PUBLICIDADE
Topo

Cotidiano

Amigos criam vaquinha para bancar avião no combate a incêndio em SP

Incêndio atinge o Parque Estadual de Águas da Prata, em São João da Boa Vista. - Divulgação/Prefeitura de São João da Boa Vista
Incêndio atinge o Parque Estadual de Águas da Prata, em São João da Boa Vista. Imagem: Divulgação/Prefeitura de São João da Boa Vista

Vinicius Rangel

Colaboração para o UOL, em Vitória

14/09/2020 10h05

Um grupo de amigos resolveu criar uma vaquinha on-line para contratar um avião para ajudar no combate ao fogo na região do Parque Estadual de Águas da Prata, no Interior de São Paulo. O grupo é formado por nove pessoas, entre empresários, engenheiros e produtores rurais, da cidade de São João da Boa Vista.

A princípio, a ideia era contratar um avião air tractor 502, que solta dois mil litros de água. O aluguel do dia trabalhado do avião é de R$ 53.500,00. Esse foi o valor inicial da vaquinha, mas ela já ultrapassou os R$ 93 mil. Todo dinheiro arrecado será usado pra custear novas diárias para ajudar a pagar as chamas. As doações são feitas com uma campanha online.

Como surgiu o projeto

Dois amigos contrataram um avião e tinham que encontrar formar de arcar com a diária de trabalho. Foi aí que eles se uniram a uma empresária e a Eduardo Pirajá.

"Vimos o agravamento do fogo e a dificuldade de conseguir ajuda e a burocracia. Eles resolveram então chamar um avião, pois o fogo já estava muito alto e em uma área muito grande. Aí tivemos a ideia de criar a vaquinha pra ajudar a custear uma diária de trabalho e na quarta-feira de manhã ela já estava on-line", contou Pirajá.

Helicópteros e aeronaves ajudam no combate

Funcionários da prefeitura, bombeiros e brigadistas auxiliam no combate às chamas. Dois helicópteros enviados pelo Estado também estão ajudando, além de outras três aeronaves de pequeno porte. A preocupação das autoridades municipais e moradores, é de que além de o local ser ponto turístico, existem casas em volta.

"Desta vez as chamas chegaram mais perto da área urbana. O esforço é para que o fogo não avance sobre a propriedade rural vizinha do Parque, o que deixaria a situação mais delicada", disse a prefeitura de São João da Boa Vista em nota.

Está sendo discutida a possibilidade de decretar estado de calamidade pública em Águas de Prata. A informação foi confirmada pelo diretor de Meio Ambiente da cidade vizinha de São João da Boa Vista, João Gabriel Consentino.

"A situação no Bosque da Prata está muita complicada. O fogo está se espalhando muito rápido. Estou a caminho do local com um caminhão pipa para ajudar lá a região. Foi cogitada a possibilidade de decretar estado de calamidade pública, ainda está em discussão", afirmou o diretor.

Cotidiano