PUBLICIDADE
Topo

Cachorro-quente de 8,72 metros bate recorde brasileiro

Jorge Olavo

Do UOL, em Curitiba

07/12/2014 17h42

Com 8,72 metros de comprimento e pesando 91,15 quilos, um cachorro-quente feito na tarde deste domingo (7) no município de Quatro Barras, região metropolitana de Curitiba, entrou para a lista de recordes brasileiros. Para preparar o sanduíche em cerca de 2 horas, o empresário Wellington Fábio Benedetti contou com o apoio de 15 pessoas.

“Me desafiaram a fazer o cachorro-quente e, como gosto de desafios, topei. O mais difícil foi assar o pão e preparar a salsicha”, afirma o dono da lanchonete Dogão do Elitinho. Ao todo, foram usados 12,25 quilos de salsicha, um pão de 20 quilos, tomate, milho, batata palha e maionese.

Para que o lanche fosse reconhecido como o maior cachorro-quente do Brasil, ele deveria superar 3 metros – um recorde próprio estabelecido em outubro deste ano. O lanche produzido neste domingo (7) é equivalente a 58 cachorros-quentes tradicionais.

Luciano Cadori, fiscal da RankBrasil, empresa que já registrou mais de 1,2 mil recordes nacionais em 15 anos, explica que, para que o marco fosse homologado, o pão deveria ser uma única peça. “A salsicha até pode partir, mas o pão deve ser inteiriço. O sanduíche deve respeitar as características de um produto tradicional, ser comestível e feito em ambiente higienizado”, diz Cadori. Para isso, Benedetti usou um cano de PVC esterilizado para produzir a salsicha  artesanal e o pão foi feito por um parceiro.

O recorde foi divulgado na Praça Central, no centro de Quatro Barras. Depois, o maior cachorro-quente do Brasil foi repartido em várias porções e distribuído à população, que comemorou o feito do empresário da cidade.

Guinness

Apesar do esforço e da festa feita para celebrar o recorde brasileiro, o maior cachorro-quente do país está longe de bater a marca mundial. O maior pão com salsicha produzido no mundo teve 203,8 metros de comprimento, segundo o Guinness World Records (livro dos recordes). Esse cachorro-quente foi apresentado em 15 de julho de 2011, em Mariano Roque Alonso, no Paraguai, para comemorar o 200º aniversário do país. A salsicha pesou 120 quilos.

Benedetti revela que, para 2015, pretende bater o recorde do maior X-salada do Brasil e fazer um cachorro-quente de 100 metros. "Buscamos reconhecimento e essa é uma forma de divulgar o nosso trabalho. É um presente de Natal para os moradores de Quatro Barras", comemora o empresário que já vende o "dogão dinamite", com 60 centímetros.

Cotidiano