Exclusivo para assinantes UOL

Crise do Qatar mostra que os EUA não podem se dar ao luxo de uma instabilidade no Golfo Pérsico

Ilan Goldenberg

  • Fayez Nureldine/ AFP

    Homem passa diante de anúncio da Qatar Airways em Riad, na Arábia Saudita

    Homem passa diante de anúncio da Qatar Airways em Riad, na Arábia Saudita

O anúncio feito no domingo à noite por Arábia Saudita, Egito, Emirados árabes Unidos e Bahrein de que cortariam relações diplomáticas e fechariam fronteiras e o espaço aéreo para o Qatar foi o ápice de uma rixa antiga entre os Estados do Golfo.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos