PUBLICIDADE
Topo

Ativistas do Greenpeace são presos em plataforma no Ártico

18/09/2013 12h02

Ativistas do Greenpeace foram presos tentando invadir uma plataforma de petróleo da Rússia para impedir perfurações no Ártico.

A entidade ambiental divulgou imagens que mostram dois ativistas tentando escalar a plataforma Prirazlomnaya e as forças de segurança entrando em uma de suas embarcações.

O projeto de perfuração, comandado pela estatal russa Gazprom, é a primeira tentativa da Rússia de exploração no Mar de Barents. O Greenpeace se opõe à exploração de petróleo no Ártico, argumentando que a atividade ameaça o meio ambiente local.

Segundo a organização, guardas costeiros russos dispararam onze tiros contra a embarcação do Greenpeace e os ativistas estariam estão sendo mantidos em um navio da costa costeira russa. Autoridades russas não comentaram o incidente.

A plataforma Prirazlomnaya deve começar a produzir petróleo até o final do ano que vem. O crescimento econômico do país depende de suas grandes reservas de gás e petróleo.

Em comunicado, o Greenpeace disse que, apesar de financiamento massivo, a Prirazlomnaya não está apta a realizar a garantir a produção segura de petróleo no Ártico.

Meio Ambiente