Vacinação contra gripe pode ter prazo prorrogado em razão de paralisações

São Paulo - O governo federal deve prorrogar os prazo de duração da campanha de vacinação contra a gripe, segundo afirmou o ministro da Saúde, Gilberto Occhi. A prorrogação é consequência do impacto sobre o abastecimento causado pela paralisação de caminhoneiros. Cerca de 67% da população foi vacinada e o objetivo é atingir 95%, disse Occhi.

O ministro afirmou que a prorrogação por mais 15 dias já foi acordada e que, após esse prazo, será preciso avaliar o cenário para decidir sobre a possibilidade de uma extensão maior do prazo da campanha.

Occhi afirmou que o ministério não tem uma estimativa dos prejuízos causados pela paralisação, mas acrescentou que o governo tem trabalhado para liberar o transporte de medicamentos e insumos para a indústria farmacêutica.

"Naquilo que nos é demandado, estamos atuando. Liberando carreta, colocando em comboios ou em via aérea se for necessário", acrescentou Occhi. Ele não quis dar uma estimativa de prazos para normalização do abastecimento, mas considerou que a perspectiva é de melhora gradual.

Dayanne Sousa

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Para começar e terminar o dia bem informado.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos