PUBLICIDADE
Topo

Cotidiano

Conteúdo publicado há
1 mês

RJ: Família sai em busca das crianças que sumiram e sofre acidente de carro

Fernando Henrique, 11, Lucas Matheus, 8, e Alexandre da Silva,10, desapareceram no RJ - Montagem/UOL
Fernando Henrique, 11, Lucas Matheus, 8, e Alexandre da Silva,10, desapareceram no RJ Imagem: Montagem/UOL

Marcela Lemos

Colaboração para o UOL, no Rio de Janeiro

06/01/2021 10h13

Familiares das três crianças que desapareceram no último dia 27, em Belford Roxo, na Baixada Fluminense, sofreram um acidente de carro na noite de ontem, na Rodovia Presidente Dutra, após saírem de casa para checar uma informação sobre o paradeiro dos meninos.

Lucas Matheus, 8, o primo dele, Alexandre da Silva, 10, e Fernando Henrique, 11 estão há 10 dias desaparecidos. Desde o sumiço, a família tem recebido informações falsas sobre o caso.

A mãe de Lucas, Camila da Silva, contou que ontem ela e outros quatro parentes foram até uma sorveteria na cidade vizinha Nova Iguaçu, atrás dos meninos. Na volta para a casa, o carro capotou.

"Falaram que eles estavam em uma sorveteria, deram certeza que eram eles, fomos até lá e a sorveteria estava fechada. Na volta para casa, o pneu do carro estourou e o carro capotou. Estamos bem na medida do possível. Eu só ralei o joelho, o braço, estou com dor no pescoço", disse Camila, ao UOL, na manhã de hoje.

Ednalva Gonçalves, amiga da família, disse que os parentes saíram desesperados de casa à procura das crianças. "Saíram todos desesperados. Nosso coração se encheu de esperança por um tempo, mas não encontramos os meninos. O carro capotou na volta para casa, quase chegando em casa. A avó do Lucas estava dentro. Todo mundo saiu vivo, mas machucados".

Procurado, o Corpo de Bombeiros confirmou que houve um acidente na altura de Mesquita, na Baixada Fluminense, por volta de 21h30, mas até o momento não informou detalhes sobre o caso.

Família fez protesto

Lucas, Alexandre e Fernando desapareceram no dia 27 de dezembro, em Belford Roxo, na Baixada Fluminense, depois de saírem para brincar em um campo de futebol perto de casa. O caso já foi registrado na delegacia e a Polícia Civil apura o desaparecimento

. Ontem, a família fez um apelo em forma de protesto por notícias sobre o paradeiro dos meninos. A família tem recebido pistas falsas sobre a localização deles. Até o momento, não há informações sobre o que aconteceu com os meninos que têm entre 8 e 11 anos. No domingo (3), outro protesto foi realizado cobrando agilidade nas investigações.

Por meio de nota, a Polícia Civil disse que as buscas continuam. "As investigações estão em andamento no Setor de Descoberta de Paradeiros da Delegacia de Homicídios da Baixada Fluminense (DHBF). Os agentes ouviram novamente os familiares das crianças e realizam diligências para localizá-las. Os policiais também analisam imagens de câmeras de segurança que tenham registrado os garotos".

Cotidiano