PUBLICIDADE
Topo

Cotidiano

Conteúdo publicado há
1 mês

Homem é suspeito de matar o irmão em briga por causa de louça suja em SP

Jhonatan Willian Batista de Souza foi preso suspeito da morte de Jefferson Lucas Batista de Souza (direita) - Reprodução/Instagram
Jhonatan Willian Batista de Souza foi preso suspeito da morte de Jefferson Lucas Batista de Souza (direita) Imagem: Reprodução/Instagram

Daniel César

Colaboração ao UOL, em Pereira Barreto (SP)

25/02/2021 11h22

Uma briga por conta de uma pilha de louça suja terminou em tragédia na cidade de Andradina, no interior de São Paulo. Um homem de 26 anos foi preso suspeito de matar o irmão, de 27, a tesouradas na noite de ontem.

O caso chocou o município de 57 mil habitantes e que fica a 629 km de São Paulo. Jhonatan Willian Batista de Souza foi preso em flagrante e estava em estado de choque depois do crime cometido contra Jefferson Lucas Batista de Souza.

Segundo apurou o UOL junto à Polícia Civil da cidade, os dois irmãos moravam na mesma residência, no bairro Quinta das Castanheiras, e começaram a bater boca por causa da louça suja que um deles deveria ter lavado. A discussão acabou avançando para agressões físicas de ambos os lados.

De acordo com as investigações preliminares, no auge da briga, Jhonatan teria se apossado de uma tesoura e ido contra o irmão, acertando um golpe fatal no coração da vítima. O Serviço Básico de Vida do Corpo de Bombeiros foi acionado para atender a ocorrência.

Ao UOL, o Corpo de Bombeiros confirmou a ocorrência e que Jefferson havia perdido muito sangue e estava em meio a uma parada cardiorrespiratória. Foram feitos os primeiros-socorros e ele foi levado às pressas a UPA (Unidade de Pronto Atendimento), mas não resistiu aos ferimentos e morreu pouco depois de dar entrada ao local.

"Um crime banal que terminou em tragédia e [para] o irmão já caiu a ficha", disse o delegado de Polícia Civil, Thiago Barroco, responsável pelo caso. Jhonatan foi preso em flagrante e irá responder por homicídio.

Ele deverá passar por uma audiência de custódia nos próximos dias, onde um juiz decidirá se ele permanecerá preso ou responderá o processo em liberdade.

Cotidiano