Exclusivo para assinantes UOL

Senegal deporta ex-detidos de Guantánamo enquanto outros países estudam fazer o mesmo

Charlie Savage, Declan Walsh e Dionne Searcey

Em Washington (EUA)

  • Richard Perry/The New York Times

    8.jun.2010 - Detento caminha no Campo 4 do Camp Delta, na base de Guantánamo

    8.jun.2010 - Detento caminha no Campo 4 do Camp Delta, na base de Guantánamo

No esforço do então presidente Barack Obama para fechar a prisão de Guantánamo, seu governo fez acordos com cerca de 35 países para receberem detidos de baixo risco originários de países perigosos. Reinstalá-los em lugares estáveis aumentaria as chances de que eles vivessem pacificamente, afirmavam as autoridades, em vez de enfrentar processos ou derivar para a militância islâmica.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos