PUBLICIDADE
Topo

Cotidiano

Conteúdo publicado há
5 meses

Chuvas na BA: Governador cobra 'repasse substantivo' do governo Bolsonaro

Rui Costa (PT) tem protagonizado embate público com o Governo Federal após as fortes chuvas - Romildo de Jesus/Futura Press/Estadão Conteúdo
Rui Costa (PT) tem protagonizado embate público com o Governo Federal após as fortes chuvas Imagem: Romildo de Jesus/Futura Press/Estadão Conteúdo

Colaboração para o UOL

06/01/2022 08h46Atualizada em 06/01/2022 13h51

O governador da Bahia, Rui Costa (PT), cobrou, ontem (5), um "repasse substantivo" de recursos do Governo Federal, para atender às vítimas das fortes chuvas que atingiram o sul, extremo sul e sudoeste do Estado.

"Ainda não recebemos um repasse substantivo de recursos do Governo Federal. Eu tenho tido contato com representantes do governo, há interesse, mas a burocracia é muito grande e acaba não sendo acessível o recurso. Há cidades devastadas e não dá para esperar os repasses chegarem", escreveu nas redes sociais.

A atuação do Governo Federal na Bahia tem sido protagonizada por polêmicas. Um dos imbróglios ocorreu após o presidente Jair Bolsonaro (PL) prometer liberar crédito extraordinário de R$ 200 milhões ao Estado, porém, a portaria publicada no Diário Oficial da União distribuía o valor pelo Norte, Nordeste e Sudeste. Desse total, R$ 80 milhões seriam destinados aos nordestinos.

"R$ 80 milhões não dá para recuperar a Bahia, estado que tem vários rompimentos. Então eu faço um apelo no sentido de um aporte direcionado ao estado da Bahia", reclamou Rui Costa, durante evento em dezembro último com os ministros João Roma (Cidadania), Rogério Marinho (Desenvolvimento Regional) e Damares Alves (Mulher, da Família e dos Direitos Humanos). O governo, então, prometeu liberar mais recursos.

Mais de 800 mil atingidos

De acordo com a Sudec (Superintendência de Proteção e Defesa Civil da Bahia), já são 28.224 desabrigados na Bahia, 73.032 desalojados, 26 mortos e 520 feridos. O total de atingidos chega a 815.597 pessoas.

Os números correspondem às ocorrências registradas em 174 municípios afetados. Desse total, 163 estão com decreto de situação de emergência.

As localidades com vítimas fatais são: Amargosa (2), Itaberaba (2), Itamaraju (4), Jucuruçu (3), Macarani (1), Prado (2), Ruy Barbosa (1), Itapetinga (1), Ilhéus (3), Aurelino Leal (1), Itabuna (2), São Félix do Coribe (2), Ubaitaba (1) e Belo Campo (1).

Cotidiano