Nordeste é região com maior reprovação ao governo Temer, diz Ibope

Felipe Amorim

Do UOL, em Brasília

  • Eduardo Knapp - 10.mar.2017/Folhapress

    Ao lado do governador da Paraíba, Ricardo Coutinho (PSB), Temer participa de inauguração de trecho da obra de transposição do rio São Francisco

    Ao lado do governador da Paraíba, Ricardo Coutinho (PSB), Temer participa de inauguração de trecho da obra de transposição do rio São Francisco

Pesquisa Ibope sobre a aprovação ao governo do presidente Michel Temer divulgada nesta sexta-feira (31) aponta o Nordeste como a região do país onde o presidente tem os piores índices de popularidade.

No Nordeste, 67% dos entrevistados disseram avaliar o governo como ruim ou péssimo. A média nacional é de 55%, pior índice de Temer entre as quatro pesquisas sobre seu governo desde junho.

A reprovação ao governo foi de 52% de respostas ruim/péssimo no Sudeste, 49% nas regiões Norte e Centro-Oeste (agrupadas na pesquisa) e de 48% na região Sul.

O índice de reprovação teve um aumento de 10 pontos nas regiões Nordeste e Norte/Centro-Oeste, 8 pontos no Sul e 6 pontos no Sudeste, em relação à última pesquisa, de dezembro.

O maior índice de aprovação ao governo está na região Sul, com 17% de respostas ótimo ou bom sobre a avaliação do governo Temer. A aprovação foi de 13% nas regiões Norte/Centro-Oeste, 10% na região Sudeste e de 6% no Nordeste.

Na média nacional, a aprovação ao governo ficou em 10%, uma oscilação negativa, dentro da margem de erro de dois pontos a mais ou a menos, em relação à pesquisa de dezembro, quando o índice foi de 13%.

A pesquisa divulgada hoje foi realizada entre os dias 16 e 19 de março e ouviu com 2.000 pessoas em 126 municípios. A margem de erro é de dois pontos percentuais.

A baixa popularidade no Nordeste foi apontada pela pesquisa mesmo depois da visita do presidente à região, no dia 10 de março, quando inaugurou um trecho das obras de transposição do rio São Francisco. Em dezembro, numa visita a Maceió, Temer afirmou que gostaria de ser lembrado, apesar de ser paulista, como o "melhor presidente nordestino" que o país já teve.

A inauguração da obra no São Francisco abriu uma disputa política entre Temer e o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) pela paternidade da transposição.

Em discurso na inauguração do trecho leste do projeto, na Paraíba, Temer afirmou que ninguém poderia reivindicar a autoria da obra. "A paternidade é do povo brasileiro e do povo nordestino", disse. 

As obras da transposição começaram em 2007, no segundo mandato do ex-presidente Lula.

Nove dias após a inauguração oficial com Temer, os ex-presidentes Lula e Dilma visitaram a região para uma espécie de "reinauguração" do trecho. O ato foi batizado como "inauguração popular da transposição do rio São Francisco".

"Sinto muito orgulho de ter tido a coragem de iniciar este projeto. Nós somos pai, mãe, irmão, tio e sobrinho da transposição das águas", disse Lula, em discurso no evento.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos