PUBLICIDADE
Topo

Conteúdo publicado há
7 meses
PR: narguilé explode e deixa adolescentes com queimaduras de 2º e 3° graus

AFP
Imagem: AFP

Bruna Alves

Colaboração para o UOL, em São Paulo

22/12/2019 18h42

Duas adolescentes de 14 anos se feriram na madrugada de hoje durante um acidente com um narguilé em Japurá (PR). Elas estavam em um baile na cidade e sofreram queimaduras.

As meninas estavam fumando e dançando, e o equipamento explodiu quando uma delas foi acendê-lo com álcool. Uma garota teve queimaduras de 2º grau, e a outra, de 3º.

Após a explosão, dois policiais que estavam de folga e participavam do baile chamaram a ambulância e acompanharam as garotas até o Hospital e Maternidade Santa Teresinha de Japurá.

De acordo com o Hospital, uma menina sofreu queimaduras do abdômen até a cabeça e precisou ser intubada imediatamente. Devido à gravidade do caso, ela foi transferida ainda durante a madrugada para a Santa Casa de Cianorte, onde segue internada na Unidade de Terapia Intensiva (UTI). A Santa Casa está avaliando a transferência da menina para um hospital especializado em queimaduras, em Londrina (PR).

A outra adolescente chegou ao hospital consciente, mas também com diversas queimaduras pelo corpo. Ela passou a madrugada no Hospital Santa Teresinha e foi transferida nessa manhã. A Santa Casa de Cianorte informou que ela segue internada e não há previsão de alta.

O UOL tenta contato com familiares das meninas, mas até o momento, ninguém respondeu as mensagens enviadas para suas redes sociais.

Narguilé é proibido na cidade desde 2017

Uma lei aprovada pela Câmara Municipal de Japurá proíbe, desde 2017, o uso de narguilé em locais públicos e em qualquer local onde houver aglomeração de pessoas.

De acordo com a lei municipal, apenas estabelecimentos que tenham relação com a cultura árabe podem usar o equipamento, bem como suas essências. No entanto, a lei proíbe o uso de narguilé para menores de idade em qualquer lugar, mesmo que estes estejam acompanhados de seus responsáveis.

O descumprimento da lei pode acarretar em apreensão do equipamento e multa, segundo a Câmara Municipal da cidade.

O UOL não conseguiu contato com os organizadores do baile onde ocorreu o acidente desta madrugada.

Cotidiano