Exclusivo para assinantes UOL

Após fugirem de Egito e Tunísia, turistas europeus agora evitam a Turquia

Chloé Hecketsweiler

  • Ministério do Interior da Tunísia/AFP

    27.mar.2015 - Turistas ficam sob a proteção da brigada antiterrorismo no Museu do Bardo, em Túnis (Tunísia), durante um ataque de jihadistas em março de 2015

    27.mar.2015 - Turistas ficam sob a proteção da brigada antiterrorismo no Museu do Bardo, em Túnis (Tunísia), durante um ataque de jihadistas em março de 2015

Situado no coração do bairro boêmio de Karaköy, o antigo prédio do Crédito Otomano é um dos emblemas da renovação turística de Istambul. Construído em 1867, o edifício foi modernizado em 2014 por um badalado arquiteto turco e hoje abriga um hotel e uma galeria de arte. O conceito, que mira em uma clientela chique e descolada, está em voga: três outros prédios foram renovados desde 2010 por seu proprietário, um grupo turco chamado The House Hotel. Mas, no último ano, a onda de atentados associada à guerra na Síria e à retomada do conflito curdo tem complicado consideravelmente os negócios.

UOL Cursos Online

Todos os cursos