Informações sobre o álbums
  • editoria:
  • galeria:
  • link: http://noticias.uol.com.br/meio-ambiente/album/2016/03/07/novas-especies-2016.htm
  • totalImagens: 15
  • fotoInicial: 15
  • imagePath:
  • baixaResolucao: 0
  • ordem: ASC
  • legendaPos:
  • timestamp: 20160307184924
    • Meio ambiente [11359]; Novas espécies [64528]; Ciência [45097];
Fotos

7.mar.2016 - Pesquisadores identificaram uma nova espécie de anfíbio que vive na floresta Amazônica, em área do Brasil e da Guiana Francesa. No Brasil, a perereca Hypsiboas diabolicus, como foi nomeada, foi encontrada em três municípios do Amapá - Oiapoque, Laranjal do Jari e Mazagão Iepa (Instituto de Pesquisas Científicas e Tecnológicas do Estado do Amapá) Mais

8.mar.2016 - Uma rã terrestre de sobrancelhas amarelas que mora na cordilheira oriental da Colômbia foi identificada como nova espécie por pesquisadores do Instituto Humboldt. A nova espécie, chamada de "Pristimantis macrummendoza", habita pântanos do complexo Iguaque Merchán, no norte do município de Arcabuco, no departamento de Boyacá Ariel Parrales Ramírez/Instituto Humboldt Mais

9.mar.2016 - Uma nova espécie de rã, descoberta por pesquisadores na Serra do Japi, em Jundiaí (SP), canta e dança para se comunicar. A 'Hylodes japi' - a rãzinha-da-correnteza - foi descrita pela primeira fez por Fábio Perin de Sá e Célio Haddad, do Instituto de Biociências (IB) da Universidade Estadual Paulista (Unesp), do câmpus de Rio Claro, na revista científica PloS One Hylodes lateristrigatus/Unesp/Divulgação Mais

5.mai.2016 - Um museu do sul da China determinou que um bicho-pau de uma nova espécie descoberta em 2014 e que mede 62,4 centímetros de comprimento é o inseto mais longo do mundo até agora conhecido Xinhua Mais

24.mai.2016 - Descoberta em uma caverna do Brasil, cujas câmaras interiores se inundam durante a época de chuvas, a Iuiuniscus iuiuensis é um inseto que pode ser da ordem dos isópodes. Essa cochonilha anfíbia cega e despigmentada tem placas cônicas na base das patas, que lhe dão aspecto espinhoso e um comportamento peculiar: Para mudar seu exoesqueleto são construídos refúgios esféricos de barro ESF Top 10 New Species of 2016 Mais

24.mai.2016 -Uma das 60 espécies de libélulas e cavalinho do diabo descobertos na África. Seu nome e seu gênero combinados coincide com o título do disco Ummagumma do Pink Floyd, que, no jargão de Cambridge, significa fazer o amor ESF Top 10 New Species of 2016 Mais

3.jun.2016 - O Museu de História Natural de Cleveland, nos Estados Unidos, identificou uma nova espécie de louva-a-deus e a batizou inspirando-se em Ruth Bader Ginsburg, a decana da Suprema Corte dos Estados Unidos. O Ilomantis ginsburgae presta uma homenagem à luta pelos direitos das mulheres e pela igualdade sexual, objetivos pelos quais a magistrada de 83 anos lutou ao longo de sua carreira Rick Wherley / Cleveland Museum of Natural History Mais

6.jun.2016 - Cientistas descobriram sete novas espécies da aranhas-pavão em arbustos na costa sul da Austrália. As aranhas chamam a atenção pelas cores de seu abdômem e pela aparência peluda. Minúsculas, elas cabem na ponta do dedo polegar. As aranhas-pavão também possuem rituais elaborados de acasalamento, nos quais dançam para atrair o pretendente. As novas aranhas foram encontradas pelos biólogos Jurgen Otto e David Knowles. Com as novas representantes, o gênero Maratus, ao qual pertencem as aranhas-pavão, passa a ter 48 espécies confirmadas Jurgen Otto/Reuters Mais

22.jun.2016 - Considerada uma das aves mais rara do mundo, a brasileira rolinha-do-planalto (Columbina cyanopis) foi redescoberta por um grupo pesquisadores após passar 75 anos sem ser vista na natureza. Assim que avistou a ave, em junho de 2015, o ornitólogo Rafael Bessa estabeleceu contato com o Observatório de Aves, do Instituto Butantan. Com o apoio do Butantan e da Save Brasil (Sociedade para a Conservação das Aves do Brasil) foram iniciados estudos sobre a espécie, criticamente ameaçada de extinção, principalmente pela destruição do Cerrado brasileiro, seu habitat. Até o momento, os ornitólogos encontraram apenas 12 aves da espécie Save Brasil/Divulgação Mais

6.jul.2016 - Pesquisadores colombianos e uruguaios descobriram descoberta em uma região próxima ao município de Aracataca, no departamento caribenho de Magdalena, na Colômbia, uma nova espécie de tarântula e a denominaram "Kankuamo Marquezi". O nome faz referência ao vencedor do prêmio Nobel de Literatura, Gabriel García Márquez, que nasceu na região, e ao grupo indígena Kankuamo Dirk Weinmann/Divulgação Mais

15.jul.2016 - Uma nova espécie de anfíbio chamada "Pseudopaludicola jaredi" foi descoberta por brasileiros. O animal é minúsculo. Para se ter uma ideia do tamanho, os machos da espécie medem em média 1,54 centímetros enquanto uma moeda de R$ 1 tem 2,7 centímetros. Até o momento, os sapos foram encontrados em Viçosa do Ceará (CE) e em Nísia Floresta (RN). O nome da espécie, já publicada no periódico alemão Salamandra, foi dado em homenagem ao biólogo Carlos Jared, do Instituto Butantan, em São Paulo Daniel Loebmann/ Divulgação Mais

Três novas espécies de aranhas saltadoras foram registradas na Colômbia, informou nesta segunda-feira a Universidade Nacional. Trata-se da Chapoda gaitana, encontrada no departamento de Tolima, no centro do país; da Chapoda sanlorenzo, encontrada na área rural da cidade caribenha de Santa Marta; e da Chapoda suaita, proveniente de uma floresta andina Divulgação/Universidad Nacional Mais

As terras do vulcão Masaya, na Nicarágua, são conhecidas como zona morta, por serem afetadas pelo magma e pela fumaça. Os cientistas acreditavam que as condições nocivas acabariam com qualquer vestígio de vida, mas encontraram sobreviventes, uma espécie de pequenas abelhas, a "Anthophora squammulosa". Uma população de 2 mil abelhas vive entre as cinzas vulcânicas e suporta as altas temperaturas e até chuvas ácidas causadas pelos gases do vulcão Hilary Erenler/ Science Mais

8.set.2016 - Uma equipe de biólogos do Instituto de Biologia da Universidade Federal de Uberlândia (MG) descobriu uma nova espécie de libélula. O macho tem o corpo azulado e a fêmea alaranjado. A espécie foi descoberta em 2014 e o artigo científico publicado em agosto de 2016, na revista Zootaxa, especializada em taxonomia. O inseto recebeu o nome de Erythrodiplax Ana, em homenagem à esposa de um dos membros da pesquisa, que estava grávida na época Divulgação Mais

18.nov.2016 - Cientistas da Academia Eslovena de Artes e Ciências descobriram uma nova espécie de aranha capaz de se disfarçar como uma folha seca de árvore. O aracnídeo foi descoberto em 2011, mas foram necessários cinco anos para determinar que se tratava de uma espécie diferente. O aracnídeo ainda não tem nome científico, nem descrição detalhada, mas pertence ao gênero Poltys, uma família com mais de 3.000 espécies. Os pesquisadores acreditam que ela não foi descoberta antes por ter hábitos discretos, um estilo de vida noturno e essa capacidade de se esconder não só dos predadores, mas também dos cientistas Matjaz Kuntner/Academia Eslovena de Artes e Ciências Mais

Novas espécies 2016

Mais álbuns de Ciência e Saúde x

Últimos álbuns de Meio Ambiente

UOL Cursos Online

Todos os cursos