PUBLICIDADE
Topo

Embaixada dos EUA em Pequim confirma explosão de bomba com um ferido

Oficiais chineses trabalham perto do local onde explosivo foi detonado nesta quinta-feira - Mark Schiefelbein/AP Photo
Oficiais chineses trabalham perto do local onde explosivo foi detonado nesta quinta-feira Imagem: Mark Schiefelbein/AP Photo

Do UOL, em São Paulo

26/07/2018 03h23Atualizada em 26/07/2018 06h58

A embaixada dos Estados Unidos em Pequim confirmou que na tarde desta quinta-feira (26) ocorreu a explosão de uma bomba nos arredores do edifício e que o responsável pelo ataque, um homem de 26 anos, ficou ferido e acabou preso.

"Houve uma explosão hoje, por volta das 13h (horário local, 2h de Brasília), no espaço público fora do complexo da embaixada", afirmou à agência Efe um porta-voz da embaixada.

"Além do autor, não há mais feridos", acrescentou o porta-voz, ressaltando que a polícia chinesa "respondeu ao incidente".

Fotos e vídeos postados nas redes sociais imediatamente após o ocorrido mostram uma nuvem de fumaça saindo do local, onde policiais permanecem fazendo cerco e tentando impedir novos registros, inclusive de jornalistas.

Pouco antes, a mídia estatal chinesa informou que uma mulher teria sido detida após pulverizar gasolina em si mesma, numa "tentativa de autoimolação". O fato teria ocorrido por volta das 11 horas (0h em Brasília) e não se sabe se tem relação com o incidente posterior. 

Um correspondente da rede britânica BBC informou que, apesar do incidente, as atividades foram retomadas na embaixada logo em seguida, bem como as filas para expedição de visto. (Com agência Efe)