PUBLICIDADE
Topo

Cotidiano

Conteúdo publicado há
1 mês

Cabo se rompe e gaiola de guindaste mata mecânico em Varginha (MG)

Homem de 57 anos morreu após ser atingido por equipamento na empresa que trabalhava, em Varginha (MG) - Willian Boechat/ Varginha 24 horas
Homem de 57 anos morreu após ser atingido por equipamento na empresa que trabalhava, em Varginha (MG) Imagem: Willian Boechat/ Varginha 24 horas

Do UOL, em São Paulo

01/12/2021 20h59Atualizada em 01/12/2021 20h59

O mecânico de manutenção Mauro Firmino, 57, morreu na manhã de hoje no início do seu turno na empresa em que trabalhava em Varginha (MG). Uma análise preliminar indica que um cabo de aço se rompeu, fazendo com que uma gaiola de um guindaste de aproximadamente meia tonelada atingisse o funcionário. De acordo com o Corpo de Bombeiros, a queda foi de aproximadamente 10 metros de altura.

Ao UOL, a Polícia Militar confirmou que esteve no local com uma viatura de apoio. A Polícia Civil também realizou a perícia do local, segundo a empresa de material de construção. Todas as atividades foram suspensas pelo empregador após o acidente de trabalho.

Segundo o advogado da Crabi Indústria, Luciano Ferreira Lopes, a empresa deslocou equipe psicológica para prestar apoio à família de Mauro, além de já ter notificado a seguradora para ampará-los financeiramente. Ele era casado e tinha um filho.

"Em uma análise preliminar, indica-se um rompimento do cabo de aço da ponte rolante. Entretanto, não é possível uma conclusão específica sobre a causa do acontecimento, haja vista a necessidade de uma análise mais profunda por parte da perícia e dos órgãos competentes", informou Lopes ao UOL.

Após procedimentos da Polícia Civil, que vai elaborar laudo pericial, o corpo do funcionário foi encaminhado para o IML (Instituto Médico Legal). Após liberado, seu sepultamento ocorreu no final da tarde de hoje, às 17 horas, em Varginha.

Cotidiano