PUBLICIDADE
Topo

Política

Conteúdo publicado há
1 mês

Kennedy: Problema de Mendonça é ser terrivelmente despreparado para STF

01/12/2021 19h32Atualizada em 01/12/2021 20h09

Em participação no UOL News, o colunista Kennedy Alencar afirmou que o ex-ministro da Justiça André Mendonça, aprovado hoje pelo Senado para uma vaga no STF (Supremo Tribunal Federal), é "terrivelmente despreparado" para o cargo.

Quatro meses após a indicação e depois de uma sabatina de mais de oito horas na CCJ (Comissão de Constituição e Justiça), os senadores aprovaram, por 47 votos a 32, o segundo nome indicado pelo presidente Jair Bolsonaro (PL) para ser ministro da Corte.

Pouco antes da aprovação no plenário do Senado, Alencar avaliou que o "viés evangélico" do ex-ministro diminuiu o debate em torno de seu nome para o STF.

"O problema não é o André Mendonça ser evangélico. Não tem problema o ministro ser evangélico, católico ou do candomblé. O problema é deixar que a religião guie os passos dele dentro do Supremo", disse o colunista.

"O problema do André Mendonça não é ser terrivelmente evangélico, é ser terrivelmente despreparado para essa função", completou.

Kennedy lembrou que o cargo de ministro do Supremo pode durar mais de 25 anos e, por isso, ele disse que Mendonça será um "legado muito negativo" de Bolsonaro para a Corte.

"E o Senado terá responsabilidade nisso, porque cabe a ele um sistema de freios e contrapesos, fazer o controle e não aprovar uma indicação tão desqualificada para a função", afirmou.

"Um ministro tem que mostrar ao presidente os limites da lei, tem lealdade às instituições e à Constituição. [Mendonça] é uma figura terrivelmente despreparada e que tentou agradar a todo mundo hoje no Senado", disse o colunista.

Política