Conteúdo publicado há 23 dias

Jovem de 19 anos é morta no Rio por ex que não aceitava fim do namoro

Uma jovem de 19 anos foi assassinada ontem (25) no bairro do Santo Cristo, região portuária do Rio de Janeiro. O ex-namorado confessou o crime.

O que aconteceu

Tawan Lima Gomes não aceitava o fim do relacionamento com Maria Eduarda Carvalho Vasconcellos, disseram à GloboNews parentes da vítima. Agentes encontraram o corpo da atendente de lanchonete na casa do rapaz, que confessou ter matado a jovem, informou reportagem.

Ex-namorado matou a ex na frente da filha, segundo a polícia. O casal tinha uma filha de três anos, e a criança estava na casa no momento do assassinato. O crime ocorreu durante a madrugada, logo depois que ela saiu do trabalho em uma lanchonete.

Tawan foi preso no local do crime e autuado em flagrante por feminicídio. O DHC (Delegacia de Homicídios da Capital) informou ao UOL que "o autor da morte de Maria Eduarda Carvalho Vasconcellos foi detido no local e conduzido à delegacia por policiais militares".

Tawan Lima Gomes é acusado de matar a ex-companheira no Rio
Tawan Lima Gomes é acusado de matar a ex-companheira no Rio Imagem: Reprodução/GloboNews

Causas da morte: o atestado de óbito aponta traumatismo craniano, broncoaspiração e ação contundente, segundo informação da GloboNews.

Familiares contaram que Tawan era ciumento, possessivo e violento. Os dois haviam terminado cerca de seis meses atrás, e ele não aceitava o fim do relacionamento com Maria Eduarda. "Ele sempre foi agressivo, sempre manipulava ela nas coisas. Não [imaginei que terminasse assim]", disse Yasmin à emissora.

A Isabelle era tudo pra mim, uma verdadeira irmã. Ela era a minha única irmã, que eu considerei o tempo todo, o tempo todo, só ela. Yasmin, irmã da vítima, em entrevista à GloboNews

Deixe seu comentário

Só para assinantes