PUBLICIDADE
Topo

Cotidiano

Conteúdo publicado há
4 meses

Funcionário dos Correios é preso suspeito de desviar cartões de banco em SP

Funcionário foi afastado, segundo a polícia - Divulgação/Polícia Civil
Funcionário foi afastado, segundo a polícia Imagem: Divulgação/Polícia Civil

Do UOL, em São Paulo

03/09/2021 18h09Atualizada em 03/09/2021 18h09

Um funcionário dos Correios foi preso ontem em São Vicente, no litoral de São Paulo, após ser flagrado utilizando cartões de crédito de terceiros para realizar compras indevidas em estabelecimentos da cidade. De acordo com agentes do 2º Distrito Policial de São Vicente, o homem é suspeito de desviar cartões de bancos. Ele foi detido com R$ 640 em espécie, 16 cartões e dois celulares.

As investigações começaram após uma das vítimas denunciar que o seu cartão havia sido utilizado em compras que ela não havia feito. Segundo a polícia, a mulher foi até a delegacia após receber uma mensagem de texto do banco informando o uso do cartão na quarta-feira (1). Em seguida, ela recebeu outra mensagem com uma tentativa de despesa de R$ 1.000 em um supermercado central que ela negou ter visitado.

Ao acessar o aplicativo do banco, a vítima comprovou as compras efetuadas em seu cartão. Agentes policiais conseguiram identificar o suspeito por meio de câmeras de segurança dos estabelecimentos. Nas imagens, o homem aparece com um uniforma dos Correios. A responsável por uma das agências da cidade confirmou que o suspeito era de fato funcionário da empresa.

A Polícia encontrou com o suspeito 15 cartões em nomes diversos, sem embalagens, dentro da carteira, bem como comprovantes de compras. O homem foi detido e já passou por audiência de custódia e foi liberado, segundo a polícia. A juíza responsável pelo caso determinou o afastamento temporário do funcionário.

Em nota enviada ao UOL, os Correios informaram que "estão apurando o caso e colaborando com as autoridades policiais". "A empresa reitera que considera inaceitável a conduta do empregado, totalmente dissociada dos padrões e valores defendidos pelos Correios. Por essa razão, a estatal está adotando todas as medidas disciplinares que o caso requer", diz comunicado.

Cotidiano