Guarda Municipal e da Polícia Militar haviam multado apenas três pessoas.

O número é bem inferior ao do primeiro dia da aplicação de multas no centro da cidade, no dia 20 de agosto, quando pouco mais de 30 autuações ocorreram até o fim da manhã.

Além das vias de Copacabana, as equipes de fiscalização estão autorizadas a punir os infratores que jogarem lixo na areia da praia. A medida também vale para turistas estrangeiros, que podem ser multados a partir do número do passaporte.

Em uma semana, os agentes do Lixo Zero multaram quase 500 pessoas nas ruas do centro da cidade. A maioria dos casos, segundo a Comlurb, diz respeito a guimbas de cigarro jogadas no chão. A Prefeitura do Rio diz ter diminuído em 34% a varrição das 75 ruas onde as equipes realizaram as autuações.

Das vias que mais registraram multas, a campeã é a avenida Rio Branco, com 90 autuações, seguida da Cinelândia, com 72, e da avenida Presidente Vargas, com 31.

Os agentes e guardas municipais que fazem parte do Lixo Zero atuam com uma mini-impressora e um smartphone. O infrator é identificado pelo CPF (Cadastro de Pessoa Física) e a multa é emitida na hora. Caso não pague, o autuado terá o nome enviado para serviços de restrições ao crédito.