PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Campanha quer proibir 'cadeados do amor' nas pontes de Paris

Charles Platiau/Reuters
Imagem: Charles Platiau/Reuters

Do UOL, em São Paulo

31/03/2014 12h48

Uma campanha contra os chamados "cadeados do amor" está causando comoção em Paris. De acordo com o jornal britânico "The Guardian", duas norte-americanas iniciaram uma campanha e uma petição que pede a proibição da colocação de cadeados nas pontes sobre o rio Sena, uma tradição mantida por milhares de casais que visitam a capital francesa todos os anos.

As norte-americanas afirmam que além de alterar a estética das pontes, o peso dos cadeados cria um risco para quem passa pelas pontes.

A "lenda" diz que os cadeados afixados nas pontes sobre o rio Sena, especialmente na conhecida ‘Pont des Art’, são um símbolo de amor duradouro.

Por toda a capital francesa é possível ver pontes completamente tomadas pelos cadeados, a maioria deles com os nomes dos casais apaixonados gravados. As autoridades francesas estimam que pelo menos 700.000 cadeados estão presos a pontes em Paris.

Lisa Anselmo, uma norte-americana que vive em Paris e é uma das co-fundadoras da campanha conhecida como ‘No Love Locks’ (Não aos cadeados do amor, em tradução livre), afirma que os cadeados são um risco para a cidade.

“Isso está for a de controle. As pessoas estão escalando os postes de iluminação para prender os cadeados sobre a ponte, arriscando as suas vidas. Isso é uma espécie de mania. Não é mais sobre romance... é somente sobre dizer ‘eu fiz’”, diz Lisa Anselmo.

A petição iniciada por ela e uma amiga já tem 1.700 assinaturas e conta com o apoio do prefeito de um dos distritos da cidade, Jean-Pierre Lecoq. Ele se preocupa com a possibilidade de um cadeado cair sobre pessoas que passeiam de barco pelo Sena. 

“Qualquer objeto relativamente pesado caindo de uma certa altura pode causar um ferimento a um passageiro, ou mesmo uma morte”, disse Lecoq à rádio RTL em agosto do ano passado.

Ainda de acordo com o "The Guardian", Lisa Anselmo enfatiza o risco causado pelos cadeados à estrutura das construções. Ela explica que o peso dos cadeados pode fazer com que algumas pontes, como a ‘Pont des Arts’, desabe.

“O peso dos cadeados representa uma preocupação com a segurança. A Pont des Arts é apenas uma pequena passagem para pedestres e está suportando uma carga de 93 toneladas por metro de cadeados”, diz.

A campanha, porém, não é bem vista por parisienses e por turistas. O conselho da cidade, preocupado com o impacto que uma proibição aos "cadeados do amor" poderia ter no turismo, tem resistido a tomar uma atitude oficial.

No site da prefeitura de Paris, porém, as autoridades aos turistas que adotem uma espécie de "cadeado virtual", conhecido como “e-love lock”, em vez de prender um cadeado de metal nas pontes parisienses.

Adam Driver, que já fixou seu cadeado em uma das pontes de Paris, discorda da campanha. “[A tradição] é icônica e seria uma pena perder todos esses cadeados que guardam tantas memórias de tantas pessoas”, diz.

(Com informações do The Guardian)

Internacional