PUBLICIDADE
Topo

Em Pacaraima, 65% dos boletins de ocorrência envolvem venezuelanos, diz Polícia Civil

Bruno Santos/ Folhapress
Imagem: Bruno Santos/ Folhapress

Do UOL

Em São Paulo*

30/08/2018 09h53

Em Pacaraima, cidade de Roraima na fronteira com a Venezuela, 65% dos 1.136 boletins de ocorrência abertos na cidade entre janeiro e agosto de 2018 envolvem imigrantes venezuelanos como suspeitos. O levantamento é do jornal O Estado de S.Paulo, com base em informações da Polícia Civil de Roraima.

Com 12 mil habitantes, a cidade de Pacaraima estima em mil o número de venezuelanos vivendo nas ruas da cidade. Há duas semanas, um grupo de moradores ateou fogo e expulsou venezuelanos que vivem por lá. 

Em resposta, o governo federal autorizou, na última terça-feira (28), o envio das Forças Armadas para a região de fronteira.

Leia também:

O número de boletins de ocorrência envolvendo venezuelanos este ano é quase seis vezes maior do que em todo o ano de 2016, quando houve 128 registros. Em 2018, foram instaurados 69 inquéritos e 39 venezuelanos foram presos em flagrante ou indiciados.

"A maioria é de crimes de roubo, furto, lesão corporal e ameaça", publicou a delegada geral Giuliana Castro Lima, no Facebook. "É natural: quando existe maior número de pessoas, há aumento de alguns índices de violência", contextualiza o professor da UFRR João Carlos Jarochinski, especialista em Relações Internacionais ouvido pela Agência Estado.

Com Estadão Conteúdo e AFP