Conteúdo publicado há 5 meses

Danúbia, ex-esposa do traficante Nem da Rocinha, deixa prisão

Danúbia de Souza Rangel, a ex-esposa do traficante Nem da Rocinha, deixou a cadeia nesta quinta-feira (11).

O que aconteceu

Alvará de soltura foi expedido após o término da pena. Danúbia estava presa em Benfica, na zona norte do Rio, desde outubro de 2017. Decisão foi assinada pelo juiz Carlos Eduardo Carvalho de Figueiredo, do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro.

Ela cumpriu pena por associação criminosa para o tráfico de drogas e corrupção ativa. Danúbia foi acusada de ter assumido o comando do tráfico de drogas da Rocinha após a prisão do marido.

Danúbia era responsável por transmitir as ordens de Nem. A mulher também foi acusada de pagar propina a policiais militares para ter informações sobre ações na favela.

Em 2020, Danúbia teve a pena reduzida

Pena passou de 17 anos e quatro meses de prisão para oito anos, dois meses e 20 dias. Em 2020, a Justiça acolheu pedido da defesa e diminuiu a pena de Danúbia.

Essa foi a segunda vez que a defesa conseguiu reduzir sua pena. Em março de 2016, Danúbia, chamada de "Xerifa da Rocinha", foi condenada a 28 anos de prisão por associação ao tráfico, corrupção ativa e tráfico de drogas. Em 2018, ela foi absolvida da acusação de tráfico de drogas e teve a pena reduzida de 28 anos para 17 anos e quatro meses de prisão.

Na cadeia, ela chegou a conseguir a progressão de pena para o regime semiaberto. Nessa modalidade, os presos podem ganhar autorização para deixar o presídio e trabalhar, estudar ou visitar a família. Mas foi punida e colocada em isolamento na cadeia por tirar "selfies" dentro da cela.

Em 2020, a Justiça decidiu que Danúbia Rangel Souza deveria voltar a cumprir pena em regime fechado. Segundo o jornal O Globo, em outubro de 2019, uma vistoria encontrou um celular na prisão com uma selfie de Danúbia. Ela recebeu uma punição administrativa da direção da unidade, sendo colocada em isolamento e tendo visitas suspensas.

Deixe seu comentário

Só para assinantes