PUBLICIDADE
Topo

Loja usa currículos de candidatos para embrulhar produto e pede desculpas

Shutterstock
Imagem: Shutterstock

Daniel Leite

Colaboração para o UOL, em Juiz de Fora

28/02/2020 14h09

Uma loja de um shopping de Porto Velho utilizou currículos para embrulhar a mercadoria de uma cliente, e o fato repercutiu em redes sociais. Internautas condenaram o ocorrido, enquanto o estabelecimento disse que foi um "erro grave" e pediu desculpas.

Segundo relatou na internet, a consumidora foi até a loja para comprar peças de vidro. Ao chegar em casa, viu que o produto estava embalado com currículos que haviam sido deixados no comércio. A mulher tirou fotos e postou na internet.

"Acabei de vir do shopping e passei na loja @lojaspatricinhafashionpvh e comprei umas peças de vidro, quando cheguei em casa e fui abrir, as peças, que foram embaladas com CURRÍCULOS, isso mesmo vários currículos de pessoas desempregadas em busca de uma oportunidade de trabalho. Gente, sério não façam isso", diz a postagem.

Consumidora postou fotos dos currículos usados - Reprodução/Facebook
Consumidora postou fotos dos currículos usados
Imagem: Reprodução/Facebook

Um internauta comentou que "pessoal gasta dinheiro imprimindo currículo, gasta tempo entregando, pra depois a empresa usar pra embrulhar vidro". Outro entendeu como "falta de respeito e consideração pelas pessoas".

Dono da loja diz que houve "erro grave"

O proprietário do comércio conversou com o UOL e admitiu o erro. "Foi um erro que uma colaboradora nossa cometeu", disse Alexandre Parazzi. Ele afirmou também ter tentado fazer contato com a pessoa responsável pela postagem para se retratar e também pegar os telefones que constam nos currículos para pedir desculpas, mas não conseguiu falar com ninguém.

"Tentamos nos retratar com a cliente e tentamos buscar os currículos para que possamos nos retratar com as pessoas envolvidas, mas infelizmente ela não nos deu chance, não quis ajudar."

O empresário contou estar bastante "abalado" com o fato e confessou ter havido um "erro grave" e "isolado". De acordo com Parazzi, a loja atua há 15 anos na capital e nunca passou por algo assim.

O uso dos currículos para embalar as peças de vidro aconteceu na terça-feira de Carnaval, em um momento de grande movimentação de pessoas na loja, segundo ele.

A funcionária responsável, grávida, trabalha no estabelecimento há cinco anos, foi orientada sobre o erro e mantida no emprego. "Ela pegou sem tomar conhecimento que era currículo. Acabou usando uma pilha de papel que não era para estar naquele lugar", garante. O empresário não autorizou entrevista com a trabalhadora.

Em nota nas redes sociais, a loja se retratou afirmando que a equipe está muito triste, a conduta da funcionária não é a recomendada e pede "sinceras desculpas pelo terrível incidente".

Nota de esclarecimento .

Uma publicação compartilhada por ?? Assistam os stories (@lojaspatricinhafashion) em

Cotidiano