Topo

Achei que tinha caído uma bomba, diz dona do cão Chico sobre caos no quarto

Simone Machado

Colaboração para o UOL em São José do Rio Preto (SP)

19/07/2019 16h12Atualizada em 20/07/2019 09h25

"Quando entrei no quarto, achei que tivesse explodido uma bomba", diz Patrícia Rodrigues Barros, 48, sobre uma cena que ganhou as redes sociais nesta semana: seu quarto havia sido destruído pelo cãozinho da família, Chico, de oito meses.

"Gente, olha isso! Olha o meu quarto, Chico!", grita a dona do cão e autora do vídeo que viralizou. O assunto chegou ao topo da lista de mais comentados no Twitter no Brasil.

Nas imagens, ela mostra a cama box roída, o colchão rasgado e a espuma espalhada pelo quarto. Apesar das broncas, o vira-lata deita, espreguiça, abana o rabo e vira de barriga para cima, pedindo carinho.

"Eu não tinha coragem de passar da porta, e ele com aquela cara feliz me olhando. Eu não sabia se eu ria, se eu chorava, se eu infartava", contou Patrícia.

Ela relata que o animal costuma ficar no quintal, mas, no dia do episódio, no início do mês, estava chovendo e ela deixou o cachorro dentro de casa enquanto ia ao cinema.

Ao voltar, pouco mais de duas horas depois, foi surpreendida pelas travessuras do animal. Ela diz que fez o vídeo para compartilhar com a família.

Chico continuará com a família

No vídeo, Patrícia disse que iria devolver Chico a um abrigo, mas ela afirma que era apenas uma brincadeira. Ela disse que está acostumada com a hiperatividade do mascote, que já vitimou quatro caminhas de cachorro, dezenas de almofadas e travesseiros, plantas, roupas e correspondências.

"Desde pequeno ele sempre destruiu tudo o que encontrou pela frente. E os estragos foram aumentando na proporção que ele está crescendo", relata.

Chico foi adotado em uma feira de adoção para fazer companhia a outro cachorro da família, Luke, um lhasa apso de 7 anos. Ironicamente, Chico foi escolhido entre cerca de 30 animais por aparentar ter um comportamento mais tranquilo.

"Tinha uns cachorrinhos correndo, brincando e pulando no cercadinho, e minha filha viu que tinha um que ficava deitadinho, quieto no canto. Ela ficou com dó e escolheu ele. Mal sabíamos que ele seria esse destruidor", lembra a dona.

Chico e Luke têm um perfil em uma rede social. A página, que compartilha as peripécias dos animais, foi criada em novembro do ano passado, quando Chico foi adotado pela família. Até o começo desta semana, o perfil tinha pouco mais de 160 seguidores, mas, depois do vídeo do Chico viralizar, esse número saltou para 50 mil.

"Eu sempre gostei de registrar meus animais. Por isso, quando o Chico chegou, fizemos a página para ele e o Luke. Estamos surpresos com toda essa repercussão", diz Patrícia.

"Patife" é eleito o cachorro mais feio do mundo

Band Notí­cias

Cotidiano