Topo

ES: helicóptero resgata bebê de alagamento; já são 561 pessoas fora de casa

Herculano Barreto Filho

Do UOL, no Rio

15/11/2019 15h55

Resumo da notícia

  • Vídeo registrou momento em que helicóptero retirou bebê da janela de casa
  • Um homem morreu ao ficar soterrado embaixo dos escombros de um imóvel
  • Segunda vítima fatal morreu afogada dentro de casa, indica perícia
  • Três municípios do Espírito Santo decretaram situação de emergência

Um bebê de 7 meses foi resgatado pela janela de um imóvel em meio ao temporal que deixou dois mortos, 12 feridos e 561 pessoas fora de casa no Espírito Santo, segundo a Defesa Civil.

A cena, que ocorreu no fim da tarde de ontem (14), foi registrada por uma câmera instalada no helicóptero do Núcleo de Operações e Transporte Aéreo da Casa Militar. Os municípios de Viana, Cariacica e Alegre decretaram situação de emergência. O estado está em situação de alerta máximo.

O resgate ocorreu na cidade de Cariacica, que estava tomada pela água. Em um primeiro momento, o helicóptero foi acionado para socorrer um homem, em cima de uma árvore. Em seguida, a tripulação verificou que havia pessoas em cima do telhado de uma casa. Na janela do imóvel, um casal com um bebê de 7 meses pedia socorro.

Enquanto o helicóptero ficou a cerca de 15 metros acima do imóvel, um dos tripulantes precisou apoiar os pés na parede para manter o equilíbrio e segurar o bebê. Em seguida, os pais também foram resgatados, com o auxílio de um cesto acoplado ao helicóptero.

"A tripulação precisou se concentrar, porque era uma situação delicada. Estava escurecendo e o resgate precisava ser feito rapidamente, porque aquelas pessoas estavam ilhadas. Foi uma ocorrência que emocionou a todos", contou o major Cristian Amorim Moreira.

Homem morto em meio aos escombros

O Núcleo de Operações e Transporte Aéreo da Casa Militar também fez o resgate de um homem encontrado morto em um imóvel soterrado, na tarde desta quinta-feira (14), no município de Santa Leopoldina, a cerca de 60 quilômetros de Vitória, capital do Espírito Santo.

Um homem identificado como Fabrício Caus não resistiu aos ferimentos em meio aos escombros. Ele deixou a esposa e um filho de 10 anos, que foram resgatados por vizinhos e levados pela tripulação. Mãe e filho tiveram ferimentos leves e se recuperam em um hospital de Vitória.

Das 561 pessoas fora de casa, 271 foram para a casa de parentes ou amigos. As outras 290 foram levadas para abrigos. As chuvas se intensificaram no estado desde a madrugada de ontem (14).

Segunda vítima morreu afogada em casa, indica perícia

A segunda vítima fatal em decorrência do temporal foi identificada hoje (15) pela Polícia Civil do Espírito Santo. O cadáver foi localizado pela equipe do DHPP (Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa) em Cariacica, mesma cidade onde o bebê de 7 meses foi resgatado.

O corpo estava dentro de uma residência, em uma área alagada. O Corpo de Bombeiros foi acionado para fazer a remoção do corpo da vítima, um homem ainda não identificado encontrado próximo à cama.

Uma perícia preliminar indica que ele morreu em decorrência de um afogamento. Segundo vizinhos, o nível do rio Formate subiu rapidamente e a vítima estava, possivelmente, dormindo quando a água invadiu a casa. O corpo segue no Departamento Médico Legal (DML) de Vitória, para ser identificado e passar por exames complementares.

Cotidiano