PUBLICIDADE
Topo

Cotidiano

Olavo, Hélio Lopes e Ramagem: Biblioteca homenageia bolsonaristas; veja

Entrega de medalha na Biblioteca Nacional - Biblioteca Nacional
Entrega de medalha na Biblioteca Nacional Imagem: Biblioteca Nacional

Lola Ferreira

Do UOL, no Rio

01/07/2022 18h16Atualizada em 20/07/2022 12h04

Em meio a intelectuais e ex-servidores, a BN (Biblioteca Nacional) homenageou hoje, além do deputado federal Daniel Silveira (PTB-RJ), outros aliados do presidente Jair Bolsonaro (PL) com a medalha de Ordem do Mérito do Livro, comenda entregue a pessoas que manifestam proximidade com a leitura ou com a Biblioteca Nacional (veja a seguir a lista completa).

Houve uma homenagem póstuma ao guru do bolsonarismo Olavo de Carvalho, morto em janeiro. O delegado da PF e ex-diretor geral da Abin (Agência Brasileira de Inteligência), Alexandre Ramagem, o deputado federal Hélio Lopes (PL-RJ) e a deputada federal Chris Tonietto (PL-RJ) também foram homenageados. Fechada à imprensa, a cerimônia foi mantida em segredo até para funcionários da instituição.

Todo o evento foi levantado "a toque de caixa" —o que surpreendeu até alguns dos homenageados, conforme reconheceu o próprio presidente da BN, Luiz Ramiro Júnior.

Em nota, a Associação dos Servidores da Biblioteca Nacional afirmou que desaprova a homenagem.

"É ainda mais aviltante por acontecer num momento em que a instituição enfrenta um grave problema de desvalorização de seus servidores, sobrecarregados pela falta de concurso e pelas muitas aposentadorias recentes, além de seus salários defasados. Não é de se surpreender que tal homenagem tenha sido mantida em segredo, impedindo inclusive que os servidores manifestassem seu desacordo", diz a entidade.

Ao jornal O Globo Silveira afirmou que não sabe por que foi agraciado. Seu nome foi guardado a sete chaves, até a divulgação na coluna da jornalista Monica Bergamo, na Folha de S.Paulo. A lista completa dos homenageados só foi divulgada às 18h de hoje —com 134 nomes, quantidade abaixo dos 200 homenageados divulgados inicialmente.

Além do mistério com a lista completa, a Biblioteca Nacional não fez qualquer divulgação sobre o evento. A última entrega de medalha foi em 2006.

O tom sigiloso surpreendeu servidores. Sem dizer o motivo, a BN informou apenas ontem nas suas redes sociais que as visitas guiadas estavam suspensas por dois dias, voltando ao normal na segunda-feira (4).

Em seu site, a BN avisou: "O prédio-sede ficará fechado para o público externo (visitantes e pesquisadores) na quinta (30/06) e na sexta-feira (01/07) por motivos de força maior". O motivo era a entrega das medalhas.

Em seu discurso, publicado no fim da tarde de hoje no site da instituição, Ramiro Júnior afirmou que a cerimônia foi antecipada às pressas "em virtude da legislação eleitoral", que veda qualquer manifestação potencialmente interpretada como propaganda política. A Lei das Eleições, que versa sobre as proibições do tipo, é de 1997.

"Devido à antecipação, muitos laureados, que foram pegos de surpresa ao saberem que seus nomes haviam sido escolhidos para a recepção do prêmio, não puderam, naturalmente, comparecer. Compreendemos perfeitamente", disse Ramiro, completando que haverá entrega após o período eleitoral.

Presidente alinhado ao bolsonarismo

Os apoiadores de longa data do presidente Jair Bolsonaro (PL) dividem a lista com escritores e compositores de destaque da cultura brasileira e com servidores de anos da Biblioteca Nacional. A escritora Nelida Piñon está entre os homenageados, assim como a atriz Cássia Kis e a desembargadora Simone Schreiber.

Além dos parlamentares já citados, constam na lista os deputados estaduais do Márcio Gualberto (PL) e Samuel Malafaia (PL), irmão do pastor Silas e o vereador do Rio de Janeiro Carlo Caiado (DEM).

Fontes próximas à instituição afirmaram ao UOL que o alinhamento do presidente da Biblioteca ao bolsonarismo não é novidade, inclusive manifestado em um tom acima do seu antecessor, Rafael Nogueira. Ainda assim, destacam, Ramiro tem feito um trabalho considerado positivo por subordinados.

Diante disso, uma avaliação interna é que toda a correria e a surpresa na lista de homenageados se deva ao alinhamento. Há quem considere até uma "cortina de fumaça" e um ato eleitoreiro, o que, afirmam, não combina com a Biblioteca.

Ao longo do dia de hoje, alguns homenageados declinaram da homenagem após a divulgação do nome de Silveira. Os escritores Marco Lucchesi e Antônio Carlos Secchin, ambos imortais da Academia Brasileira de Letras (ABL), anunciaram hoje que se recusam a receber a medalha de Ordem do Mérito do Livro.

Veja lista dos homenageados divulgada pela Biblioteca Nacional

Adam Jayme Muniz
Adriana Falcão
Alberto José Vieira Pacheco
Alex Braga Muniz
Alexandre Cobbett Stael Cosme
Alexandre Ramagem Rodrigues
Alexandre Vasconcelos
Alfredo Duarte dos Santos
Alicia Duhá Lose
Allan Lyra
Ana Lúcia de Souza Santoro
Analine Castro
Anderson Moraes
André Cardoso
André Saddy
Antônio Carlos Secchin
Antonio Florencio de Queiroz Junior
Antônio Geraldo
Arno Wehling
Augusto Luis Rodrigues
Breno Zarranz
Bruno da Silva Antunes de Cerqueira
Carlo Caiado
Carlos Alberto Di Franco
Carlos Alberto Serpa de Oliveira
Carlos Eduardo Amaral
Carlos Minelli de Sá
Carlos Nejar
Cássia Kis
Chirlen Vieira da Silva
Chris Tonietto
Claudio A. Castro
Cláudio Magnavita
Cláudio Prado de Mello
Cleber Ranieri Ribas
Daniel Feffer
Daniel Silveira
Dante José Alexandre Cid
David Bezerra Ribeiro Soares
Denise Porto
Diego Drummond
Dom Lourenço Fleichman
Dr. Serginho
Edgard Leite Ferreira Neto
Elizete Higino
Elson Luiz de Oliveira Góis
Ester Caldas Guimarães Bertoletti
Fábio da Rocha Bastos Cajueiro
Fábio Frohwein de Salles Moniz
Felipe C. Pedri
Felipe Ziotti Narita
Filipe Soares
Flávio Morgenstern
Francisco Gomes da Costa
George Ermakoff
Georgiana Arce
Guilherme Gassenferth
Guilherme Pereira das Neves
Gustavo Brechesi Servilha
Gustavo Chaves Lopes
Helio Lopes
Jerson Lima da Silva
João Alberto de Araújo Lampert
João Batista Oliveira
João Diniz
João Eduardo Malheiro
Joaquim Marçal Ferreira de Andrade
Jorge Luiz Teles
Jorge Pimentel Cintra
José Carlos de Souza Netto
José Carlos Mathias
José Guilherme Ripper
José Isaac Peres
José Maria Braga
José Murilo de Carvalho
Jules Soto
Leandro Monteiro
Léia Pereira da Cruz
Lucas Jordão
Lúcia Bastos Pereira das Neves
Luciano Antonio Sibinel
Luciano Raposo de Almeida Figueiredo
Luís Carlos Verzoni Nejar
Luiz Eduardo Carneiro
Luiz Lima
Manoel Henrique Amorim
Marcello Basile
Marcelo Buhatem
Márcia Loureiro
Márcio Gualberto
Marcio Rangel
Marco Antônio Rodrigues Simões
Marcos da Veiga Pereira
Maria Celeste Fernandes Garcia
Maria Thereza Ribeiro Fortes
Miguel Ángel Márdero Arellano
Nélida Piñon
Octávio Sampaio
Olavo de Carvalho (póstumo )
Olavo de Mendonça
Paulo César Alvim
Paulo de Castro Coutinho
Paulo Fernando Costa
Paulo Sérgio
Pedro Alfonseca
Pedro Hermeto
Pedro Sette Câmara
Percival Puggina
Rejane Araújo Benning
Ricardo Borba D'Agua Almeida Braga
Ricardo Cravo Albin
Ricardo Henry Marques Dip
Ricardo Luiz Silveira da Costa
Roberta Malta
Roberto Motta
Robson Sheeny Pinto
Rodrigo M. do Nascimento
Rodrigo Sias
Rodrigo Trespach
Ronaldo Menegaz
Rosa Maria Araújo
Rosana Lanzelotte
Samuel Malafaia
Sérgio Pachá
Simone Schreiber
Soraya Santos
Sueli Voltarelli
Tamoio Athayde Marcondes
Tania Maria Casares de Queiroz
Thiago Pampolha
Thomas Giuliano
Victorino Coutinho Chermont de Miranda
Vitor Tavares

Cotidiano