Conteúdo publicado há 18 dias

'Rei da Maconha': pernambucano procurado em 40 países é preso na Bolívia

Operação realizada entre as forças policiais do Brasil e da Bolívia capturou o traficante pernambucano conhecido como "Rei da Maconha", que estava foragido da Justiça e era procurado em mais de 40 países.

O que aconteceu

Luiz Antônio Alves de Souza, 53, foi preso na terça-feira (28), em Puerto Quijarro, na fronteira da Bolívia com o Brasil. A prisão dele aconteceu em virtude de assaltos bancos, segundo informações do Ficco (Força Integrada de Combate ao Crime Organizado).

"Rei da Maconha". Luiz é apelidado dessa forma por ser um dos principais fornecedores de drogas no estado de Pernambuco, além de integrar uma facção criminosa, conforme o Ficco.

Traficante estava foragido da Justiça brasileira e era procurado em mais de 40 países pela Interpol. Ele fugiu do sistema penitenciário de Pernambuco em abril de 2022, onde cumpria penas por crimes como tráfico de drogas, assalto a banco, roubo, porte de arma de uso restrito e falsificação de documentos.

Luiz Antônio foi transferido de avião para o Aeroporto Internacional do Recife. Posteriormente, ele foi encaminhado por agentes ao sistema prisional do estado e se encontra à disposição da 2º Vara Regional de Execução Penal do Tribunal de Justiça de Pernambuco.

O UOL entrou em contato com o TJPE para questionar para qual unidade o preso foi levado e perguntar se já há defesa constituída, mas não obteve retorno. Em caso de resposta, esta matéria será atualizada.

Deixe seu comentário

Só para assinantes