Risco de ressaca foi identificado 2 dias antes de queda de ciclovia no Rio

Bernardo Barbosa

Do UOL, em São Paulo

  • Fernando Frazão/Agência Brasil

    Ao menos duas pessoas morreram após ciclovia desabar na orla do Rio

    Ao menos duas pessoas morreram após ciclovia desabar na orla do Rio

O risco de uma ressaca atingir a orla do Rio foi detectado ao menos dois dias antes de uma onda destruir, na manhã desta quinta (21), parte da ciclovia Tim Maia, na zona Sul do Rio. A queda da estrutura deixou ao menos dois mortos.

Segundo o meteorologista Marcos Viana, do CPTEC/Inpe (Centro de Previsão do Tempo e Estudos Climáticos do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais), as ondas da ressaca no Rio decorreram de um ciclone formado no litoral sul do Brasil na terça-feira (19). Na quinta, segundo dados informados por Viana, foram identificadas ondas com média de 3 metros de altura entre a cidade de Cabo Frio, na região dos Lagos fluminense, e as praias da zona Oeste do Rio, como Barra da Tijuca e Prainha, com picos de 5 metros. A ciclovia Tim Maia localiza-se nesse perímetro. No site do CPTEC/Inpe, é possível ver a previsão de ondas entre 2,3 metros e 2,7 metros para o litoral carioca no dia 21.

Veja imagens da ciclovia que desabou no Rio de Janeiro

  •  

 

Já a Marinha emitiu alerta de ressaca para a região entre Saquarema, na Região dos Lagos fluminense, e Macaé, no litoral norte do Estado, na terça-feira (19), região que não contempla o litoral da capital. No entanto, no site da Diretoria de Hidrografia e Navegação da Marinha, é possível consultar um modelo de ondas no qual é possível identificar a aproximação de ondas de 2 metros ao litoral carioca na manhã do dia 21. O modelo é baseado nos sistemas Cosmo e WaveWatch -- este, o mesmo usado pelo CPTEC/Inpe.

Em entrevista ao Estadão Conteúdo nesta quinta (21), o pesquisador da Coppe/UFRJ e especialista em análise de risco e segurança Moacyr Duarte disse que a ciclovia, "independentemente de ter desabado, deveria ser fechada em determinadas condições de ressaca". Pelas condições de maré e ondulação, o bodyboarder Fábio Aquino, que pega onda na região há 25 anos, deu a mesma sugestão do especialista.

Ônibus é atingido por onda perto de ciclovia que desabou no Rio

  •  

A Prefeitura do Rio divulga, por meio do COR (Centro de Operações do Rio), boletins diários em que informa sobre interdições de vias, previsão do tempo e nível das marés, entre outras informações. Os boletins publicados no site do COR na quinta citam a tábua de marés disponibilizada pela Marinha, mas não falam sobre ondas ou ressaca, e não mencionam a ciclovia Tim Maia.

Em nota, a Marinha informa que não emitiu alerta porque "a previsão de ondas na orla da cidade do Rio de Janeiro era de 2m". Segundo o comunicado, a Marinha emite alerta, chamado de "aviso de ressaca", quando há previsão de altura significativa de ondas superior a 2,5 metros. A Marinha também informou que publica dados sobre as condições do mar duas vezes ao dia via site e aplicativo. "A Prefeitura, como o público em geral, pode obter as informações de condições do mar dessa forma", diz.

O COR foi questionado pelo UOL na noite desta quinta sobre se tinha informações sobre a possibilidade de ressaca no Rio e, com isso, se poderia ter interditado a ciclovia Tim Maia de forma preventiva. Até o momento, o COR não respondeu.  

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos