Topo

Resistência, confiança, imprevisibilidade: "o que aprendi neste ano que acaba hoje"

Adriana Terra

Colaboração para o UOL, em São Paulo

31/12/2017 04h00

O que você aprendeu durante este ano que acaba hoje? O UOL fez esta pergunta a pessoas que vão de Sônia Abreu, a primeira mulher DJ do Brasil, ao cantor Lobão. Entre as respostas, estão "lidar com o imprevisível", "reaprender a amar" e mais.

Abaixo, você confere quem são eles e as lições que eles tiraram do ano que se encerra.

Keiny Andrade/UOL
"Soprar para o universo e lidar com o imprevisível." A arquiteta Carolina Cardoso é diretora do espaço de criação Garagem Fab Lab e professora do Instituto Europeu de Design de São Paulo. Portuguesa, há anos ela escolheu São Paulo para morar Imagem: Keiny Andrade/UOL

Keiny Andrade/UOL
"Nem tudo é o que parece. Vivas as diferenças e misturas do mundão." O percussionista Augusto Bocão toca nas bandas que acompanham os cantores Criolo, Mano Brown e Paula Lima. Conhecido como Bocão, ele posa em frente à igreja de Nossa Senhora Achiropita, que fica no Bixiga, bairro onde foi criado Imagem: Keiny Andrade/UOL

Keiny Andrade/UOL
O sushiman Edson Yamashita comanda na cidade o restaurante Ryo. "Aprimorar nossa compaixão com todos os seres por meio da gastronomia" foi a lição que tirou de 2017 Imagem: Keiny Andrade/UOL

Ricardo Matsukawa/UOL
"Amor e luta. Igualdade. Fora, Temer. Fora, Bolsonaro. Fora, Doria." A cantora paulistana Ana Canãs fez, em 2017, shows em ocupações, saraus e atos Imagem: Ricardo Matsukawa/UOL

Keiny Andrade/UOL
"Causar sem medo. Perdoar mesmo tendo razão. Reaprender a amar." Buh D'angelo é fundadora da InfoPreta, empresa que presta serviço de assistência técnica em eletrônicos. Com sede no centro, o espaço ganhou em 2017 uma filial em Pinheiros Imagem: Keiny Andrade/UOL

Keiny Andrade/UOL
"Em 2017 aprendi que o rock brasileiro virá tratorizando em 2018", diz o músico Lobão, em seu estúdio na zona oeste de São Paulo Imagem: Keiny Andrade/UOL

Keiny Andrade/UOL
"Verdade absoluta?!? A sua verdade... a minha verdade." Karen Porfiro, modelo e atriz, foi eleita Miss São Paulo em 2017. Durante o ano, ela diz ter aprendido a desconfiar de verdades absolutas Imagem: Keiny Andrade/UOL

Keiny Andrade/UOL
"Em 2017 aprendi a ser mais resiliente." Sônia Abreu, a primeira mulher DJ do Brasil, elegeu neste ano a palavra que indica a capacidade de lidar com problemas, superar obstáculos e se adaptar Imagem: Keiny Andrade/UOL

Keiny Andrade/UOL
"Criar e fortalecer barricadas para combater Bolsonaros e todas as formas de reaças. Palestina livre!" Brasileiro de origem palestina, Hasan Zarif considera 2017 como um ano de ensinamentos sobre atuação política. Dono do restaurante e centro cultural Al Janiah, ele promove no local debates e shows de músicos de diversas partes do mundo Imagem: Keiny Andrade/UOL

Keiny Andrade/UOL
"Tem coisas na vida que dão muito trabalho para se realizar, mas depois, quando dá certo, é muito gratificante." Joana Mendes da Rocha trabalha com audiovisual. Em 2017, lançou o documentário ''Tudo É Projeto'', que traça um perfil de seu pai, o arquiteto Paulo Mendes da Rocha Imagem: Keiny Andrade/UOL

Keiny Andrade/UOL
"Livre, criativa, independente e forte!!!" Jamaikah Santarém, artista visual e cineasta, é gaúcha e vive em São Paulo há alguns anos. Para ela, muitas coisas que estavam acomodadas em sua vida se transformaram Imagem: Keiny Andrade/UOL

Keiny Andrade/UOL
"Ser mais confiante." Jenni Mosello, vice-campeã do programa "X-Factor Brasil", trocou em 2017 a cidade de Curitiba por São Paulo para focar em sua carreira. Durante o ano, ela lançou single, clipe e abriu show da cantora Anitta Imagem: Keiny Andrade/UOL