Conteúdo publicado há 6 meses

Padre é atingido por tiro em assalto e crucifixo amortece impacto da bala

Um padre sobreviveu após ser atingido por um disparo de arma de fogo e o seu crucifixo amortecer o impacto do tiro. O caso ocorreu na noite de ontem (9), em Caxias do Sul (RS), a 126 km de Porto Alegre.

O que aconteceu:

Jairo Luis Gusberti levava duas catequistas para casa quando foi abordado pelos criminosos, no bairro Cristo Redentor, por volta das 21h.

O trio de assaltantes se aproximou do veículo dirigido pelo padre e um deles atirou, explicou o delegado Luciano Righes Pereira, que investiga o crime.

O tiro transfixou o para-brisa e atingiu o crucifixo na região do tórax do padre. Os criminosos fugiram e levaram o carro. "Eu fui protegido por Deus, esse é o testemunho que eu quero dar. De fato, o crucifixo, a cruz de Cristo que já nos salvou quando ele entregou a vida por nós, me salvou nessa noite passada também", disse Jairo Luis Gusberti, em entrevista à reportagem da RBS TV.

Jairo Luis Gusberti passou por um procedimento para retirar o projétil e foi liberado
Jairo Luis Gusberti passou por um procedimento para retirar o projétil e foi liberado Imagem: Reprodução/RBS TV

O padre explicou que só se deu conta que tinha sido atingido um tempo depois. "No primeiro momento, quando eles levaram o carro, eu ajudei as duas catequistas, fomos até a casa de uma delas. Depois que fui me dar conta que fui alvejado com uma bala", contou.

Jairo Luis Gusberti passou por um procedimento médico, está se recuperando e disse que segue rezando pelos assaltantes. "Rezar por estes também que executaram essa operação. Para que o amor de Deus os toque".

Segundo o delegado, a principal linha de investigação é a de latrocínio tentado. O crime é investigado pelo Draco (Delegacia de Repressão as Ações Criminosas Organizadas). Ninguém foi preso e os assaltantes não foram identificados.

Deixe seu comentário

Só para assinantes