PUBLICIDADE
Topo

Cotidiano

Conteúdo publicado há
4 meses

Menina desaparecida em SP é encontrada morta e com sinais de violência

Policiais encontram o corpo da menina Lara Maria, 12 anos, desaparecida em Campo Limpo Paulista (SP) - Reprodução TV
Policiais encontram o corpo da menina Lara Maria, 12 anos, desaparecida em Campo Limpo Paulista (SP) Imagem: Reprodução TV

Do UOL, em São Paulo

20/03/2022 14h56Atualizada em 21/03/2022 09h21

O corpo da menina Lara Maria Oliveira Nascimento, de 12 anos, foi encontrado ontem à tarde (19), em Francisco Morato, na Grande São Paulo. Na última quarta-feira, ela saiu de casa para comprar um refrigerante e desapareceu.

De acordo com a assessoria de imprensa da Secretaria de Segurança de São Paulo, policiais da DIG (Delegacia de Investigações Gerais) localizaram o corpo, que foi reconhecido pelos parentes da vítima. Até o momento ninguém foi preso.

Em entrevista à TV TEM (Rede Globo), o delegado Rafael Diório contou que a menina tinha marcas de violência pelo corpo. A vítima foi encontrada em um matagal que fica a cerca de 5 km da residência da família.

"Eu não sei nem o que falar. Não tem muita coisa. Eu vi essa menina nascer e crescer. Isso é uma maldade, o que fizeram com ela", disse a tia da vítima, Renata Oliveira - em entrevista à emissora.

Lar Maria - Reprodução Internet - Reprodução Internet
Lara Maria, 12 anos, saiu para comprar refrigerante e desapareceu. O corpo dela foi encontrado com marcas de violência
Imagem: Reprodução Internet

O caso

No dia 16, Lara chegou da escola por volta das 12h. E logo em seguida saiu para ir a um mercadinho, na Rua Benedito de Azevedo, no Parque Santana, Campo Limpo Paulista, para comprar um refrigerante.

Depois que saiu do estabelecimento, não foi mais vista. Preocupados, os pais da menina registram um boletim de ocorrência. As buscas contaram com cães farejadores.

O corpo da vítima foi encontrado por um jardineiro que trabalhava na região. Ele avisou a polícia, que foi até o local e constatou que era Lara.

O caso foi registrado como homicídio. E exames necroscópicos foram solicitados. A polícia segue nas investigações e conta com as imagens de um comércio próximo ao matagal para conseguir alguma pista sobre o crime.

Cotidiano