PUBLICIDADE
Topo

Cotidiano

ONU manifesta pesar por morte de estudante na Maré e lança campanha 'Vidas Negras'

21.jun.2018 - Velório de Marcos Vinícius da Silva, 14, morto após ser baleado na Maré - Fernando Frazão/Agência Brasil
21.jun.2018 - Velório de Marcos Vinícius da Silva, 14, morto após ser baleado na Maré Imagem: Fernando Frazão/Agência Brasil

Leonardo Martins

Do UOL, em São Paulo

26/06/2018 17h46

A ONU (Organização das Nações Unidas) lamentou, nesta terça-feira (26), a morte do estudante Marcos Vinícius da Silva, 14, que morreu após ser atingido por um tiro durante operação policial na última quarta-feira (20), no Complexo da Maré, zona norte do Rio de Janeiro. Por conta desse episódio, a instituição também deu início a uma campanha chamada "Vidas Negras", que defende o fim da violência contra a população negra no país.

Segundo o órgão, Marcos Vinícius é "um exemplo do trágico número de 31 homicídios de crianças e adolescentes que acontecem por dia no Brasil". "Em 2015, 11.403 meninos e meninas de dez a 19 anos foram vítimas de homicídio no país --maior número absoluto de homicídios de adolescentes no mundo. Os adolescentes negros estão três vezes mais vulneráveis a mortes violentas em comparação com os brancos na mesma faixa etária", diz a ONU.

Leia também:

Ainda de acordo com a instituição, "a convicção de que este ciclo de violência precisa acabar levou o Sistema ONU no Brasil a lançar a campanha Vidas Negras, pelo fim do racismo e da violência letal contra a população negra. As Nações Unidas fazem um apelo público pela garantia do direito à vida de cada criança, adolescente, jovem, mulher e homem negro". 

Para a ONU, "é inadmissível que a trajetória de vida de adolescentes, como Marcos Vinícius da Silva e tantos outros, seja interrompida de forma violenta, gerando consequências tão graves quanto permanentes para outras crianças e adolescentes, suas famílias, suas comunidades e a sociedade brasileira".

"Black Lives Matter": movimento pelo fim da violência

Em 2013, o movimento Black Lives Matter (BLM, Vidas Negras Importam, na tradução livre) surgiu para combater a violência contra a população negra nos Estados Unidos. Fruto das redes sociais, as hashtags "#BlackLivesMatter" se popularizaram na internet e fizeram com que o movimento crescesse.

10.jul.2016 - Manifestantes do movimento Black Lives Matter fazem protesto em Londres durante um ato contra a morte de negros pela polícia nos Estados Unidos - Daniel Leal-Olivas/AFP - Daniel Leal-Olivas/AFP
10.jul.2016 - Manifestantes do movimento Black Lives Matter fazem protesto em Londres durante um ato contra a morte de negros pela polícia nos Estados Unidos
Imagem: Daniel Leal-Olivas/AFP

A organização nasceu após os protestos contra a absolvição de George Zimmerman, homem que assassinou a tiros o jovem negro Trayvon Martins, 17, em 2013. Atualmente, o BLM se espalhou como um lema por vários países, organizando manifestações e reforçando a luta por justiça e pelo fim da violência contra a população negra no mundo.

Cotidiano