PUBLICIDADE
Topo

Cotidiano

Conteúdo publicado há
1 mês

Cantor BigNato e namorada são presos suspeitos de tráfico em shows no RJ

O cantor carioca Diego da Silva Simões Filho, 24, conhecido como BigNato, foi preso ontem de manhã na Barra da Tijuca, Rio de Janeiro - Reprodução/Instagram
O cantor carioca Diego da Silva Simões Filho, 24, conhecido como BigNato, foi preso ontem de manhã na Barra da Tijuca, Rio de Janeiro Imagem: Reprodução/Instagram

Vinícius Rangel

Colaboração para o UOL, em Vitória

23/01/2021 14h30

O cantor carioca Diego da Silva Simões Filho, 24, conhecido como BigNato, foi preso ontem de manhã na Barra da Tijuca, Rio de Janeiro. A namorada do rapper, Leidiane Vernes de Andrade, 19, também foi detida. Eles são suspeitos de vender drogas durante os shows que faziam.

A Polícia Civil montou uma operação para cumprir mandados de prisão no estado. O cantor e a namorada foram detidos após a prisão do alemão Andreas Michael Leyendecker, de 60 anos. Ele é apontado como o chefe de um grupo responsável pela venda de drogas sintéticas na Zona Sul do Rio.

De acordo com a investigação, BigNato e a namorada negociavam maconha, haxixe e vários tipos de drogas sintéticas. Tudo era feito nas redes sociais e durante os shows que o rapper fazia. Diego fazia a distribuição dos entorpecentes a pedido de uma associação criminosa que atua na Zona Norte da capital fluminense.

 Cantor e namorada são presos suspeitos de tráfico em shows no RJ - Divulgação/Polícia Civil do Rio de Janeiro - Divulgação/Polícia Civil do Rio de Janeiro
Imagem: Divulgação/Polícia Civil do Rio de Janeiro

O delegado responsável pelo caso, Felipe Santoro, diz acreditar que Diego e Andreas fazem parte de uma quadrilha especializada em tráfico internacional de drogas. "Acredita-se que Diego e Andreas, juntos com outros investigados, façam parte de uma associação para o tráfico transnacional, liderados por estrangeiros que Ingressam com a droga sintéticas no Brasil, oriunda da Europa", disse Santoro.

Titular da 13ª DP, em Ipanema, o delegado também falou sobre a relação da namorada de BigNato no comércio de entorpecentes: "Acredita-se que ela contribuía no tráfico de drogas, haja vista que era amiga dele há anos e frequentava as festas eletrônicas onde ambos vendiam as drogas".

O casal foi detido na casa da própria Leidiane. Durante a abordagem, a polícia conseguiu encontrar drogas, materiais para embalo de entorpecentes, balança de precisão, rádio transmissor e um simulacro de arma de fogo.

Diego e a companheira inicialmente negaram qualquer tipo de envolvimento com a quadrilha estrangeira, mas o cantor admitiu, em depoimento, a posse da droga e que também conhecia Andreas. Os dois foram autuados por tráfico e associação ao tráfico.

Ostentação nas redes sociais

O cantor tem quase quatro mil seguidores no Instagram. Em algumas fotos, BigNato chega a ostentar cordões e relógios de ouro.

 Cantor e namorada são presos suspeitos de tráfico em shows no RJ - Reprodução/Instagram - Reprodução/Instagram
Imagem: Reprodução/Instagram

Em uma foto postada na página, Diego postou uma foto segurando uma arma de fogo — que seria falsa — chega ainda anunciar o comércio de entorpecentes. Na publicação, ele escreveu: "Paco de 100 na mochila, com a grana e com a droga".

As investigações do caso vão continuar nos próximos dias. O delegado Felipe Santoro não descartou a possibilidade de parceria com outros países da Europa e estados brasileiros para ajudar a deter a quadrilha internacional.

O UOL entrou em contato com a empresa responsável pelo cantor. Por meio de nota, ela informou apenas que gerencia a carreira musical e não possui conhecimento ou envolvimento com a vida paralela do músico. A reportagem também entrou em contato com o advogado do músico, mas não teve resposta até a publicação da matéria.

Cotidiano