Em depoimento, motorista cita agressão de skatistas e mãe machucada

Eduardo Carneiro

Colaboração para o UOL

  • Eduardo Carneiro/UOL

    Motorista teve carro depredado após atropelar skatistas

    Motorista teve carro depredado após atropelar skatistas

Em depoimento na 4ª Delegacia de Polícia da capital, na Consolação, José Iriovaldo Ferreira revelou que foi agredido por skatistas antes do atropelamento na manhã de domingo na Rua Augusta, no centro da cidade. Segundo a Polícia Civil, o motorista revelou ter ficado assustado com a atitude dos skatistas.

Ferreira foi liberado por volta das 16h, após cerca de três horas de depoimento. Mesmo em liberdade, o motorista deve ser indiciado por lesão corporal dolosa, fuga do local de crime e periclitação de vida.

Ferreira, de 55, destacou que estava com sua mãe de 80 e um amigo no carro. Ela teria ficado machucada no braço, por causa de estilhaços causados por um skatista, que quebrou a janela de seu carro. O motorista destacou ainda que não sabia que a Rua Augusta estava fechada àquela hora do domingo. A polícia pediu imagens do local, já que Ferreira alegou não ter percebido nenhuma sinalização sobre interdição da via.

Ao entrar na via, teve o retrovisor do carro danificado por um skatista. Ele, então, assustado pela atitude, acelerou para fugir da rua. Instruído por advogados, Ferreira preferiu não dar declarações sobre o caso.

 

Ferreira trabalha na Secretaria de Saúde do município de Itapevi, na região metropolitana de São Paulo. Ao lado de advogados, o motorista se apresentou à polícia para prestar depoimento.

Uma imagem compartilhada nas redes sociais permitiu que fosse identificada a placa do Ford Ecosport preto. A partir da placa é possível, por sua vez, identificar o proprietário do veículo. Durante a tarde de domingo (25), o nome de José Iriovaldo, assim como dados pessoais dele, já circulavam nessas mesmas redes sociais. Na manhã desta segunda, ele foi localizado no local onde trabalhava.

Pelo menos duas pessoas ficaram feridas quando esse Ecosport acelerou contra os skatistas. Um deles foi socorrido no pronto-socorro da Santa Casa de Misericórdia de São Paulo, na Vila Buarque, região central. Um boletim de ocorrência registrado no 78º DP, dos Jardins, aponta que o rapaz de 30 anos pode ter fraturado a perna. Outro jovem, de 20 anos, foi levado ao Pronto-Socorro Municipal da Lapa, recebeu atendimento médico e foi liberado.

O atropelamento aconteceu durante as comemorações do Dia do Skate, que começaram na avenida Paulista. Os skatistas seguiram pela rua Augusta, onde o atropelamento aconteceu. No local, o Corpo de Bombeiros foi chamado e prestou atendimento a três homens.

O motorista avançou com seu Ecosport contra o grupo de skatistas na rua Augusta, na altura da rua Marquês de Paranaguá.

A via estava fechada para veículos das 9h20 às 11h e agentes da CET (Companhia de Engenharia de Tráfego) acompanhavam a movimentação dos skatistas e ordenavam o trânsito das ruas transversais.

O grupo participava do Dia do Skate, cujo evento no Facebook tinha mais de 5.000 presenças confirmadas. A confraternização começou na avenida Paulista, seguiu em direção à praça Roosevelt até o Vale do Anhangabaú, no centro de São Paulo.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos