Itamaraty condena novo teste nuclear feito pela Coreia do Norte

Do UOL, em São Paulo

O Brasil "condenou veementemente" o novo teste nuclear feito pela Coreia do Norte neste domingo (3). "O exercício militar que teria envolvido a detonação de bomba de hidrogênio constitui inaceitável ato de desestabilização da segurança na região", diz nota do Itamaraty. 

O governo brasileiro afirmou que reitera seu apoio às resoluções aprovadas pelo Conselho de Segurança das Nações Unidas e defende o cumprimento das normas pela Coreia do Norte. Segundo o Itamaraty, é fundamental que se restabeleçam as condições para negociações de paz na península coreana.

"O Brasil foi um dos líderes das negociações que resultaram na recente adoção, no âmbito da Organização das Nações Unidas, do Tratado de Proibição de Armas Nucleares. O uso pacífico da tecnologia nuclear é compromisso expresso na Constituição Federal do país", diz a nota.

O novo teste foi executado por ordem direta do líder Kim Jong-un, segundo a televisão estatal norte-coreana. 

Condenação internacional

O teste nuclear também foi condenado pela comunidade internacional. O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, disse que "as palavras e as ações da Coreia do Norte continuam sendo muito hostis e perigosas aos EUA".

A União Europeia chamou de "grave provocação" o teste, e acrescentou que se trata de uma nova violação "direta e inaceitável" das obrigações internacionais de Pyongyang.

(Com agências)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos