Informações sobre o álbums
  • editoria:
  • galeria:
  • link: http://noticias.uol.com.br/meio-ambiente/album/2016/12/21/monstros-em-miniatura-o-assustador-mundo-dos-insetos.htm
  • totalImagens: 13
  • fotoInicial: 1
  • imagePath:
  • baixaResolucao: 0
  • ordem: ASC
  • legendaPos:
  • timestamp: 20161221060000
    • Notícias [35976]; Ciência e Saúde [76752]; Insetos [12123]; Animais [17229]; Biologia [52598];
Fotos

Tirando a joaninha, os insetos não estão entre os animais mais queridos pela maioria das pessoas. Uma pequena barata pode despertar grandes pesadelos. Mas há um mundo ainda mais sombrio, no qual insetos gigantes, com formatos que parecem de monstros e patas horripilantes, podem assustar ainda mais. O UOL fez uma lista de insetos que mais parecem pequenos monstrinhos - alguns deles são maiores que a sua mão UOL Mais

Besouro Rinoceronte (Dynastes hercules) - Grandes os chifres, não!? São apêndices cefálicos e torácicos, utilizados durante as disputas entre machos por acasalamento. O besouro bom de briga também possui força descomunal. Ele consegue carregar cem vezes seu próprio peso - é como se um homem de cem kg pudesse carregar quatro elefantes asiáticos. Nativo da América do Sul, tem entre 4 cm e 9 cm e é muito resistente, podendo sobreviver em diferentes ambientes Wikimedia Mais

Besouro Elefante (Megasoma elephas) - Ele não possui chifres como os do besouro rinoceronte, mas é bem maior que o primo (são da mesma família), o que garante seu status de pequeno monstro. O macho da espécie pode medir mais de 12 cm. Os besouros elefantes são encontrados no sul do México, na América Central e nas florestas tropicais América do Sul. Apesar do jeito assustador, são uns amores. Alimentam-se da seiva de árvores e de frutos Manchester Museum Mais

Lagarta da Mariposa Brâmane (Brahmaea wallichii) - Parece a Malévola da história da Bela Adormecida, com mais chifres. Só que é apenas uma lagarta, de uma das maiores mariposas, a Brâmane. Como o nome indica, ela é típica do Butão. Seu habitat são florestas e sua comida são plantas. Quando vira mariposa, adota um hábito curioso: se perturbada, começa a se agitar ferozmente, mas sem voar. Será a Malévola? Igor Siwanowicz Mais

Weta Gigante (Deinacrida fallai) - O gigante da foto, digno de filme da Disney, não é nem grilo e nem gafanhoto. Trata-se de um weta, um primo distante dos gafanhotos, de uma subordem distinta. É típico da Nova Zelândia, onde há diferentes famílias de weta, todas marcadas pelo gigantismo. Um grande representante desse gênero de inseto pode ter mais de 10 cm sem contar as patas e pesar 70g, mais do que um passarinho! - é um dos mais pesados insetos já documentados. Possuem hábitos noturnos, se alimentam de frutas e ajudam na dispersão de sementes Mark Moffett Mais

Besouro Golias (Goliathus regius) - O Goliathus é um gênero de besouros cujos representantes figuram entre as maiores espécies de insetos conhecidas. Chama a atenção não apenas pelo enorme tamanho, mas também pelo peso incomum. Os machos alcançam facilmente 11 centímetros. Suas larvas podem pesar 100 gramas. Devido às medidas extraordinárias, o gênero tem no nome uma referência a Golias, personagem bíblico conhecido pelo tamanho e força descomunais. Vivem em florestas tropicais da África e se alimentam da seiva ou de frutas Reprodução Mais

Besouro Titã (Titanus giganteus) - Esse é o maior de todos os besouros conhecidos pela entomologia, figurando entre as maiores espécies de insetos do mundo. Os adultos chegam a 20 cm de comprimento, isso sem contar o tamanho das enormes antenas. Suas mandíbulas, utilizadas para cortar galhos de árvores, são fortes o suficiente para quebrarem um lápis de madeira. Por esse motivo, também são conhecidos como "serra-paus" Greenpacks.org Mais

Larva do besouro titã - Imagine as larvas desses besouros gigantes? Na foto está a larva do besouro Titan. Monstruosa, né!? O grande tamanho permite o acúmulo de nutrientes que são utilizados ao longo da vida do inseto adulto. Dá para entender agora porque esses gigantes são monstrengos inofensivos. Eles acumulam bastante energia para depois se virarem só com plantinhas Reprodução Mais

Mosca-escorpião (Panorpa communis) - O escorpião já é rápido e traiçoeiro. Imagine ele com asas. Ainda bem que não existe um monstro assim. Os exemplares machos dos mecópteros, também chamados de moscas-escorpião, possuem genitais aumentados que se assemelham ao ferrão de um escorpião. Existem cerca de 555 espécies agrupadas em nove famílias dessa ordem de insetos distribuídas por todo o mundo. Possuem pequeno e médio porte e se alimentam de vegetais ou de outros insetos. Inofensivos para os seres humanos, mas o "ferrão" assusta Wikimedia Mais

Louva-a-Deus diabólico (Idolomantis diabolica) - Uma contradição no nome ou uma completa heresia? Esse louva-a-Deus é um dos maiores que existem. Ele pode chegar a 13 cm e possui corpo que se camufla em flores. Para isso, tem variedade de cores no corpo, com tons de vermelho, branco, azul, roxo e preto. Quando ameaçado, adota pose intimidadora. Pode realmente parecer uma transfiguração diabólica. Mas não passa de um belo inseto que desperta interesse em quem cultiva como hobby. É típico de países da África, como Etiópia, Quênia e Somália Wikimedia Mais

Mariposa de plumas de Cebeles (Emmelina monodactyla) - Insetos com penas!? São as mariposas de plumas de Celebes, uma ilha da Indonésia. Pertencem à família Pterophoridae, da ordem dos Lepidópteros (das mariposas e borboletas). As asas dianteiras são hastes com cerdas. Existem outras mariposas com asas feitas de pequenas cerdas. Elas podem ser úteis contra espécie invasoras, mas também pragas que atacam plantações Wikimedia Mais

Membracídeo brasileiro (Bocydium globulare) - Também conhecido como soldadinho ou viuvinha, este inseto parece mais um monstrinho do Pokémon. Os diversos olhos pendurados em galhos sobre a cabeça do membracídeo brasileiro formam, na verdade, um bizarro capacete. Ele é membro da família dos membracídeos (Membracidae), parentes das cigarras e cigarrinhas. Na natureza, seu capacete pode ser confundido com espinhos, servindo para camuflagem. Ele vive em florestas e se alimenta de pólen Patrick Landmann/Reprodução Mais

Membracídeos (família Membracidae) - Você que está à caça intensiva de pokemóns virtuais pela cidade, esta notícia poderá mudar tudo o que sempre pensou sobre o mundo. Existem muito mais criaturas incríveis entre o solo e as copas das árvores do que imagina a nossa vã filosofia. São cerca de 3.200 espécies distribuídas em cerca de 600 gêneros da família dos membracídeos. Eles vivem em florestas e encontram-se em todos os continentes. Cansado de caçar pokemóns? Vire biólogo. Você só não precisará procurar membracídeos na Antártida, onde não há registros do inseto Nature Mais

Monstros em miniatura: descubra o assustador mundo dos insetos

Mais álbuns de Ciência e Saúde x

Últimos álbuns de Meio Ambiente

UOL Cursos Online

Todos os cursos