Conteúdo publicado há 23 dias

João Pessoa registra metade das chuvas previstas para maio em 12 horas

A cidade de João Pessoa, capital da Paraíba, registrou nesta terça-feira (28) pelo menos metade de todo o volume de chuva esperado para o mês de maio.

O que aconteceu

Foram registrados 125 milímetros de chuva em 12 horas. Os dados são da Aesa-PB (Agência Executiva de Gestão das Águas da Paraíba).

Pelo menos 10 pontos da capital tiveram trânsito bloqueado em decorrência dos alagamentos. De acordo com a Semob-JO (Superintendência Executiva de Mobilidade Urbana de João Pessoa), além da interrupção temporária do tráfego em algumas vias devido os alagamentos, vários semáforos também apresentaram problemas — todos já voltaram a funcionar, conforme a pasta.

Ventos fortes provocaram a queda de quatro árvores. Foram registradas as quedas nas ruas Tabelião Estanislau Eloy, Três Ruas, Rangel e Parque Solon de Lucena — a prefeitura recomenda que a população evite circular por essas áreas.

Até o momento, não há registro de ocorrências graves. Não foi informado se há feridos ou desalojados. Vídeos divulgados nas redes sociais mostram diversas casas alagadas e carros quase submersos pelas águas.

Defesa Civil de João Pessoa recomenda que moradores deixem áreas de risco "a qualquer sinal de anormalidade". Segundo o coordenador do órgão, Jailton Gomes, equipes da Coordenadoria Municipal de Proteção e Defesa Civil estão nas ruas para monitoras barreiras, encostas e as margens dos rios.

Coordenador diz que chuva não estava prevista. "Inicialmente, não havia previsão de chuva para esta terça em João Pessoa. O alerta do Inmet chegou às 7h21, já na cor laranja. E em seis horas choveu metade do esperado para todo o mês de maio. Reforçamos que a qualquer movimentação de massa nas encostas, abandone o local e entre em contato com a Defesa Civil", declarou Gomes.

João Pessoa permanece em estado de alerta até às 10h desta quarta-feira (29). Conforme o Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia), a capital tem previsão de chuvas de 30 milímetros a 60 milímetros por hora ou de 50 a 100 milímetros por dia, com risco de alagamentos, deslizamentos e transbordamento de rios.

Deixe seu comentário

Só para assinantes