PUBLICIDADE
Topo

Cotidiano

Secretário diz que Marcinho VP é 'cara mais importante' da segurança do RJ

Raphael Montenegro, secretário de Administração Penitenciária do Rio - MAGA JR/O FOTOGRÁFICO/ESTADÃO CONTEÚDO
Raphael Montenegro, secretário de Administração Penitenciária do Rio Imagem: MAGA JR/O FOTOGRÁFICO/ESTADÃO CONTEÚDO

Igor Mello

Do UOL, no Rio

17/08/2021 15h00

Preso pela Polícia Federal, Raphael Montenegro, secretário de Administração Penitenciária do Rio, disse ao traficante Marcinho VP que o líder do Comando Vermelho é o "cara mais importante" da segurança pública do Rio. Montenegro foi exonerado após ser preso na manhã de hoje.

A conversa com o traficante ocorreu durante visita de Montenegro ao Presídio Federal de Catanduvas (PR) entre 27 e 28 de maio. Ele estava acompanhado de dois auxiliares: os subsecretários Wellington Nunes da Silva e Sandro Farias Gimenes, que também foram presos.

Os diálogos foram gravados por escutas ambientais mantidas pelo Depen (Departamento Penitenciário Nacional) no Presídio de Catanduvas, e citados na decisão da Justiça Federal que autorizou as prisões após pedido do MPF (Ministério Público Federal).

Em conversa com Marcinho VP e outras lideranças da maior facção de tráfico de drogas do Rio, Montenegro negociou a volta deles para presídios no Rio.

Ele afirmou diversas vezes que não via problema se os criminosos continuassem dando ordens e controlando comunidades de dentro da cadeia, tampouco que usassem celulares. Disse querer apenas que eles se comprometessem a não desestabilizar o sistema penitenciário do Rio.

Ao argumentar nesse sentido com Marcinho VP —conhecido como "presidente" do CV—, Montenegro afirmou reconhecer a importância do criminoso.

"A gente sabe que o Comando [CV], você é o frente do Comando, ninguém tem expectativa que você vá pro Rio pra largar a vida, a gente sabe, a gente têm consciência dos compromissos que você tem com os seus irmão, a gente têm consciência do compromisso que você tem com a facção, agora, a gente também sabe que você é um cara que no Rio, pô, pode baixar a poeira pra caralho né", afirmou.

"Você [Marcinho VP] é um cara que, porra, talvez você seja o cara mais importante que o Secretário de Segurança Pública no Rio."
Raphael Montenegro, secretário exonerado após ser preso

Reuniões com cúpula do CV

Na ocasião, Montenegro e seus subordinados se reuniram com dez das maiores lideranças do Comando Vermelho no estado: Claudinho da Mineira, FB, Marreta, Tineném, Biscoito, Cadu Playboys, Marcinho VP, Arafat, Trajano e Russão.

Após a exoneração de Montenegro, o delegado da PF Victor Poubel assume a Seap.

Em nota, o governo do estado do Rio de Janeiro afirmou que "se compromete a auxiliar no aprofundamento das apurações" sobre os crimes atribuídos ao ex-secretário.

A advogada Paloma Gurgel, que defende Marcinho VP, diz que ele é alvo de perseguição.

"Mais uma vez, o Márcio está sendo envolvido em ilações abusivas injustificadas. Ele não foi o único retirado do pátio da penitenciária federal: foram vários outros internos do Estado do RJ", diz a nota, em um dos trechos.

O UOL tenta contato com as defesas de Raphael Montenegro, Wellington Nunes da Silva e Sandro Farias Gimenes.

Cotidiano